Publicidade

Estado de Minas SÉRIE

'A Christmas Carol', clássico de Dickens, estreia neste Natal

Estrelada por Guy Pearce no papel de Ebenezer Scrooge, a trama evita o tom açucarado de produções do gênero


24/12/2020 13:47


 
A vida não estava nada fácil para Charles Dickens (1812-1870) em 1843. Com a mulher, Catherine, grávida de seu quinto filho e os editores da Chapman & Hall ameaçando cortar sua renda mensal caso as vendas de seus livros não subissem, ele teve de aceitar a proposta de escrever uma novela natalina de encomenda.
Entre outubro e o início de dezembro daquele ano, criou a novela A Christmas Carol, mais conhecida em português como Um conto de Natal. Hoje uma das obras mais conhecidas do autor de Oliver Twist e David Copperfield, ela representou a salvação de Dickens no momento. Nos anos posteriores, o autor lançou outras novelas natalinas.

INSPIRAÇÃO O avarento e rabugento Ebenezer Scrooge, nesses quase 180 anos desde sua criação, vem povoando o imaginário de adultos e crianças, dada a série de adaptações que a história ganhou no cinema e na televisão.
Fonte de inspiração para outros personagens – entre eles o Tio Patinhas, que em inglês se chama Scrooge McDuck –, ele é relido também na minissérie A Christmas Carol, que a Fox Premium exibe nesta sexta-feira natalina, a partir das 19h45.
A minissérie vem com ótima carta de apresentação. Ridley Scott e Tom Hardy produziram A Christmas Carol, criada por Steven Knight (autor de Peaky Blinders) para a BBC e o FX. Guy Pearce encarna com maestria o protagonista e ganhou coadjuvantes à altura, como Andy Serkis, o Fantasma do Natal Passado.
A produção tem início com clima fúnebre. Um corvo voa de uma lápide no cemitério coberto de neve. Ao mesmo tempo, um jovem urina em cima de outro túmulo.
O frio é cortante, e é nesse cenário, nada animador, que somos apresentados ao  homem de negócios Ebenezer Scrooge (Pearce), figura atormentada por crimes do passado, que abomina o Natal.
Com tom de voz digno de um homem que vive nas trevas, Pearce monologa sobre o estado do mundo. “O que é amanhã?”, pergunta ele, na véspera de Natal, quando começa uma conversa sobre se Jesus Cristo realmente nasceu em dezembro.
Mesquinho, o rico empresário vive de infernizar a vida dos empregados, especialmente Bob Cratchit (Joe Alwyn), pai de quatro filhos que passa dificuldades.

FANTASMAS Um flashback explica por que o homem é tão de mal com a vida. Só que as coisas vão mudar quando Scrooge recebe visitas. Seu ex-sócio Jacob Marley (Stephen Graham), morto há alguns anos, faz uma aparição anunciando a visitas de três fantasmas: do Natal Passado, do Presente e do Futuro.
A partir desses encontros, Scrooge terá a chance de mudar. Caso continue o mesmo, avisa o Fantasma do Futuro, sua vida permanecerá miserável, apesar da riqueza.
É bom avisar: a despeito da força dramática e do aspecto visual, esta adaptação não é fácil, inclui até mesmo pedofilia. É indicada apenas para aqueles que têm horror às narrativas açucaradas que todos os anos marcam esta temporada.






receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade