Publicidade

Estado de Minas Cult

"Arte viva: Redes em expansão" é o tema da 14ª CineBH


01/11/2020 04:00

A atriz Marina Viana participa de live na 14ª CineBH(foto: Raique Moura/divulgação)
A atriz Marina Viana participa de live na 14ª CineBH (foto: Raique Moura/divulgação)
“Arte viva: Redes em expansão” é o tema da 14ª CineBH – Mostra de Cinema de Belo Horizonte e do 11º Brasil CineMundi – International Coproduction Meeting, que ganharam formato virtual devido à pandemia do novo coronavírus. Neste domingo, as artes cênicas estarão em foco com a exibição do curta Ao teatro, de Rita Clemente, e de Cenas Curtas 20 anos: A festa dos encontros, dirigido por Marcos Coletta e Paula Dante. Às 19h, tem roda de conversa com a atriz e dramaturga Marina Viana. Os dois filmes propõem uma reflexão sobre o teatro de BH diante do impasse imposto pela pandemia, que fechou salas e tirou trabalho de artistas, técnicos e coletivos que desenvolvem sua arte na cidade. A mostra de cinema, que será encerrada na segunda-feira (2), disponibiliza sua programação em www.cinebh.com.br.


HORROR
Haja susto!
Daniel Simioni em As núpcias de Drácula(foto: Macabro/divulgação)
Daniel Simioni em As núpcias de Drácula (foto: Macabro/divulgação)

Dedicada ao cinema de horror produzido no Brasil, a mostra macaBRo prossegue neste fim de semana. Promovido pelo Centro Cultural Banco do Brasil, o evento programou a apresentação on-line de 44 longas e curtas-metragens, que poderão ser conferidos na plataforma darkflix.com.br/macabro. Neste domingo (1º/11), o filme O nó do diabo – Episódio 4, de Jhésus Tribuzi, será exibido às 16h, seguido de Mais denso que o sangue, curta de Ian Abé, às 18h, e de Não tão longe, às 20h, também dirigido por Abé. Na segunda-feira (2), Dia dos Mortos, será a vez de O nó do diabo – Episódio 5, de Ramon Porto Mota, às 16h, e de Sem seu sangue (com legenda em Libras), de Alice Furtado, às 18h. A cineasta e o curador Carlos Primati participam de live às 19h. Às 20h, o público poderá conferir As núpcias de Drácula, filme de Matheus Marchetti estrelado por Daniel Simioni.

TEATRO
Os causos de mestre André
Marcelo Xavier pesquisou as crendices brasileiras(foto: MMGerdau/divulgação)
Marcelo Xavier pesquisou as crendices brasileiras (foto: MMGerdau/divulgação)

Figuras emblemáticas do imaginário brasileiro, Boitatá, Saci Pererê, Curupira, Boto e Mula-sem-cabeça vão bater ponto na peça Mitos – O folclore do mestre André, que a Cia. Candongas apresentará neste domingo (1º/11), às 11h e às 16h, em seu canal no YouTube. O projeto se inspira nos livros Mitos e Crendices, lançados pelo escritor e multiartista Marcelo Xavier. Neles, um contador de causos desfia suas histórias, enquanto as pessoas se encontram com os personagens trazidos à tona por esse mestre da palavra. Xavier pesquisou mitos e crendices do Brasil profundo, valorizando a cultura popular do país. O espetáculo, que já foi assistido por cerca de 250 mil pessoas, é dirigido pelo próprio autor em parceria com a trupe da Candongas. O elenco reúne Antônio Rodrigues, Cláudia Henrique, Guilherme Théo, Gustavo Bartolozzi e Miguel Safe. A trilha sonora ficou a cargo de Ladston Nascimento, Cláudio Dias e Juliana Serra.

MÚSICA
LÔ BORGES
(foto: Flávio Charchar/divulgação )
(foto: Flávio Charchar/divulgação )

Sócio-fundador do Clube da Esquina, o cantor e compositor Lô Borges (foto) faz live neste domingo (1º/11), às 20h, no Festival Urban Bossa n'Jazz. O show solo será transmitido no canal da Un Music no YouTube (youtube.com/unmusic).


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade