Publicidade

Estado de Minas STREAMING

Cine Belas Artes de SP libera filmes de graça por streaming

Até 15 de abril, público poderá conferir obras cult como o longa brasileiro 'Carandiru', o sul-coreano 'Em chamas' e o iraniano 'O apartamento'


postado em 04/04/2020 04:00 / atualizado em 03/04/2020 20:22

Luiz Carlos Vasconcelos protagoniza Carandiru, filme de Héctor Babenco(foto: Marlene Bergamo/divulgação)
Luiz Carlos Vasconcelos protagoniza Carandiru, filme de Héctor Babenco (foto: Marlene Bergamo/divulgação)

Impossibilitado de funcionar durante a quarentena, o Cine Belas Artes de São Paulo disponibiliza gratuitamente, até  o próximo dia 15, produções em sua plataforma de streaming. Com acervo nada convencional, o projeto Belas Artes à la carte oferece filmes cult de diferentes épocas e nacionalidades para o público confinado em casa.

O acervo conta com curadoria original, voltada para “quem está cansado da mesmice”. Os filmes foram divididos em categorias incomuns: “Cults incríveis”, “Mulheres maravilhosas”, “Hahaaha”, “Se você nunca viu um filme cult comece aqui”, “Preparem seus lenços”, “Para roer as unhas”, “Todo cinéfilo precisa ver antes de morrer”, “França mon amour”, “Boy meets girl” e também  “Não soubemos classificar”.

Para cada filme é produzido um conteúdo especial, explicando o porquê de assisti-lo. Ali, o espectador confere curiosidades, informações e histórias relativas à obra. Também é disponibilizado o Cardápio Semanal, trazendo vídeos em que curadores apresentam os lançamentos da plataforma.

O acervo reúne clássicos do cinema, como a filmografia do diretor francês Éric Rohmer e a obra do brasileiro José Mojica Marins, que morreu em fevereiro. O repertório é vasto, contemplando filmes aclamados pela crítica produzidos na Argentina, Brasil, França, Itália, Irã, Reino Unido, Rússia, Austrália, Japão e EUA.

Depois de 15 de abril, o acesso será fechado e a assinatura do programa passa a custar R$10,90 por mês. Assinantes terão acesso aos filmes em dois dispositivos, simultaneamente. Quem quiser aproveitar o período gratuito do projeto deve acessar o link https://www.belasartesalacarte.com.br/browse.

* Estagiário sob supervisão da editora-assistente Ângela Faria

O longa sul-coreano Em chamas é disponibilizado gratuitamente pelo Cine Belas Artes(foto: Pandora/divulgação)
O longa sul-coreano Em chamas é disponibilizado gratuitamente pelo Cine Belas Artes (foto: Pandora/divulgação)


EM CARTAZ


» CARANDIRU
(Brasil, 2003, 146 min, de Héctor Babenco, com Luiz Carlos Vasconcelos, Milton Gonçalves e Ivan de Almeida) – Inspirado no livro de Drauzio Varella sobre sua experiência no Carandiru. Médico se oferece para realizar trabalho de prevenção à Aids no maior presídio da América Latina e convive com a realidade dos detentos.

» EM CHAMAS
(Coreia do Sul, 2018, 148 min, de Lee Chang-Dong, com Yoo Ah-In, Steven Yeun e Jeon Jong-seo) – Jong-soo reencontra uma antiga amiga, que, ao retornar do exterior, lhe apresenta um jovem misterioso.

» O APARTAMENTO
(Irã, 2017, 123 min, de Asghar Farhadi, com Shahab Hosseini, Taraneh Alidoosti e Babak Karimi) – Casal de atores se muda para novo apartamento, onde a mulher é atacada. Os dois devem decidir se querem descobrir a identidade do autor da agressão.

» SID & NANCY – O AMOR MATA
(Reino Unido, 1987, 110 min, de Alex Cox, com Gary Oldman, Chloe Webb e Drew Schofield) – Sexo, drogas e rock and roll marcam o romance entre Sid Vicious, baixista do grupo punk Sex Pistols, e a jovem Nancy Spungen.

» BAGDAD CAFE
(Alemanha Ocidental, 1988, 108 min, de Percy Adlon, com Marianne Sägebrecht e Jack Palance) – Depois de abandonar o marido, turista alemã é acolhida no posto-motel Bagdad Cafe, onde convive com hóspedes.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade