Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Rolando Boldrin e Saulo Laranjeira dividem palco no espetáculo Vamos matutar

A dupla se baseou em canções e casos da cultura popular brasileira


postado em 13/07/2019 04:09 / atualizado em 13/07/2019 08:09

Rolando Boldrin e Saulo Laranjeira fazem única apresentação hojeem Belo Horizonte (foto: SYLVIO COUTINHO/DIVULGAÇÃO)
Rolando Boldrin e Saulo Laranjeira fazem única apresentação hojeem Belo Horizonte (foto: SYLVIO COUTINHO/DIVULGAÇÃO)

A primeira vez em que Saulo Laranjeira se encontrou com Rolando Boldrin foi no começo dos anos 1980, no extinto e saudoso Som Brasil, programa que divulgava a música regional brasileira nas manhãs de domingo na Globo. "Se não me engano, fui ao segundo programa. Rolando me convidou, e foi ótimo. Voltei outras vezes,  mesmo depois que ele deixou a Globo. Virei figurinha tarimbada. Desde então, a gente se tornou próximo e temos um convívio muito bacana", ressalta Saulo.

Em comum, além de serem apresentadores, cantores e contadores de “causos”, Laranjeira e Boldrin são apaixonados pela cultura brasileira, sobretudo a regional. A partir dessas afinidades, eles decidiram criar o espetáculo Vamos matutar, que estreia neste sábado (13), no Palácio das Artes, em Belo Horizonte, com um roteiro que reúne histórias, muita música e bate-papo sobre as raízes artísticas brasileiras.

"Ao longo dos anos, participei várias vezes do programa dele, e ele do meu (Saulo comanda o Arrumação, na Rede Minas, enquanto Rolando é o Sr. Brasil, na TV Cultura). Mas nunca tínhamos feito nenhum show juntos, nada nesse formato. É um convite que fazemos para o público, que é tão carente desse tipo de projeto. A gente viaja muito pelo país e acredito que haja muita gente disposta a se envolver e se emocionar com algo que mostra a força e valoriza a nossa cultura popular", afirma Laranjeira.

Com direção de Rolando Boldrin, cenário de sua mulher, Patricia Maia Boldrin, e violão de Renato Saldanha, Vamos matutar, segundo Laranjeira, "não é apenas o encontro de dois artistas no palco. Tem uma direção, um clima teatral e tudo dentro de um contexto musical". A iniciativa se vale dos anos que os dois artistas dedicaram à pesquisa em torno da cultura regional e popular. Na opinião do mineiro, eles atingiram a maturidade artística necessária para conceber uma produção como essa.

"Não é de hoje que a gente mergulha nesse universo, trazendo a singularidade e a diversidade do nosso povo. Faz muito tempo que estamos aí na estrada, interagindo e disseminando artistas de todos os estilos, poetas de todos os rincões, e não só os que já estão com carreira consolidada, mas essa meninada que está despontando, que costuma ficar à margem. Tem tanta coisa nesse Brasil para mostrar", diz. Para o apresentador e músico, a realização desse espetáculo proporciona uma sensação de missão cumprida. "É uma maneira de colocar em prática tudo o que nós absorvemos ao longo desses anos. Mesmo nem tendo estreado, já temos recebido pedidos para apresentar em outras cidades e isso nos deixa muito felizes e emocionados.”

Matutar quer dizer refletir sobre alguma coisa de maneira demorada, pensar, cismar. Saulo Laranjeira enfatiza que, neste período complexo que o país atravessa, é mais do que necessário parar um pouco para examinar e ponderar as coisas. "Tudo está muito à flor da pele. É tempo também para valorizar ainda mais a cultura de raiz, esses prosadores e contadores de história, nosso Brasil profundo."

Vamos matutar
Show com Rolando Boldrin e Saulo laranjeira. Sábado, (13), às 21h, no Grande Teatro do Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1.537, Centro. 
(31) 3263- 7400). Ingressos: Plateia I (esgotados); Plateia II (esgotados); Plateia superior: R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia). Vendas: ingressorapido.com.br e na bilheteria do teatro.




Publicidade