Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Boogarins lança mais uma música de seu quarto álbum

'Tardança' é a quarta faixa a ser disponibilizada. Disco com total de 10 músicas sai no próximo dia 10 de maio


postado em 01/05/2019 05:06

Banda goiana lançará seu quarto álbum no próximo dia 10. Show em BH está previsto para junho(foto: A Autêntica/Divulgação)
Banda goiana lançará seu quarto álbum no próximo dia 10. Show em BH está previsto para junho (foto: A Autêntica/Divulgação)

Uma das bandas brasileiras mais incensadas desta década, a goiana Boogarins chega ao seu quarto álbum, Sombrou dúvida. Com lançamento previsto para o próximo dia 10 – no Brasil pelo selo Lab 344 e no exterior pelo OAR –, o disco já teve três de suas 10 faixas lançadas. A mais recente é Tardança, definida pelo guitarrista Benke Ferraz como “se o Pixies curtisse sertanejo em vez de surf”.
Gravado com uma câmera girando em efeito de 3600 enquanto os músicos tocam em um estúdio, o vídeo mergulha na atmosfera lisérgica da composição do baixista Rafael Vaz – esta é a única das canções que não levou a assinatura do vocalista Dinho Almeida. Feito na vertical, o vídeo é desses produtos audiovisuais que são melhor vistos via smartphone.

Aliás, os celulares estão presentes em outro single do disco. Com ruídos e vozes feitos de gravações de celular, Invenção mostra o Boogarins olhando para sua própria história – seu beat foi sampleado da faixa LVCO 4, do álbum anterior, Lá vem a morte (2017). No clipe, os quatro integrantes, vestidos como médicos, parecem estar num hospital ou clínica. O clima do vídeo é de experimento, assim como a faixa, que mistura texturas em batidas superquebradas.

GUITARRA A primeira faixa já lançada do trabalho foi Sombra ou dúvida, que chegou às plataformas digitais ainda em fevereiro. Das três músicas do novo disco, é a mais convencional, mesmo que o Boogarins seja um grupo que foge das convenções. A guitarra mais cadenciada do início da faixa vai se desmembrando no decorrer da música.

Formada em 2012 por Benke e Dinho Almeida (o baterista Ynaiã Benthroldo, ex-Macaco Bong, entrou para o grupo em 2014), o Boogarins bebeu na fonte mais clássica, digamos assim, do rock psicodélico, nos dois primeiros álbuns – As plantam que curam (2013) e Manual (2015). A partir de Lá vem a morte, a banda vem aprofundando sua linguagem, buscando sons que fujam da instrumentação tradicional.

Sombrou dúvida foi gravado no estúdio Space Atx, em Austin, Texas. O registro ocorreu durante shows que o quarteto fazia na América do Norte e na Europa. A gravação na cidade norte-americana, meca da música independente, não chegou a ser novidade para a banda. O álbum anterior também foi gestado lá.

O lançamento no dia 10 será seguido de um show em Goiânia. Somente a parte inicial da turnê será no Brasil – em Belo Horizonte, o Boogarins toca em 8 de junho, n’A Autêntica. Já a partir de julho a banda vai para fora. Por ora, a agenda do grupo tem 14 datas confirmadas até setembro na Europa e nos Estados Unidos. (MP)


Publicidade