Publicidade

Estado de Minas conta-gotas

Pandemia intensifica transtornos alimentares


31/10/2021 04:00





.
(foto: MF Press Global/Divulgação )


Com a mudança nos hábitos do dia a dia em decorrência da pandemia da COVID-19, o brasileiro teve de se adaptar com o isolamento e a rotina dentro de casa. Devido às restrições sanitárias, estresse e ansiedade, houve alterações nos costumes comportamentais e alimentares de uma expressiva parcela da sociedade. Com a pandemia, cerca de 4,7% da população do Brasil apresentou sinais de transtornos alimentares, conforme levantamento da OMS, sendo a maior incidência em mulheres jovens de 14 a 18 anos. No panorama global, o índice foi de 2,6 em cada 100 indivíduos, 45% a menos se comparado com a taxa do Brasil. Apesar de não haver um método de cura específica para o transtorno alimentar, a nutricionista Cyntia Maureen reforça a importância de tratamentos que auxiliam no controle da doença. "O acompanhamento de psicólogos, psiquiatras e nutricionistas é fundamental para evolução no quadro do paciente. Através do diagnóstico é possível identificar as causas do transtorno e trabalhar em busca da diminuição dos sintomas e cura", conclui.




Benefícios da aromaterapia

 
 
..
(foto: MG Press/divulgação )
Problemas como falta de foco, depressão e ansiedade podem ser tratados com diferentes óleos. A utilização da medicina alternativa como tratamento ganha cada vez mais adeptos. A aromaterapia tem conquistado espaço entre o público, e ela já foi reconhecida pelo Ministério da Saúde, em 2018, como prática integrativa para complementar o tratamento tradicional. "Esse tratamento consiste em usar técnicas naturais utilizando óleo concentrado que é liberado de diferentes plantas. As partículas liberadas com a essência estimulam o cérebro, ajudando a combater diferentes tipos de problemas", comenta Nayana Pedreira, diretora-executiva da Acqua Aroma. Confira quatro problemas que a aromaterapia ajuda no tratamento:
Depressão: um dos óleos essenciais indicado para quem sofre com esse problema é o de bergamota (Citrus aurantium bergamia). O aroma liberado atua como tranquilizante, calmante, psicoativo e relaxante, elevando o ânimo da pessoa e ajudando no combate dos males que a depressão traz.
Ansiedade: a ansiedade foi um dos problemas psicológicos que mais cresceram durante a pandemia. Para auxiliar o tratamento desse mal, é recomendado o uso da laranja doce (Citrus sinesis). O óleo tranquiliza e acalma a pessoa, efeitos que são necessários para quem sofre com isso.
Falta de foco: nada pior que começar alguma tarefa e não conseguir finalizá-la por falta de foco. O óleo de alecrim (Rosmarinus officinalis) é o indicado para quem busca se tratar com a aromaterapia. Os efeitos que são absorvidos pelo tratamento vão desde estimular a mente até eliminar pensamentos negativos, ideal para não deixar nada pela metade.
Enxaqueca: muitas pessoas recorrem a tratamentos complementares para cuidar desse problema, que afeta grande parte da população. O óleo mais recomendado para esse fim é o de lavanda (Lavandula angustifolia). Os efeitos que o aroma libera são: antiespasmódico, antálgico, sedativo e relaxante, sintomas que auxiliam no combate das dores.
 



Acne adulta 
é normal? Tem tratamento?

...
(foto: Pixabay )
 

O processo inflamatório das glândulas sebáceas da pele, popularmente conhecido como acne, é comum e muito frequente. Ele ocorre principalmente na fase da adolescência, por conta do aumento da produção dos hormônios sexuais, e pode causar pequenas lesões incômodas que influenciam, na grande maioria das vezes, na autoestima das pessoas. Entretanto, apesar de ser mais comum na maturação da idade, a acne também é bastante vista em adultos, atingindo as mulheres com ainda mais frequência, devido ao excesso incomum dos hormônios. "Algumas mulheres apresentam a inflamação quando têm ovários policísticos ou quando há um distúrbio de produção hormonal que leva a esse excesso de andrógenos e esses estrógenos", explica o dermatologista Lauro Rodolpho, membro da Doctoralia. A acne em adultos é composta de lesões menores e mais espaçadas, geralmente na pele do rosto e pescoço, sem se espalhar para o restante do corpo como na adolescência, mas muito mais resistente que antes. Mas não se preocupe, ela também tem tratamento. Os cuidados diários de limpeza da pele, evitar o sol sem proteção solar, diminuir o uso excessivo de maquiagem e manter uma alimentação e hábitos saudáveis podem ajudar nesse quadro de acne adulta. Em alguns casos, onde a doença é muito resistente, além dos cuidados que serão implementados na rotina do paciente pode ser necessário utilizar medicamentos via oral e, no caso da mulher, a introdução de anticoncepcionais. "Por fim, também existe a isotretinoína oral, que é usada em último caso, quando já tentamos de tudo e não teve uma resposta eficaz.” conclui o médico.
 




Meias de compressão para gestantes: benefícios cuidados

 
Para muitas mulheres, a gravidez é o período mais especial da vida. Acompanhar o crescimento e o desenvolvimento do bebê é um sentimento único. Mas também ocorrem muitas mudanças no corpo da mulher, algumas desconfortáveis e que podem se tornar até dolorosas. Durante o período gestacional, é comum ter problemas de circulação e sentir dores nas pernas e nos pés, que podem ser tratadas com meias de compressão específicas para gestantes. Elas previnem o edema, melhoram a circulação sanguínea e auxiliam a reduzir o aumento dos batimentos cardíacos do bebê e da mãe durante a gravidez. De acordo com a SIGVARIS GROUP, o seu uso é recomendado desde o início da gravidez e é sempre importante consultar o médico para saber qual a melhor opção para você. Os especialistas recomendam que a gestante coloque a meia logo pela manhã, assim que se levantar da cama. É preciso lavar as meias com sabão neutro, não utilizar cloro ou alvejantes, não utilizar cremes ou óleos nas pernas antes de colocá-las e utilizar sacos para roupas delicadas caso a lavagem seja feita na máquina.
 
 
 

Descarte correto de medicamentos vencidos

 
.,.
(foto: Karolina Grabowski/divulgação)
 
Um hábito comum para inúmeras pessoas é ter uma “farmacinha” em casa para alívio imediato de sintomas leves, como alergias, dores de cabeça e resfriados. Comprimidos, pomadas, xaropes, colírios e sprays são os principais itens que compõem a reserva caseira de medicamentos. Mas, você sabe como fazer o descarte correto desses itens, caso estejam vencidos? Será que despejar no lixo comum, na pia ou no vaso sanitário é a melhor maneira? A farmacêutica Raíssa Ferreira Almeida, da Drogarias Pacheco, enfatiza que não se deve jogar qualquer medicamento no lixo, na pia ou no vaso sanitário. “O ideal é que os produtos fora do prazo de validade sejam entregues em pontos de coletas nas farmácias e nas drogarias, cujo direcionamento será realizado de forma correta e sem possibilidades de danos às pessoas e ao meio ambiente”, explica. Para fazer o descarte correto, é indicado deixar os medicamentos em sua embalagem primária, ou seja, nas cartelas de comprimidos, cápsulas, tubos de pomadas e cremes ou frascos.
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade