Publicidade

Estado de Minas conta-gotas

Anemia e leucemia


25/07/2021 04:00


Atenção para o combate e prevenção às principais doenças sanguíneas: anemia e leucemia. A anemia é a baixa produção de glóbulos vermelhos ou hemácias, células que transportam oxigênio no corpo. Já a leucemia tem número menor de casos e se dá quando há baixa produção do sangue na medula óssea invadida por células malignas. O médico hematologista, patologista clínico e diretor do Laboratório São Paulo, Daniel Dias Ribeiro, afirma que a maior parte dos casos de anemia ocorre pela ferropriva, ou seja, a falta de ferro no sangue. “Isso é mais frequente em algumas etapas da vida, como no primeiro ano de vida, adolescência, em mulheres com fluxo menstrual aumentado, durante a gestação e pós-parto, e idosos que têm perda de sangue por doença no trato intestinal”, revela.
 
 
 
 
 

Espondilite Anquilosante 

(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)

A espondilite anquilosante (EA) é uma doença crônica que causa dor nas costas, capaz de causar a perda de até 46 dias de trabalho no ano, taxa três vezes maior que a geral, segundo estudos. O diagnóstico e o tratamento precoce têm poder de reduzir os impactos negativos e, por isso, a Sociedade de Reumatologia de Brasília, em parceria com a Novartis, lançou uma ferramenta para auxiliar a identificação da doença e orientar pacientes. Jamille Nascimento Carneiro, presidente da Sociedade de Reumatologia de Brasília, afirma que o diagnóstico nem sempre é bem-sucedido, uma vez que exige do médico reumatologista experiência. Esse é o princípio que guia o Shortway, aplicativo que auxilia no diagnóstico e orienta o paciente, caso apresente sintomas condizentes com a EA, a procurar o médico mais próximo de sua residência. O questionário pode ser acessado em: https://app.shortway.webmedbr.com/.
 
 

Constelação Familiar

(foto: Matrix/Divulgação)
(foto: Matrix/Divulgação)

A constelação familiar é usada para amenizar o luto e a solidão causados pela pandemia, mas também por quem experimentou atritos no trabalho em casa e a proximidade com familiares. A psicóloga e consteladora Solange Bertão explica, no livro “A lógica do destino”, como essa técnica atua e de que maneira cada um pode se tornar mais próximo de si mesmo e da sua história. Nessa técnica, fazem-se sessões em grupo e pessoalmente. Mas os terapeutas se adaptaram e passaram a “constelar” on-line. A técnica funciona assim: o “constelado” conta seu problema para o terapeuta. Ele escolhe as pessoas que se voluntariam para representar papéis na família do constelado. “A partir daí, cria-se um campo fenomenológico, em que os participantes têm sensações semelhantes aos que estão representando”, diz. Assim, ao observar o comportamento dos representantes, a pessoa passa a identificar as situações que repetem. É dessa forma que a terapia ajuda o constelado a enxergar o que pode estar sendo raiz dos seus problemas.

Livro: A Lógica do Destino
Autora: Solange Bertão
Editora: Matrix
Número de páginas: 128
Preço: R$ 29,90
 

 
 
 
 

Dicas para combater o inchaço

(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)

Corpo inchado é comum. No entanto, apesar de frequente, é incômodo e pode ser sinal de algum problema de saúde. O médico Paulo Lessa explica as possíveis origens do inchaço, também chamado de edema. “O edema é caracterizado pelo aumento do volume de partes do organismo sensíveis à ação da gravidade ou no corpo inteiro. Pode ser observado em pés ou tornozelos, pernas, além do corpo pesado e cansaço além do habitual”, afirma. É importante saber a origem do inchaço, pois o diagnóstico indica o tratamento adequado e se o problema pode se tornar perigo para a saúde. Para evitar os edemas, confira dicas eficazes:

3 Beba muito líquido: consumir bastante água ajuda na redução do inchaço. A orientação é beber pelo menos 1,5 litro diariamente. Além de manter a pessoa hidratada, a água ajuda a melhorar o processo digestivo e a circulação sanguínea.

3 Tome chás: alguns chás têm propriedade diurética, como o de hibisco, salsinha e cavalinha. Eles aumentam a quantidade de urina produzida e eliminada, o que favorece a diminuição da concentração de sódio no corpo. Por sua vez, esse efeito combate a retenção de líquidos.

3 Consuma proteínas magras: É fundamental ter alimentação equilibrada, dando preferência a alimentos ricos em potássio e proteínas magras. Esse mineral reduz o sódio no organismo. Entre os alimentos que atuam nessa tarefa estão acelga, espinafre, banana, abacate e pera. Já as proteínas magras incluem aves e peixes.

3 Evite sal: evite temperos prontos e o sal comum, e dê preferência a temperos naturais, como cebola e alho, assim como pimenta, coentro, hortelã e gengibre, entre outros.

3 Caminhe pelo menos 15 minutos por dia: a prática de exercícios favorece a circulação, o que impede a retenção de líquidos. Ficar muito tempo sentado ou deitado faz com que as pernas fiquem inchadas e pesadas. Uma simples caminhada já é eficiente para evitar esse problema.

 
 
 
 

Crime virtual

(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)

O crescente número de ataques cibernéticos registrados nos últimos anos tem gerado prejuízos e preocupações. Mas há uma outra questão relacionada a crimes virtuais que vai além do roubo e vazamento de dados, podendo trazer prejuízos para a sociedade e para os envolvidos: o abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes na internet. “O assunto é delicado, complexo e, para a maioria das pessoas, difícil de ser discutido, o que é compreensível. Não é simples aceitar que existam situações como essas acontecendo”, diz Augusto Schmoisman, especialista em defesa cibernética corporativa e CEO da Citadel Brasil. Porém, falar sobre isso e sobre a pornografia infantil é um tabu que precisa ser encarado. As crianças têm maior capacidade de aprender e se familiarizar com o mundo digital, tornando necessárias conversas, alertas e ações efetivas e recorrentes por parte de toda a sociedade. “Não estou dizendo que os pais devem seguir o caminho da proibição, mas a mediação de pais e responsáveis deveria ser obrigatória, diária e minuciosa. Antes de deixarmos as crianças se moverem sozinhas, devemos prepará-las. Por isso, é na prevenção que precisamos atuar.”



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade