Publicidade

Estado de Minas conta-gotas

Como usar farinhas sem glúten?


16/08/2020 04:00 - atualizado 13/08/2020 17:22

(foto: Ana Lima Comunicação/Divulgação)
(foto: Ana Lima Comunicação/Divulgação)


Quando pensamos em farinha, logo imaginamos farinha de trigo, o que é proibido para pessoas com doença celíaca ou sensibilidade não celíaca ao glúten. Mas nem toda farinha contém trigo/glúten. Existem muitas outras opções que podem ser consumidas com total segurança por quem tem alguma restrição ao glúten. De acordo com a nutricionista Adriana Stavro, é possível fazer ou comprar farinha de amêndoas, castanhas e até de batatas, além de outros diferentes tipos de grãos. Mas, qual é a maneira correta de usá-las em suas receitas? Uma mistura fácil é: duas partes de mistura de farinha sem glúten (arroz, batata, tapioca, milho etc.), uma parte de aveia ou farinha de aveia e uma parte de farinha de amêndoas. Essa combinação ajuda a criar uma massa leve, macia e com sabor agradável, especialmente para panquecas e pães.
 
 
 
Checape anual
Para garantir boa saúde, ter um estilo de vida saudável é superimportante. "Mais do que manter uma boa alimentação ou a prática de exercícios físicos, envolve também a realização periódica de exames e consultas médicas como forma de prevenção", destaca Nelson Tatsui, diretor técnico do Grupo Criogênesis e hematologista do HC-FMUSP. Entretanto, é comum surgirem dúvidas sobre a realização do checape. Por isso, o especialista listou os questionamentos mais comuns acerca do tema. Confira:
» A partir de quantos anos recomenda-se 
a avaliação médica anual?
Embora não exista uma idade-padrão, especialistas acreditam que a partir de 35 anos é necessário criar esse costume de visitas regulares. Porém, isso pode variar de acordo com o histórico familiar.
»  Qual a importância do checape?
Ajuda a prevenir e detectar precocemente doenças como hipertensão e diabetes, além de patologias assintomáticas, melhorando a qualidade de vida por meio de bons hábitos.
» Com que frequência devo 
procurar um profissional da saúde?
Uma vez por ano em casos de indivíduos saudáveis e a cada três meses se a pessoa tiver alguma doença preexistente.
» Fiz um exame e o resultado não 
foi o esperado. O que fazer?
Caso algum resultado apresente alteração, o paciente deve ser orientado a buscar ajuda profissional de um especialista para que exames complementares sejam solicitados.
 
 
 
Sabonete nos óculos danifica as lentes
 
 
(foto: Óticas Diniz/Divulgação)
(foto: Óticas Diniz/Divulgação)
Indispensável para evitar contaminação pela COVID-19, e de utilização obrigatória para sair na rua em muitas cidades, a máscara de proteção facial já faz parte da rotina dos brasileiros. Mas para quem usa óculos de grau, as dificuldades são maiores para evitar o embaçamento das lentes. Isso porque se respira dentro da máscara e o ar quente que sai pelo nariz escapa pela fresta superior, indo direto para as lentes. Porém, para evitar o incômodo, muitas pessoas usam sabonete como antiembaçante, o que não é recomendado. "Funcionar até funciona, mas não aconselhamos o uso do produto para esse fim de jeito nenhum. O sabão tem em sua composição sais de sódio de ácidos que, em contato com as lentes, irão danificá-las de forma irreversível", garante Leonardo Queiroz, gerente de produtos oftalmológicos da Óticas Diniz. 

Confira algumas dicas:
» Ajuste os elásticos ou laços para moldar a peça ao rosto. Outras saídas são colar a máscara na pele com esparadrapos na parte superior do nariz ou colocar um pedaço de papel absorvente por dentro da máscara para reter a umidade causada pelo ar quente
» Use o peso dos óculos para bloquear o ar, puxando a máscara para cima do nariz o máximo que conseguir, sem prejudicar a visão e mantendo a parte debaixo na parte inferior do queixo. Depois, deixe os óculos descansarem em cima da máscara para bloquear o ar e não embaçar as lentes
» Utilize flanelas antiembaçantes
 
 
 
Como higienizar a barba na pandemia?
 
 
(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)
Para muitos homens, a barba é um estilo de vida. E eliminá-la, mesmo em tempos de pandemia, está fora de cogitação. Embora não haja nenhum estudo que relacione a barba com a transmissão do coronavírus, os cuidados devem ser redobrados neste período. Para isso, a Condor preparou um passo a passo de como deve ser feita a higienização e manutenção correta da barba em casa:
1- Prepare a pele. Use um esfoliante facial ou lave bem o rosto com shampoo específico para a barba. Isso remove a oleosidade e as impurezas da pele
2- Com uma tesoura ou máquina de barbear, apare os pelos mais compridos. Comece pela lateral do rosto e siga até o queixo
3- Aplique uma espuma de barbear utilizando um pincel
4- Com uma lâmina nova, retire os pelos em volta dos lábios, na parte de cima da bochecha e do pescoço
5- Lave o rosto e finalize com um hidratante ou uma loção
 
 
 
Exercícios físicos e bem-estar
 
 
(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)
A prática de exercícios físicos favorece a saúde mental. Existem diversos estudos que comprovam os efeitos positivos da atividade física no cérebro, que vão desde a melhora no estado de alerta e percepção até o aumento da capacidade motora e de memorização. Esses efeitos podem ser percebidos também no que diz respeito aos sentimentos e sensações do corpo. "Durante os treinos, temos a liberação de vários hormônios, como a endorfina, que tem uma potente ação analgésica. Ao ser liberada, estimula a sensação de bem-estar", explica Felipe Costa, educador físico de uma das academias parceiras da TotalPass. Felipe lista quatro exercícios que atuam no aumento da frequência cardíaca e causam liberação de endorfina e, consequentemente, trazem a sensação de bem-estar, sendo eles polichinelo, pular corda, corrida no lugar e agachamento com salto. O especialista alerta, ainda, que esses exercícios podem ser executados em casa, desde que sejam tomados os devidos cuidados para não haver lesões recorrentes de sua má execução.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade