Publicidade

Estado de Minas OPINIÃO SEM MEDO

Bolsonaro feliz: 'Aha, Uhu a PGR é nossa'

'Bolsonaristas', da Procuradoria Geral da República, cobram dos governadores o que não cobram do presidente


20/04/2021 07:15 - atualizado 20/04/2021 07:31

Augusto Aras e Bolsonaro em outubro de 2019(foto: Isac Nobrega/PR - 02/10/2019)
Augusto Aras e Bolsonaro em outubro de 2019 (foto: Isac Nobrega/PR - 02/10/2019)


O Procurador-geral da República, Augusto Aras, nomeado por Jair Bolsonaro, o verdugo do Planalto, enviou ofícios aos 27 governadores do País pedindo esclarecimentos sobre a diferença entre o número de vacinas distribuídas pelo Ministério da Saúde e as doses efetivamente aplicadas por cada um dos estados.


Curiosamente, o vigilante PGR não tocou em um fio de cabelo do devoto da cloroquina. Nunca questionou as falas homicidas e atitudes irresponsáveis do maníaco do tratamento precoce, nem nunca se preocupou em tratar de assuntos relacionados ao combate do coronavírus na esfera de atuação do governo federal.

Coincidentemente, é claro, já que seria maldade pensar o oposto, a Subprocuradora-geral, Lindôra Araújo, também disparou ofícios aos estados. Também coincidentemente, tais ofícios versam justamente sobre as mesmíssimas acusações, sem provas, que o pai do senador das rachadinhas e da mansão de 6 milhões de reais faz.

Se Aras mira uma cadeira no STF, Lindora mira a cadeira de Aras. Tudo muito natural e legítimo, não fosse o duplo padrão de atuação dos doutores, qual seja, diligência com os governadores - no mesmo tom que usa o presidente da República - e “vista grossa” em relação ao governo federal, ou melhor, desgoverno federal.

Enquanto amigos e familiares de 400 mil brasileiros mortos por COVID-19 choram os entes queridos; enquanto contamos mais de 3 mil vítimas fatais a cada 24 horas; enquanto não temos vacinas e “kit intubação”, os dois maiores representantes do povo brasileiro, na esfera judicial, fazem política de olho nas próprias carreiras e “passam pano” para aquele que, em breve, irá decidir o futuro de suas vidas profissionais.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade