Publicidade

Estado de Minas PAGO QUANDO PUDER

Brincadeira de criança: dicas para entreter a garotada sem gastar dinheiro

Período de férias escolares demanda criatividade dos pais: é possível fazer os pequenos se divertirem e aproveitarem o tempo livre, sem gastar muito


12/01/2021 09:10 - atualizado 12/01/2021 09:28

(foto: Reprodução)
(foto: Reprodução)
O período de isolamento permitiu um contato muito maior entre pais e filhos, e isso demandou, dos primeiros, uma grande dose de criatividade para tornar os dias em casa mais divertidos e leves.

Buscar novas brincadeiras e formas de entretenimento para, não apenas distrair as crianças em casa, mas criar um tempo de qualidade e de convivência para a família, é um desejo que se intensificou em muitas mães e pais.

No período de férias escolares e/ou do trabalho, quando o tempo disponível é maior, as buscas por brincadeiras diferentes, criativas e baratas aumentam ainda mais. Confira algumas dicas de brincadeiras bem baratinhas para fazer em casa:

Arco-íris de espuma

Para fazer o arco íris de espuma junto com as crianças, você precisará de detergente, água, corante alimentício ou tinta guache e uma bacia.

Misture os itens um a um, incentivando-as a participar, mexer, escolher a ordem das cores e tudo mais. Para dar um efeito ainda mais sensorial à brincadeira, se quiser, adicione espuma de barbear ou de slime.

Os componentes não são tóxicos e podem render uma baita diversão. É bom ter cuidado apenas com o local em que a brincadeira será feita, pois é possível que a mistura faça um pouquinho de bagunça.

Descubra o que é

O objetivo desta brincadeira é aguçar a criatividade e os sentidos, além de, claro, proporcionar boas risadas. Separe uma venda para tapar os olhos e alguns objetos diferentes em casa, priorizando aqueles que sejam mais difíceis de adivinhar o que são só pelo toque e/ou que tenham texturas e formatos menos usuais.

A cada rodada uma pessoa, seja adulto ou criança, fica de olhos tapados e um participante 'moderador' escolhe o objeto que deverá ser adivinhado só pelo toque. O moderador, por conhecer todos os objetos, não deve participar da adivinhação.

Telefone sem fio

Essa é clássica, mas continua sendo uma boa pedida! Reúna a família em um círculo e, a cada rodada, uma pessoa fala uma palavra, expressão ou frase para ser repassada até que retorne ao primeiro emissor.

A brincadeira funciona melhor no caso de famílias ou grupos maiores. Para o caso de famílias menores, há um outro formato de telefone sem fio, super simples de fazer e bastante divertido.

Para essa segunda forma de brincar, com as crianças, conecte duas latinhas - limpas e vazias - com um fio, que pode ser de barbante. Para isso, será necessário fazer um furo no fundo dos recipientes. Você pode substituir as latas por copos de plástico se preferir.

A ideia é que cada participante fique de um lado e, um de cada vez, tente falar uma palavra para que o outro tente entender.

Quem sou eu?

Essa brincadeira funciona melhor com crianças maiores. A ideia é que um participante escreva o nome de alguém conhecido por todos da família e “cole” na testa de outro participante que, através de dicas, deverá adivinhar qual é o nome que está no papelzinho em sua testa.

Podem ser nomes de personagens de desenho ou filme, familiares, amigos próximos, etc. Para a brincadeira ficar mais divertida, é interessante colocar um cronômetro para dar um tempo máximo para as tentativas.

Caça ao tesouro

A caça ao tesouro pode ser uma brincadeira que, além de lúdica, pode envolver bastante aprendizado. Já pensou se, a cada dica na busca pelo tesouro, a criança tiver uma charada ou pergunta interessante para responder?

O estímulo à curiosidade, criatividade e raciocínio lógico é um dos trunfos da caça ao tesouro, além do fato de a brincadeira poder ser adaptada para qualquer tipo de ambiente, seja casa ou apartamento.

Boliche de garrafas pet

O boliche é um jogo bastante conhecido mas que, mesmo num contexto sem pandemia, não é tão simples para levar crianças menores. Por isso, uma boa ideia é reaproveitar garrafas pet, usadas e limpas, para fazer seu próprio jogo!

Uma ideia interessante é estimular a criatividade dos pequenos mesmo antes de começar a brincadeira propriamente dita: que tal decorar as garrafas com tinta, durex colorido e canetinha?

Também é possível aumentar o peso das garrafas colocando pequenos itens dentro delas, tais como bolinhas de gude, papeis, ou o que mais a imaginação permitir. Para completar o boliche em casa, é importante também ter uma bola, a qual pode ser feita de meias velhas, por exemplo.

Aproveitar o tempo perto dos baixinhos é muito mais importante do que qualquer presente caro. Afinal, você já deve ter percebido: criança não se importa com isso!

Siga o Pago Quando Puder no Instagram e para ver mais dicas práticas de economia e finanças!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade