Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

Moro diz que o controle de empresas não pode ser 'de fachada'

Ministro da Justiça participou da festa do prêmio Guia Exame de Compliance, em Brasília. A AcerlorMittal foi contemplada


postado em 05/12/2019 04:00 / atualizado em 04/12/2019 18:01

Jefferson de Paula, CEO da ArcelorMittal Aços Longos, e o ministro da Justiça, Sergio Moro, com Benjamin Baptista Filho, presidente da ArcelorMittal Brasil, e a diretora de Compliance Marina Soares, em Brasília (foto: Filipe Santos/PhotoPress/Divulgação)
Jefferson de Paula, CEO da ArcelorMittal Aços Longos, e o ministro da Justiça, Sergio Moro, com Benjamin Baptista Filho, presidente da ArcelorMittal Brasil, e a diretora de Compliance Marina Soares, em Brasília (foto: Filipe Santos/PhotoPress/Divulgação)

PRÊMIO DE COMPLIANCE
FACHADA, NÃO!

Na terça-feira, o comando da ArcelorMittal Brasil deslocou-se de BH para Brasília a fim de receber o prêmio nacional Guia Exame de Compliance, o primeiro do gênero entregue no país, promovido com participação da Fundação Dom Cabral e do Instituto FSB de Pesquisa. No grupo da Arcelor estavam Benjamim Baptista Filho, presidente da ArcelorMittal Brasil, Jefferson de Paula, CEO da Arcelor Aços Longos, e a diretora de Compliance da empresa, Marina Soares. A premiação contou com a presença do ministro da Justiça, Sergio Moro, que foi duro na queda em seu discurso. “As empresas brasileiras precisam de controle para valer, e não só de fachada”, avisou. A ArcelorMittal recebeu o prêmio no setor de siderurgia e metalurgia.

MINISTÉRIO PÚBLICO
VAGAS DE DESEMBARGADOR

A reunião do Pleno do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, realizada no início desta semana – a última do ano, por sinal – teve como matéria principal a formação de duas listas tríplices integradas por procuradores e promotores de Justiça para disputar as duas vagas de desembargador destinadas a membros do Ministério Público. Disputam a vaga aberta com a aposentadoria da desembargadora Hilda Teixeira da Costa a procuradora Maria Inês Rodrigues de Souza e os promotores Leonardo Távora Castelo Branco e Antônio Henrique Franco Lopes.

***

Já a vaga resultante da criação da 8ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça será disputada pelas procuradoras Adelaide Cristina de Carvalho Machado e Lilian Maria Ferreira Marotta Moreira e pela promotora Paula Cunha e Silva. Anote-se que nessa lista só entraram mulheres. O governador Romeu Zema fará a escolha dos dois novos desembargadores. 

CRAZY HORSE
FRANCESAS EM PUNTA

O hotel cassino Enjoy de Punta del Este (ex-Conrad) montou programação artística especial para as férias de verão, a ter início na festa de réveillon e se encerrando no final de fevereiro. O objetivo é atrair turistas, de preferência brasileiros. Para a temporada de 4 a 18 de janeiro, providenciou uma atração especial: shows das vedetes do famoso cabaré parisiense Le Crazy Horse, que abriga a mais bonitas stripteasers da Europa. Não é todo o dia que se vê striper francesa dando sopa na América do Sul.

12º BI
CENTENÁRIO

O Salão Verde do Automóvel Clube foi movimentado na noite de segunda-feira com o jantar promovido pelo desembargador Marcos Henrique Caldeira Brant para comemorar os 100 anos de instalação em Belo Horizonte do 12º Batalhão de Infantaria (12º BI). Esse grupamento militar de Minas Gerais é dotado de uma biografia de feitos históricos que o colocam em destaque não só no estado como no país. Entre outras, ficou famosa sua brava resistência na Revolução de 30, bem como em outros episódios.

***

O atual comandante do 12º BI, coronel Rui Martins Mota, com sua esposa, Carla Fernandes Mota, e oficiais da corporação foram os homenageados especiais do encontro. Presentes também o secretário de Estado de Defesa Social, general Mário Lúcio Alves de Araújo, com a esposa Siomara Araújo, o coronel Leonardo Zanini e outros mais. O casal Roselli Caldeira Brant e o desembargador Caldeira Brant foram os anfitriões nota 10 do encontro.

BRASÍLIA
NOSSA VERSALHES

O ministro da Economia, Paulo Guedes, que parece ser um homem público imune às costumeiras pressões exercidas pelas classes privilegiadas do funcionalismo público federal no que toca à reivindicação de salários, afirmou que Brasília é a reedição atual de Versalhes, o centro nababesco da nobreza francesa de Luiz XIV. Em Brasília e no resto do país, os altos salários do funcionalismo ressaltam a desigualdade em relação ao cidadão que ganha salário mínimo. A remuneração média mensal de funcionários da elite nacional é de R$ 12,1 mil, enquanto o rendimento médio do brasileiro comum é de R$ 1,73 mil. Daí o espanto da entidade internacional Oxfam, que trata de desigualdade de salários, ao saber que um juiz federal inicia a carreira ganhando R$ 32 mil. Paulo Guedes parece realmente interessado em corrigir essas distorções. Se vai ter êxito, não se sabe.

NOITE ITALIANA
CANÇÕES DE SALERNO

Circulando novamente em Belo Horizonte, o cantor e empresário italiano Donato Riccio. Hoje à noite, ele será a principal atração artística do jantar Una notte in Salerno, promovida por Remo Peluso em seu restaurante Provincia di Salerno. Donato é primo de Remo, com quem fez um pacto de viagem. Se Remo vai para a Itália, Donato o recebe na Campania. Se Donato vem para o Brasil, Remo é seu anfitrião em BH. No momento, Remo tem três viagens de vantagem. O jantar começa às 20h.

PADERO
NA SAVASSI

No último fim de semana, entrou em funcionamento na Savassi a nova atração do bairro em matéria de gastronomia leve: a padaria e confeitaria Padero. Está instalada em um antigo casarão, onde funcionaram vários estabelecimentos comerciais, entre os quais uma lavanderia e uma loja de moda de luxo. A Padero, por enquanto, não trabalhará como restaurante. Só como confeitaria sofisticada.

BRUMADINHO
CANTATA DE NATAL

Os moradores de Brumadinho, abalados pela tragédia que levou a vida de 253 moradores da região e deixou 17 desaparecidos, terão a oportunidade de unir forças e preces, em 14 de dezembro, na apresentação do Oratório de Natal, no Centro da cidade, organizado por Carlos Alberto Neto e pelo compositor e instrumentista Marcus Viana. O espetáculo terá a participação de coral com 100 integrantes, da banda Sagrado Coração da Terra, Orquestra Jovem Sinfonia de Betânia, Transfônica Orkestra e Coral Sal da Terra. Às 19h.


*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade