Publicidade

Estado de Minas

O mineiro Luiz Alexandre Garcia ganha prêmio da Aberimest

Presidente do Conselho de Administração do Grupo Algar recebeu o título de Homem das Comunicações de 2019, concedido pela Associação Brasileira das Empresas de Engenharia e Profissionais das Telecomunicações


postado em 23/08/2019 04:00

>> Como 7 de setembro cai no sábado, não vai dar para a rapaziada curtir um fim de semana prolongado. Um dos consolos de quem ficar por aqui é o Festeja Belo Horizonte, no Mineirão, a partir das 15h. Serão 12 horas de música. Wesley Safadão é uma das atrações. Marília Mendonça também.

O mineiro Luiz Alexandre Garcia, escolhido o Homem das Comunicações 2019 pela Aberimest (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press )
O mineiro Luiz Alexandre Garcia, escolhido o Homem das Comunicações 2019 pela Aberimest (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press )

ALGAR
HOMEM DAS COMUNICAÇÕES

O empresário mineiro Luiz Alexandre Garcia, presidente do Conselho de Administração do Grupo Algar, sediado em Uberlândia, foi o contemplado com o título de Homem das Comunicações de 2019, concedido pela Associação Brasileira das Empresas de Engenharia e Profissionais das Telecomunicações (Aberimest). A entidade analisou o desempenho dos dirigentes das principais empresas do setor que operam no país. O diploma e o troféu foram entregues em solenidade realizada em São Paulo, no início desta semana.

***

A Algar continua sendo destaque no Brasil no setor de comunicações. A se ressaltar que ela ficou no topo da última pesquisa realizada pela Anatel para verificar o grau de satisfação dos usuários com as empresas que operam com telefonia móvel. As notas foram as seguintes: Algar – 7,50; Claro – 7,43; Vivo – 7,40; TIM – 7,36; e Oi – 6,71.

DESAPOSENTAÇÃO
LÓGICA NO PROJETO

O parlamentar mineiro Carlos Viana (PSD) apresentou proposta ao Senado que merece atenção especial. Trata-se da medida que aborda o reajuste do valor da aposentadoria das pessoas que, depois de se aposentar oficialmente, continuam a trabalhar e, na sequência, continuam a contribuir para o INSS. Viana classifica a continuidade da contribuição para o INSS sem reajuste do valor da aposentadoria como uma injustiça para o trabalhador. Milhões de brasileiros se encontram nessa situação. Caso contrário, não havendo reajuste, o aposentado precisa ter o direito de escolha, se quer ou não continuar a contribuir com o INSS. Se a contribuição continuar a ser descontada de seu salário, deve haver um novo cálculo do valor da aposentadoria. Aliás, há uma proposta nesse sentido do ex-ministro da Fazenda Nelson Barbosa de que o governo deveria criar um bônus especial para o aposentado que voltou a trabalhar e continua contribuindo para o INSS.

GASMIG
VENDA DE AÇÕES

Além do polêmico projeto de privatização da Cemig, outra medida está sendo anunciada pela direção da empresa de eletricidade, envolvendo a privatização da Gasmig, encarregada da distribuição de gás natural em Minas Gerais. A medida teria início com a oferta pública de ações da Gasmig, subsidiária da Cemig, que detém praticamente 100% de seu controle. O contrato da Gasmig com o governo de Minas para distribuição de gás natural vence em 2023, devendo ser renovado por 30 anos, conforme estaria previsto. Entra também no processo a futura construção de um gasoduto no Triângulo Mineiro, iniciativa ainda não concretizada e sobre a qual não há previsão.

FAFÁ DE BELÉM
VÁCUO DE QUATRO ANOS

Quem está vivo sempre aparece. 
A cantora Fafá de Belém, que nos bons tempos vinha dar shows em BH, principalmente no início da carreira, quando o valor dos cachês era menor, estará de volta em 1º de setembro, após ausência de quatro anos. Vai se apresentar no Sesc Palladium. Repertório novo, com músicas do álbum Revelação, além dos sucessos de carreira. O show tem o nome de Humana. Às 19h.

DESESTATIZAÇÃO
SALIM MATTAR EM AÇÃO

A divulgação dos nomes das nove empresas incluídas no Programa de Parcerias de Investimentos do governo federal, ou seja, as novas estatais que serão privatizadas junto das já conhecidas, representou, por assim dizer, a primeira tarefa pública executada pelo secretário especial de Desestatização, Desenvolvimento e Mercados do Ministério da Fazenda, o mineiro Salim Mattar, até agora pouco focalizado pela mídia. Do grupo das nove, algumas estão operando no vermelho, o que dificulta o processo. A mais conhecida é a empresa dos Correios, que tem 103 mil funcionários, avaliada em R$ 159,5 milhões. A mais cara e menos conhecida é a Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e de Garantias (ABGF), avaliada em R$ 2,6 bilhões. Já a Telebras vale R$ 589, 8 milhões. E por aí vamos.

CHARGISTAS
FESTA NO MARIMBÁS

O excelente chargista belo-horizontino Renato Aroeira, que hoje milita no Rio de Janeiro, movimentou a colônia mineira e artistas, jornalistas e intelectuais que vivem na orla carioca com a inauguração, no Clube Marimbás, de exposição de charges em conjunto com os renomados colegas Chico e Paulo Caruso. Políticos, ça va sans dire, foram os alvos principais do trio de ouro.

***

Detalhe extra da função satírica no Marimbás foi a surpresa musical proporcionada pelo trio. Com Aroeira no saxofone, Paulo Caruso no violão e Chico Caruso no vocal, o entusiasmado público ouviu polcas, maxixes, marchinhas e mazurcas dos bons tempos do Império. Entre os mineiros presentes, o compositor Wagner Tiso, Tunai e o cineasta Neville D'Almeida. Sucesso total.

VALE DOS PINHAIS
CARROS NA PAISAGEM

Amanhã, das 8h às 18h, frota de mais de 200 modelos de automóveis, além de motos, triciclos e quadriciclos, tomará de assalto a paisagem do Condomínio Vale dos Pinhais, participando de inusitada megaexposição na região campestre de BH. Trata-se da mostra promocional Pela experiência, em que as vedetes serão carros zero-quilômetro das principais montadoras que operam no país e motocicletas de marcas reputadas. Vale como motivo para um passeio nas montanhas de Nova Lima. Haverá test drive à vontade.

RANKING
OPERADORAS DE SAÚDE

A Unimed/BH entrou em quinto lugar no ranking das operadoras de saúde do país divulgado pelo Anuário Valor, durante festa em São Paulo destinada a premiar as maiores empresas brasileiras em 25 setores de atuação, abrangendo as cinco regiões do país. Na classificação de 2018, a Unimed/BH estava em sexto lugar. O fato é para se destacar, já que a empresa opera apenas em Belo Horizonte e na Grande BH. Seu presidente, Samuel Flam, está recebendo cumprimentos.













Publicidade