Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas COLUNA DO JAECI

Hulk, Mariano e Allan deveriam ser chamados por Tite

Se a gente quiser voltar a ganhar um Mundial, vamos esquecer o clubismo e apoiar a convocação dos melhores.


26/06/2022 04:00 - atualizado 26/06/2022 08:23

volante Allan
O volante Allan, do Atlético, tem tido atuações de destaque e corre por fora para ser convocado por Tite, técnico da Seleção Brasileira, para o Mundial do Catar. Hulk e Mariano também são cotados (foto: Pedro Souza/Atlético)
Enquanto o torcedor não entender que a Seleção Brasileira precisa ter os melhores jogadores, independentemente do time para o qual ele torce, não iremos ganhar Copa do Mundo. No passado, todos enxergávamos quem eram os melhores. Não nos importava se o atleta pertencia ao time A ou B, ou ao nosso rival. Importava que ele iria defender nosso escrete, na Copa do Mundo, e que representaria o país, com chances de conquistas. Atualmente, os torcedores só apoiam jogadores convocados dos seus times. Caso contrário, metem o pau, criticam e dizem que a convocação não é merecida.
 
Quero me ater ao caso Hulk, que é curioso. Aos 35 anos, ele é o melhor jogador brasileiro em atividade, para mim, no mundo, ganhando, no momento, de Neymar e Vinícius Júnior. Questão de opinião, pelo que tenho visto ao longo das duas últimas temporadas. Porém, se pegarmos o histórico de Hulk na Seleção Brasileira, é o pior possível. Ele disputou 49 jogos, com Copa do Mundo, das Confederações, América e Eliminatórias, e não marcou um gol sequer em jogos oficiais. Tem 11 em amistosos e um pela Seleção Olímpica, na derrota para o México, em 2012. Aí é que entra o conflito: se seleção é momento e, no momento, ele é o melhor jogador brasileiro em atividade, é claro que deve ser convocado. Esqueçamos o passado dele e vamos lhe dar uma chance. É assim que penso que deve ser.

O problema é convencer o técnico Tite sobre isso. Ele pôs na cabeça que Gabriel Jesus, aquele que na Copa de 2018 foi titular nos cinco jogos e não marcou nenhum gol, deve estar na lista. Eu discordo. Jesus foi reserva de Aguero, no City, por cinco anos, e nem com a saída do artilheiro, que parou de jogar por problemas no coração, conseguiu ser titular. Se fosse bom mesmo, Guardiolla não abriria mão e não deixaria o clube negociá-lo. Ele está de saída, provavelmente para o Arsenal. Agora que a Fifa vai permitir a convocação de 26 jogadores, com os outros 15 podendo ficar no banco, sendo cinco as substituições, o mínimo que se espera de Tite é a convocação de Hulk para o jogo com a Argentina, em setembro, assim como na convocação definitiva para o Mundial do Catar. Não se pode falar em Seleção Brasileira, hoje, sem ouvir o nome de Hulk, queiram ou não os torcedores rivais, queira ou não o técnico Tite.

Tive a informação que a insatisfação com Danilo, lateral-direito, e a indefinição com Daniel Alves, sem clube, levou Tite a determinar que seu auxiliar, Cléber Xavier, fosse ao Mineirão, quarta-feira, observar Hulk e Mariano. Vi muita gente criticar Mariano nas redes sociais. Porém, ele tá jogando mais que Daniel Alves e Danilo, juntos. E repito: se seleção é momento, me apontem um lateral-direito melhor que Mariano? Não me venham falar em Picachu e Apodi, pois ambos nem jogam mais de laterais. Jogam lá na frente e, por isso, fazem muitos gols. É sabido que a lateral direita é uma posição carente no mundo, e se temos o Mariano voando, que deem a ele a chance esperada. Se Daniel Alves, aos 39 anos, é o preferido, por quê Mariano com 35 não pode estar no grupo? E vou dizer mais: se Tite tiver um pouco mais de boa vontade pode olhar com carinho para o volante Allan, excepcional, regular em todos os jogos, que dá uma bela proteção ao setor defensivo do Atlético.

Se a gente quiser voltar a ganhar um Mundial, vamos esquecer o clubismo e apoiar a convocação dos melhores. Ninguém deve ser chamado por antiguidade e posto. Chega de Thiago Silva, de Daniel Alves, que já provaram não ter competência na Seleção Brasileira. Deem chances aos que querem de verdade e que não tiveram oportunidade até hoje. Se ambos estivessem jogando o fino da bola, eu não questionaria. Mas muito pelo contrário. Um está sem clube e vive se oferecendo no mercado, segundo consta. O outro é um zagueiro fraco, que atua no Chelsea, e que no jogo contra a fraquíssima Coreia do Sul, em que o Brasil goleou por 5 a 1, o gol dos coreanos foi justamente em cima dele, que como sempre, chegou atrasado. E vale lembrar que o Chelsea ganhou a Champions League, em 2020/21, porque Thiago Silva saiu aos 15 minutos de jogo. Tivesse ele ficado e a sorte do time inglês teria mudado. Então, Tite, pense nisso: seleção é momento. Não é quartel militar, onde antiguidade é posto! Convoque os melhores do momento. Se perdermos assim, o torcedor entenderá. Hulk, Allan e Mariano na Seleção da Copa. É o mínimo que se espera!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade