Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas HIT

Com as comemorações suspensas, debutantes transformam book em sonho

As produções, em casa ou em espaços abertos, dão ânimo para fotógrafos que estão parados, como muitas categorias, há mais de um ano


08/06/2021 04:00

As debutantes Maria Clara Versiani....(foto: Toujours fotografia/Divulgação)
As debutantes Maria Clara Versiani.... (foto: Toujours fotografia/Divulgação)

Maria Clara Paschoalin...(foto: Toujours fotografia/Divulgação)
Maria Clara Paschoalin... (foto: Toujours fotografia/Divulgação)

Maria Clara Lemos...(foto: Toujours fotografia/Divulgação)
Maria Clara Lemos... (foto: Toujours fotografia/Divulgação)

e Duda Carvalho nas produções para os books que marcam seus 15 anos(foto: Toujours fotografia/Divulgação)
e Duda Carvalho nas produções para os books que marcam seus 15 anos (foto: Toujours fotografia/Divulgação)

Ainda é muito cedo para falar sobre recuperação do setor de festas, o de 15 anos principalmente. Mas, devagarinho, a fotografia, setor imprescindível para registrar a comemoração, vai se movimentando. Mesmo que seja para cumprir contratos assinados há quase dois anos para registros que deveriam ter sido realizados no ano passado. Flávio de Castro, fotógrafo graduado pela Guignard (UEMG), e seu sócio, Lucien Esteban, formado pela Escola de Imagem, perceberam que, além dos contratos que já haviam sido firmados, há uma procura de adolescentes que querem guardar em fotografias momentos tão importantes na vida delas, mesmo sem festas.

• • •
 
Flávio conta que muita coisa mudou para produzir as fotos em tempo de pandemia. "Mesmo que a família ou a menina digam que já tiveram COVID, explicamos que existem outras variantes circulando e, por isso mesmo, são necessários todos os cuidados, como utilização de álcool em gel, máscaras, redução da proximidade, nunca fotografar em estúdio, preferindo sempre lugares amplos ou abertos", diz o fotógrafo. Para ele, o book ganhou uma importância maior do que antes da crise sanitária. "Estamos vivendo um momento pesado, mas a vida continua acontecendo, e a fotografia vai cumprindo o seu papel de contar histórias."

• • •
 
Na agenda do ano passado, Flávio e Lucien trabalhariam muito. Em março, haveria duas festas muito grandes, como há muito tempo não se via em Belo Horizonte. Com a pandemia, muitas famílias adiaram as festas. Algumas, inicialmente transferidas para o segundo semestre de 2020, foram depois postergadas para o primeiro semestre de 2021 e uma vez mais adiadas, para o seguinte. "Teve casos em que houve tanto adiamento que a família desistiu, mas negociamos e conseguimos manter o nosso trabalho." Diferentemente de colegas da área, Flávio não acredita que as festas vão acabar. Otimista, ele espera que a tendência, que já vinha antes da pandemia, seja de comemorações reduzidas e, claro, com segurança sanitária. 

OPHELIA
REFLEXÃO SOBRE VIOLÊNCIA
 
A partir de uma experiência pessoal de violência doméstica, a soprano Nívea Freitas criou o projeto “Ophelia, a histérica: 3 canções, 3 reflexões em 3 episódios”. A ideia propõe uma reflexão a partir da análise da personagem Ophelia, de Hamlet, suas mazelas e o paralelo do sofrimento da personagem fictícia do século 17 e a realidade de mulheres vítimas da violência doméstica. O acesso é gratuito, pelo canal do YouTube da Casa Híbrido Produções.
 
BATE-PAPO
CONVERSA DE MULHER
 
A atriz Julia Medeiros idealizou a Mostra Elas, que consiste em uma série de conversas reunindo 17 artistas mulheres que atuam em diversas linguagens: literatura, cinema, teatro, artes visuais e documentário. Um dos objetivos é conhecer e refletir sobre o trabalho de artistas contemporâneas e seu crescente interesse em assumir a narrativa do feminino através da trajetória de mulheres reais. O evento ocorrerá de forma virtual, com acesso gratuito pelo canal no YouTube de Júlia Medeiros, de 15 a 25 de junho. Júlia fará a mediação, e as conversas vão abordar as motivações e processos das obras e o universo de atuação de cada convidada, em mesas de debates que visam trazer ao público também a biografia dessas personagens e sua relevância histórica. Participam do evento Anna Muylaert e Lô Politi, Ave Terrena, Branca Vianna, Daniela Arbex, Eliane Scardovelli, Gê Viana, Isabel Casimira, Karoline Maia, Marcela Cantuária, Noemi Jaffe, Raquel Barreto, Renata Carvalho, Renata Felinto, Suely Machado,Tatiana Salem Levy e Zula Cia. de Teatro.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade