Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas HIT

Designer premiado no exterior é o convidado do Diário da Quarentena

Gustavo Greco revela como está encarando mais um dia da quarentena. A partir de hoje, os textos serão apresentados em vídeos no Instagram do Estado de Minas


postado em 20/03/2020 04:00

Acordei, lavei as mãos.
Não tenho álcool em gel em casa, embora tenhamos criado a linha inteira da Araujo – a Mió.
Como pouco pela manhã – café, ovos (vegetariano, né?).
Banho, hora de ir trabalhar.
Meio desanimado.
Checo WhatsApp, coronavaaaiiruuuus por toda parte.
Viagem pro Rio, adiada.
Viagem pro Canadá, cancelada.
Reunião presencial em SP, no fim de semana, por Skype.
Separo um livro para a noite, e isso me faz viajar igual. 
Qual você está lendo?
Me sinto contagioso e contagiado.
Tossi, será que estou?
Putz, espirrei!
Pare com isso, Gustavo, e vai pro banho.
Já atrasado, coloco uma música animada pra cantar no chuveiro. Você canta?
Pronto, já posso ir.
Resolvemos manter o escritório funcionando, com as medidas de segurança redobradas.
A rua bem vazia, parece pós-guerra.
Lembro-me da guerra das águas que tivemos meses atrás.
Chego na Greco, equipe agitada. Ufa, sinal de que está tudo bem por aqui.
Opa! Antes de entrar na sala, lavar as mãos. De novo.
Não lavo minhas mãos nunca (no sentido metafórico).
Hora de ir pra natação. Hum, será? Não. Pratico yoga, em casa, à noite.
Mensagem diferente apita: um convite pra jantar.
Meto a cara no trabalho, pra ver se passa. Quem nunca?
Mais vírus no WhatsApp.
De repente, o convite pra te escrever uma carta.
Que demais! Como uma coisa simples muda tudo.

• • •

Lembro-me do imponderável. Que tanto amo e respeito.
Não adianta planejar. Algo vem e muda tudo.
Penso que agora somos todos um só.
O mundo inteiro passando pela mesma coisa.
Nunca havia vivido isso antes.
E penso no tempo presente.
Em tudo aquilo que desejo cultivar.
Em tudo aquilo que desejo que se vá como um espirro.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade