Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas BOLA MÚNDI

Semana decisiva na Liga dos Campeões

Sem ficar em cima do muro, cravo meus favoritos: RB Leipzig, Atalanta, Liverpool e Paris Saint-Germain


postado em 10/03/2020 04:00

Jogo contra o Borussia é crucial para Neymar mostrar à torcida do PSG que pode ser decisivo(foto: Philippe DESMAZE/AFP)
Jogo contra o Borussia é crucial para Neymar mostrar à torcida do PSG que pode ser decisivo (foto: Philippe DESMAZE/AFP)


Sem rodeios, vamos direto ao ponto: em função da epidemia do coronavírus que assola praticamente todo a Europa, não havia clima para a disputa de jogos de futebol. Se prevalecesse o bom senso – e não o poder da grana – as principais competições esportivas do continente teriam que ser todas momentaneamente paralisadas, como fez a Itália. Mas, como não é o que acontece, vamos acompanhar nesta semana a definição dos primeiros classificados às quartas de final da Liga dos Campeões... Sem ficar em cima do muro, cravo meus favoritos: RB Leipzig, Atalanta, Liverpool e Paris Saint-Germain.

Se um dos confrontos é barbada, afinal a ofensiva Atalanta já goleou o Valencia por 4 a 1 no duelo de ida e tem tudo para chegar a mais uma vitória, nos outros jogos a situação é bem diferente, pois as equipes que venceram o primeiro jogo conseguiram apenas uma vantagem mínima no placar. Penso que os mandantes se darão bem desta vez.

O caso menos complexo parece ser o do RB Leipzig, que já bateu o Tottenham fora de casa no primeiro confronto. Não só pelo futebol demonstrado pela equipe alemã, mas pela temporada muito ruim dos Spurs. Claro que a classificação não é impossível, mas pouco provável. Nos demais duelos a emoção deve ser gigante.

Atual campeão, o Liverpool pegou um adversário daqueles 'encardidos'. Apesar da perda de jogadores importantes da temporada passada, o Atlético de Madrid conta com o estilo Simeone de ser para derrubar o favorito. Mesmo com um Salah inspirado, será difícil superar o setor defensivo do time espanhol. Para complicar a situação dos Reds, o time não contará com o goleiro Alisson, um dos pilares do setor defensivo. E Adrian, eventual titular, não passa a mesma confiança. Em queda física, o time terá que se superar.

Já para a maioria dos brasileiros, o último confronto será o mais esperado. Depois de perder por 2 a 1 na Alemanha, o PSG joga todas suas fichas contra o Borussia Dortmund. Uma pena que o duelo terá que ser disputado com portões fechados e o time francês não poderá contar com o apoio de sua torcida. Que Neymar e companhia levem isso como um incentivo extra. O brasuca, que voltou a ser prejudicado por lesões em momentos cruciais, terá sua última chance de mostrar que pode ser decisivo. Se a vaga não vier, será um fim da linha frustrante para o jogador mais caro do mundo.


Que reforço...
Depois de um início muito ruim na Premier League, o Manchester United vem reagindo na competição. E a vitória sobre o arquirrival Manchester City foi só uma prova disso. Agora a equipe ocupa o quinto lugar, com 45 pontos, e sonha até com vaga na próxima Champions. E muito desta reação se deve ao português Bruno Fernandes, contratado na última janela. Depois que ele estreou (em 1º de fevereiro), o time ainda não perdeu: foram cinco vitórias e quatro empates. No embalo do lusitano, quem se deu bem foi o brasileiro Fred, que também subiu de produção.

Decisão marcada
Ao contrário do que a maioria pensava, o adversário da Juventus na luta pelo título será mesmo a Lazio, e não a Internazionale. Com apenas um ponto separando as equipes na tabela de classificação (63 a 62), tudo indica que a decisão será apenas na 34ª rodada da competição. Só não se sabe em que data será, já que as competições esportivas foram suspensas no país até 3 de abril por causa do coronavírus.

Gangorra
O atual Campeonato Espanhol vem sendo um dos mais indefinidos dos últimos anos. Mais pelos altos e (mais) baixos de Barcelona e Real Madrid, arquirrivais que se alternam na liderança. As equipes têm oscilado bastante e não passam confiança a seus torcedores. Menos pior para o Barça, que conta com Messi, artilheiro da competição com 19 gols (e 12 assistências). Muito em função dele, nos últimos cinco jogos foram quatro vitórias. A única derrota foi justamente no clássico.

(foto: BARBARA GINDL/AFP)
(foto: BARBARA GINDL/AFP)


Fique de olho
Dominik Szoboszlai

O Leste europeu tem tradição em revelar grandes jogadores. Uma boa aposta é o armador húngaro Dominik Szoboszlai (foto), que começou no futebol com seis anos no modesto Videoton. Habilidoso e dono de bom chute, rapidamente chamou atenção. Precoce, subiu para os profissionais do Liefering com apenas 17 anos. Na temporada seguinte, já foi contratado pelo Red Bull Salzburg, clube pelo qual estreou na Liga dos Campeões em setembro do ano passado. Titular e capitão da seleção desde o Sub-17, já debutou também no escrete principal.


Publicidade