Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas DA ARQUIBANCADA

Fred Melo Paiva: sobre capivara, jerico e o ajuntamento de opostos

"O povo unido jamais será vencido, e TN foi parar no Sport, coitado. Achou que ia jogar com o Sampaoli e terminou com o Patric. Hahahaha. Tá titi? Fica titi não!"


18/09/2020 22:15 - atualizado 18/09/2020 22:15

Thiago Neves foi contratado pelo Sport(foto: Sport Recife/Divulgação)
Thiago Neves foi contratado pelo Sport (foto: Sport Recife/Divulgação)


A notícia da contratação de Thiago Neves não me causou grande impacto. A essa altura de 2020, a gente já está acostumado ao teatro do absurdo: em meio à mais grave pandemia em um século, “contrataram” para ministro da Saúde um militar especializado em logística. O Partido da Mulher acaba de lançar um nome à Prefeitura de Belo Horizonte – trata-se de um homem. Normal.

Meu pai fez uma conta no Facebook. Ao cabo de uma semana, me telefonou desesperado porque não sabia como apagá-la – corria contra o tempo para evitar decepcionar-se com a totalidade de seus amigos e parentes. Nunca mais se deixou capturar pelas redes. Motivo pelo qual voltou a me ligar quando viu pela televisão um protesto de torcedores a anunciar suas glandes como sendo o próprio Thiago Neves: “Que crime esse rapaz cometeu?”.

Copiei-lhe a extensa capivara. E embora tenha mencionado o atenuante de haver o elemento concorrido para a destruição do Cruzeiro, em conluio com valorosos comparsas, o veredito foi de uma laranja podre triplamente qualificada. Diante de tal capivara, o jerico foi chamado a prestar esclarecimentos: “De quem foi essa ideia?”.

Thiago Neves no Atlético é Aécio no PT, Zezé Di Camargo no Sepultura, Suzana Richthofen no Dia das Mães. Em que mundo vive a pessoa que teve essa ideia? Na Argentina, carajo, em Santos, em Sevilha! Sampaoli não tem culpa, acabou de chegar, não é obrigado a saber dos nossos barracos com o vizinho do Barro Preto, estava apenas a procurar um armador para a labuta na meia- cancha. Já Alexandre Mattos e Sette Câmara, putz, eis o jerico de duas cabeças.

E, atenção, Notícias do Hospício, URGENTE: “Abominável homem Das Neves cobra R$ 20 milhões por rescisão de contrato não assinado”. Pelas tranças do rei careca! Se perder essa, a gente manda o Fred pagar o Thiago Neves, chama o Itair e o Wagner Pires Na Mão, e vamo todo mundo fazer um churrasco no centenário do Cruzeiro, aquela corrente pra trás rumo à Série C! Isso não tem preço.

E por falar no ajuntamento de opostos pelo bem comum, que a política chama de “frente ampla”, o torcedor do Galo deu um exemplo ao Brasil mais uma vez: bastou anunciar o TN e o atleticano antifa se juntou ao atleticano fascista, feminista com misógino, racista com ativista negro, rico, pobre, evangélico, umbandista, Portão 6 e Portão 2 – todo mundo contra o golpe!

O povo unido jamais será vencido, e TN foi parar no Sport, coitado. Achou que ia jogar com o Sampaoli e terminou com o Patric. Hahahaha. Tá titi? Fica titi não! Meu amigo Munaier é que fez a melhor análise: o cara quis jogar no Galo, depois de tudo, quis vestir nossa camisa, e foi a gente que não deixou! Aqui é Galo, meu amigo, aqui é o povo no poder! Como bem disse um estrangeiro do eixo, abismado: “O cara é tão sangue ruim que conseguiu ser malquisto pela totalidade dos mineiros, uma proeza em se tratando de gente tão cordial e hospitaleira”, mentiu.

Foi uma alegria ver TN pelas costas, assim como foi lindo ver o Flamengo tomar cinco na corcova. Um gaiato da internet resumiu o embate: Independiente del Valle versus Dependente del VAR. Que semana, senhores! Começou meio assim, aquela vitória canhestra contra o meu rebite favorito, terminou com a gente rindo do Flamengo e do Thiago Neves, e vice-líder com um jogo a menos. Hoje tem mais, e todo cuidado é pouco: o Atlético Goianiense já meteu três no Flamengo. Mas isso, ao que parece, é o novo normal.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade