Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas EXPLODINDO

Acordou com enxaqueca ou com dor forte de cabeça? Saiba as diferenças

Ainda que a intensidade da dor seja muito forte, nem sempre as dores de cabeça são enxaquecas


16/10/2020 07:05

Você sabia que há mais de 150 tipos de dores de cabeça?(foto: Pixabay)
Você sabia que há mais de 150 tipos de dores de cabeça? (foto: Pixabay)

“Acordei com uma enxaqueca hoje”. Quem já ouviu a frase ou até mesmo falou? É comum escutarmos o termo enxaqueca como referência à intensidade da dor de cabeça, mas é importante saber que “enxaqueca” é, na verdade, um diagnóstico médico para quadros de dor cabeça ou de maneira mais técnica cefaleia.

Vocês podem não acreditar, mas há mais de 150 tipos de dores de cabeça que variam de intensidade, frequência e sintomas adversos e corelacionados.

É fundamental tentar perceber os sintomas e entender o que está sentindo para, assim, conseguir realizar o tratamento mais adequado. Se eu contar que há inclusive dores de cabeça associadas ao uso de medicamentos contra a dor de cabeça vocês começam a entender o quanto a saúde pode se desdobrar em situações extremamente complexas, mesmo que aos olhos destreinados pareça leve.

A famosa enxaqueca é caracterizada por dor pulsátil, geralmente acomete somente um dos lados do crânio, e pode ser de intensidade moderada a forte, porém nem sempre incapacitante. Associado às dores geralmente há náuseas, vômitos, desconforto geral e intolerância a luz. Quadros como estes podem durar de quatro e até 72 horas e, infelizmente, não respondem bem aos analgésicos comuns.

O termo Aura é muito conhecido entre os portadores de enxaqueca. Aura é uma alteração visual em que o indivíduo enxerga pontos pretos (escotomas), brilhantes (cintilações) ou espectros de imagens (espectros de fortificações). Não é raro de encontrar alterações na fala, formigamento dos membros, fraqueza, dormência que afetam um dos lados do corpo. Alguns pacientes afirmam que muitas vezes a aura precede as crises de dor de cabeça.

A Dor em Salvas é mais comum em homens. Com forte intensidade, incapacita e dura em torno de 15 minutos mas pode estender até três horas. São recorrentes e associadas a quadros faciais como coriza, lacrimejamento, suor e edema de face. É possível identificar fatores precipitadores de crises e evitá-los.

A Dor Tensional é a mais comum, geralmente acomete toda a cabeça e tem intensidade moderada, podendo durar até sete dias e responde a analgésicos. Como a cefaleia tensional é muitas vezes intensificada devido a um fator específico, um gatilho, é comum sintomas de dor muscular, tensão em ombros e pescoço e devido a isso respondem bem a anti-inflamatórios e relaxantes musculares.

Quando estes quadros se prolongam ganham a classificação de crônico. Devemos ficar atentos e procurar ajuda profissional para o manejo das dores, pois além do quadro essencial de cefaleia, também é possível que seja um sinal de alerta para outros quadros mais graves. 

O tratamento para dores de cabeça não é somente medicamentoso, é necessário conhecer a dor, esclarecer as causas e fatores de piora e melhora. O acompanhamento é fundamental, e as medidas não medicamentosas de estilo de vida e rotina são essenciais. A regra de dormir bem, planejar o tempo, realizar atividade física e manter o equilíbrio da mente também é válida e bem vinda nestas situações. Todo desequilíbrio tem suas consequências.

Cuide-se e não tolere dor de cabeça, busque ajuda.

Tem alguma dúvida ou gostaria de sugerir um tema? Escreva para mim: ericksongontijo@gmail.com 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade