Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas Dicas de português

Um tuíte de Bolsonaro, três frases, dois tropeços

Dad Squarisi analisa uma postagem do presidente da República em rede social, que contem erros de português


postado em 12/07/2020 04:00 / atualizado em 12/07/2020 07:48

Recado

“Aprenda a dizer não. Será melhor para você do que aprender latim.”
 Charles Haddon Spurgeon



Excesso e escassez
Jair Bolsonaro tuitou: “Nenhum país do mundo fez como o Brasil. Preservamos vidas e empregos sem propagar o pânico, que também leva a depressão e mortes. Sempre disse que o combate ao vírus não poderia ter um efeito colateral pior que o próprio vírus”. Ops! Três frases, dois tropeços e um esbanjamento.

País do mundo é pleonasmo como subir pra cima e descer pra baixo. Todo país é do mundo. Em época de pandemia, a ordem é economizar. Que tal poupar palavras? Assim: Nenhum país fez como o Brasil.

Limite
Todo país é do mundo. Mas nem todos os países são da América, da Europa, da Ásia ou da África. Conclusão: especificar o particular merece nota 10: O Brasil é o maior país da América do Sul.

Por falar em mundo...
Ops! O artigo faz a diferença:
Todo mundo = todos: Todo mundo gosta de respeito e consideração. Falei com todo mundo sobre o uso da máscara. Nem todo mundo mantém a distância social.
Todo o mundo = todos os países, o mundo inteiro: Todo o mundo sofre os efeitos da pandemia. Líderes de todo o mundo debatem saídas para a crise sanitária. Gostaria de conhecer todo o mundo. E você?

Segundo tropeço
“Preservamos vidas e empregos sem propagar o pânico, que também leva a depressão e mortes.” Cadê a crase? O gato comeu. Melhor devolvê-la:… propagar o pânico, que também leva à depressão e mortes.

Tira-teima
Na dúvida, apele para o tira-teima. Substitua a palavra feminina por uma masculina. (Não precisa ser sinônima.) Se no troca-troca der ao, sinal de crase. Caso contrário, o grampinho vai plantar batata no asfalto: … propagar o pânico, que também leva ao desespero e mortes.

Com ou sem crase?
Fui à cidade me encontrar com o advogado. (Fui ao clube...)
Em relação à notícia, nada posso informar. (Em relação ao fato...)
Cumprimentei a diretora da escola. (Cumprimentei o diretor...)

Esbanjamento
“Sempre disse que o combate ao vírus não poderia ter um efeito colateral pior que o próprio vírus.” Reparou? O artigo indefinido é desnecessário. Sobra. Se sobra, sobrecarrega a frase. Que tal o alívio? Assim: Sempre disse que o combate ao vírus não poderia ter efeito colateral pior que o próprio vírus. Fez (um) pronunciamento à nação. Depois de (um) extraordinário esforço, descansou.

Conselho
“Não se curem além da conta. Gente curada demais é gente chata. Todo mundo tem um pouco de loucura. Vou lhes fazer um pedido: vivam a imaginação, pois ela é a nossa realidade mais profunda. Felizmente, eu nunca convivi com pessoas muito ajuizadas.” (Nise da Silveira)

Senhor hífen
Um vírus faz a festa sem que haja vacina ou remédio eficaz contra ele. Receitas não faltam. As pessoas ouvem dizer que tal ou qual medicamento evita a contaminação. Alguns correm atrás da novidade sem questionar. Outros perguntam se há contraindicação. Ou contra-indicação? O prefixo contra– só pede hífen quando seguido de a ou h. No mais, o tracinho não tem vez: contra-ataque, contra-argumento, contra-harmonia, contracheque, contramão, contrarreforma, contrassenso.

Pronúncia
Por que contrarreforma tem dois rr e constrassenso tem dois ss? A dobradinha tem a ver com a pronúncia. Para manter o som da palavra, a duplinha se impõe. É o caso de minissaia, entressafra, antirreforma, microrregião, videorrevista.

Leitor pergunta
Qual o feminino de todo-poderoso?

 Leila Marques, Porto Alegre

O todo, no caso, funciona como advérbio (= totalmente). Mantém-se invariável: o todo-poderoso, os todo-poderosos, a todo-poderosa, as todo-poderosas.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade