Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas EM DIA COM A POLÍTICA

As eleições presidenciais de 2022 estão cada vez mais antecipadas

Aliados e adversários de Jair Bolsonaro já estão em campo para os devidos ataques


13/01/2021 04:00 - atualizado 13/01/2021 07:38

Jair Bolsonaro diz que o décimo-terceiro salário será antecipado(foto: SÉRGIO LIMA/AFP)
Jair Bolsonaro diz que o décimo-terceiro salário será antecipado (foto: SÉRGIO LIMA/AFP)

As eleições presidenciais estão devidamente marcadas para o ano que vem, praticamente daqui a dois anos. Mas, pelo jeito, os palanques já foram armados e trouxeram junto uma verdadeira guerra política nas redes sociais.

“Chega a ser engraçado o ataque combinado, e infundado, de Rodrigo Maia e Luciano Huck ao presidente Bolsonaro. Não vejo a hora de chegar 2022 para atropelar ambos!.” Foi o que publicou o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) no Twitter: “#FechadoComBolsonaro”.

A oposição no Senado, como não poderia deixar de ser, aproveitou a deixa. E partiu para o ataque. Bastam alguns registros, aproveitando a questão envolvendo a montadora Ford. Nas postagens, Huck e Maia comentavam a saída da Ford.

Os dois culparam o governo do presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido). Só que houve mais ataques, muitos mais. Bastam alguns registros que vieram dos tweets de alguns senadores sobre o tema.

Os ataques: “Perder 5 mil empregos no Brasil e ver que a Ford anunciou um investimento de R$ 3 bilhões na Argentina é perceber que não dá mais para tolerar um fracassado na Presidência que não enxerga que precisamos de uma proposta econômica efetiva que garanta emprego e renda para o Brasil” – senador Rogério Carvalho (PT-SE).

O alvo: “As reformas trabalhista e da Previdência deram os resultados que tinham que dar: desemprego e aumento da desigualdade. Não melhorou nossa economia! Tudo isso aliado à política econômica irresponsável e à falta de credibilidade mundial de Guedes e Bolsonaro, são fatores determinantes para empresas como a Ford deixarem de atuar no país. Uma tragédia em larga escala!”  – senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) atacando o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Em dupla: “Em dezembro, foi a Mercedes. O mercado tem suas regras, mas certamente os fatos demonstram que faltam ao governo federal as políticas industriais e de emprego competentes. Lamentável”, ressalta a senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) e o senador Fabiano Contarato (Rede-ES) fez coro. Destacou que a decisão da companhia norte-americana é “mais um ‘legado’ do governo Bolsonaro”.

Já que falamos no presidente da República, Jair Bolsonaro resolveu antecipar mais uma vez os pagamentos do 13º de aposentados do INSS e do abono salarial. “Já está decidido. Será provavelmente em fevereiro e março.” Sendo assim, o melhor a fazer é encerrar por hoje. A semana, mesmo em período de férias, anda promete mobilizar a política. É esperar para conferir. Bom-dia a todos!

Propostas

A vereadora Duda Salabert (PDT) se reuniu com o prefeito Alexandre Kalil (PSD) ontem. Em postagem no Instagram, ela informou que propôs ao prefeito a criação da renda básica para a população em vulnerabilidade. Segundo ela, Kalil disse que sua equipe econômica estuda um programa de ajuda permanente para essa população. A parlamentar disse que conversou também com o prefeito sobre a necessidade de adiar para o meio do ano a cobrança de IPTU do comércio e urgência de acabar com algumas taxas municipais para o setor. E ainda sobre a reserva de um percentual de vagas para pessoas trans nas empresas que prestam serviços terceirizados para a PBH. “Mostrei que 90% das transexuais do país estão na prostituição porque há um preconceito odioso na sociedade. O prefeito se disse aberto a esse debate e se mostrou interessado na proposta.”

Volta ao passado

Não é segredo para ninguém que, mesmo com as negativas do presidente Jair Bolsonaro – ele sempre diz que o BB é intocável –, os planos de privatização do BB seguem a passos largos. Aos poucos, sem alarde, o Banco do Brasil está sendo preparado para a privatização. Mas, no que depender do governo, o BB cairá no colo de uma instituição estrangeira. O post feito em novembro de 2019, no blog do Vicente Nunes, do Correio Braziliense, revelou que o Banco do Brasil, uma das instituições públicas mais antigas do país, pode ser privatizado.

Futebol e…

… e política se misturam sim, e agora é fato consumado. A nova lei altera o Estatuto de Defesa do Torcedor. É isso mesmo, o fato é que o presidente Jair Bolsonaro sancionou a Lei 14.117, uma lei quentinha, é de 8 de janeiro de 2021. O fato é que ela permite alterações em regulamentos de competições esportivas em caso de surtos, epidemias e pandemias que possam oferecer risco à integridade dos atletas. Só que tem um detalhe: essas alterações de regulamento devem, no entanto, ser aprovadas pelas agremiações participantes.

E tem mais:

“Por implicar renúncia fiscal sem estimativa de impacto orçamentário-financeiro, foi vetada a proposta de suspensão das parcelas de tributos não pagas.” Só que era o trecho mais discutido e considerado mais importante pelos parlamentares na época. Claro que vai ter troco. Bastaria, mas vale acrescentar que vai demorar, mas há a possibilidade de o Congresso derrubar os vetos presidenciais, em sessão conjunta, deputados e senadores juntos. Na volta do recesso, em fevereiro, ficará a cargo do presidente da Congresso marcar sessão para apreciação dos vetos.

Energia solar

“Desde 2015, quando aconteceu a última licitação da Aneel da subestação de Janaúba, venho trabalhando para que possamos ter outras subestações na região de Januária, Jaíba, Montes Claros, Buritizeiro, Taiobeiras e Salinas, reforçando o sistema do Norte do estado para viabilizar mais plantas centralizadas.” Quem faz a lembrança é o deputado estadual Gil Pereira (PSD). E acrescenta: o Norte de Minas se torna cada vez mais atrativo para a implantação de projetos de usinas fotovoltaicas. A qualidade do recurso solar e da legislação inovadora do segmento garantem investimento e novos projetos para a região.

Pinga-fogo

Para que fique claro, sobre os registros de Bolsonaro, há a possibilidade de o Congresso derrubar os vetos presidenciais, em sessão conjunta. O Congresso voltará do recesso em fevereiro e ficará a cargo do presidente da Casa marcar uma sessão para apreciação dos vetos. Melhor esperar para ver.

Para registro: o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), adiou para o próximo dia 18 a definição sobre como será a eleição de seu sucessor. Ele ainda não definiu como será o formato dela. Melhor esperar então...

Em tempo, sobre a nota Energia solar: a proposta de expansão contempla duas etapas de implantação: a primeira, com possibilidade de ser objeto de licitação a partir do Leilão de Transmissão de Junho de 2022, possui caráter determinativo, com impacto sistêmico.

Ainda do deputado Gil Pereira e ele destaca que a ampliação da infraestrutura regional vai favorecer o desenvolvimento socioeconômico do Norte do estado e possibilitar a maior capacidade de escoamento para a geração renovável. Detalhe: a segunda etapa tem previsão para 2031.

Uma década? Melhor então encerrar por hoje, ainda vai demorar. Um bom dia a todos e vale a torcida para que a política traga notícias menos constrangedoras vindas do Planalto.
 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade