Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas EM DIA COM A POLÍTICA

Bolsonaro volta a atacar a mídia ''sem caráter'' em conversa sobre COVID

Presidente diz a apoiadores que a imprensa ''potencializa'' o novo coronavírus


06/01/2021 04:00 - atualizado 06/01/2021 07:13

Bolsonaro visitou Pazuello e volta a reafirmar seu negacionismo sobre a pandemia(foto: EVARISTO SÁ/AFP - 14/10/20)
Bolsonaro visitou Pazuello e volta a reafirmar seu negacionismo sobre a pandemia (foto: EVARISTO SÁ/AFP - 14/10/20)
O Brasil está quebrado. Não consigo fazer nada. Queria mexer na tabela do imposto de renda. Esse vírus potencializado pela mídia que nós temos, essa mídia sem caráter que nós temos. É um trabalho incessante de tentar desgastar para retirar a gente daqui para voltar alguém para atender aos interesses escusos da mídia. Soma-se a isso que o Brasil não tem uma cultura.”

A declaração partiu do presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (sem partido), em visita na tarde de ontem ao Ministério da Saúde, que é comandado pelo ministro Eduardo Pazuello, que é general de divisão do Exército Brasileiro.

É aquele que foi alvo de militares críticos ao governo Bolsonaro e chegaram a pedir que ele saísse do ministério. Só que ele ficou e informou, em nota, que está confirmada a importação de dois milhões de doses da vacina de Oxford contra a COVID-19 produzida na Índia. Ou seja, nada.

Simples assim. O fato é: no Brasil, nenhuma desenvolvedora de imunizantes entrou com o pedido de uso emergencial ou de registro da vacina. E tem mais: em vários países mundo afora já foram iniciadas vacinações contra a COVID-19, embora várias delas estejam ainda em caráter excepcional.

Que o diga o vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, em nota oficial divulgada por seus assessores: “De acordo com a recomendação médica, realizou exames previstos no protocolo de tratamento da Covid-19, apresentando resultados normais”. É apenas um trecho, mas tem mais.

“Mourão segue com programa de exercícios respiratórios, orientados por uma fisioterapeuta, conforme está previsto nesta fase de recuperação”, ressalta o documento. A assessoria ainda acrescentou que o general Hamilton Mourão deverá retornar às atividades normais em breve. Como tudo tem um porém, não há ainda uma data estabelecida para a retomada.

Melhor então fazer uns últimos registros, já que o governo do Havaí decidiu suspender todas as competições de surfe por tempo indeterminado por causa da pandemia do novo coronavírus, a COVID-19. “A saúde pública e a segurança de nossas comunidades, competidores, espectadores e visitantes estão em primeiro lugar nesta decisão.”

Fim da novela

Depois de quase cinco anos de tramitação e de ampla participação popular, o Projeto de Lei 3.578/2016, de autoria dos deputados Antonio Carlos Arantes e Dalmo Ribeiro, ambos tucanos, isso mesmo, do PSDB, foi aprovada a lei que regulamenta a atividade das startups em Minas Gerais, em caráter definitivo, na Assembleia Legislativa (ALMG).

São as startups

Conhecido como a “Lei das Startups”, o projeto regulamenta a atividade e permite ao governo de Minas implantar uma política estadual de estímulo ao setor de inovação tecnológica, composto em sua maioria por micro e pequenas empresas. O deputado Antonio Carlos Arantes ressaltou o fato de que a aprovação foi finalmente a conclusão de uma caminhada que havia começado há quase cinco anos. Isso mesmo, praticamente uma meia década.

Detalhe é a data

Afinal, foi no finalzinho do ano. Diário Oficial da União: Publicado em: 29/12/2020. Atos do Poder Legislativo. Lei Complementar nº 176, de 29 de dezembro de 2020: Institui transferências obrigatórias da União para os estados, o Distrito Federal e os municípios, por prazo ou fato determinado; declara atendida a regra de cessação contida no inciso 2º do art. 91 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias (ADCT); e altera a Lei 13.885, de 17 de outubro de 2019. O presidente da República: faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a Lei Kandir.

Pelo twitter

O Brasil pode virar o jogo. É fácil? Não. Tecnicamente, está aqui o caminho, o nosso desafio é político. Portanto, está na mão do povo, se nós conservarmos a democracia. Essa é nossa luta de hoje! Tem mais: “revogar o teto de gastos, ter um plano efetivo de vacinação. A retomada da economia somente será possível quando a pandemia for controlada”. E, por fim, partiu para o ataque: “Bolsonaro assumir sua total incompetência e renunciar”. Pegou pesado Ciro, de seu jeito peculiar de ser.

A dívida

O Brasil ficou inadimplente com o banco do Brics justamente no ano em que o brasileiro Marcos Troyjo assumiu a presidência da instituição por indicação do governo Bolsonaro. O fato que interessa é que o governo brasileiro não honrou o pagamento da penúltima parcela, de US$ 292 milhões, para o Novo Banco de Desenvolvimento (NDB), a instituição financeira criada pelos cinco países do grupo do Brics. O prazo para a quitação da parcela terminou domingo e o Brasil agora está inadimplente. Detalhe, o Brasil é um dos fundadores do banco. E óbvio, é acionista.

Pinga-fogo

Em tempo sobre a nota A dívida: ela só não foi quitada porque houve remanejamento dos recursos orçamentários para atender ao pagamento das emendas de parlamentares aliados, aqueles mais próximos, para mostrarem serviço em suas bases estaduais.

Para registro, vale ressaltar ainda que o pagamento que não foi honrado era destinado para a instituição financeira criada pelos cinco países do grupo do Brics, ou seja, o grupo formado pelo Brasil e ainda a Rússia, Índia, China e a África do Sul.

A Premier League informou ontem que um total de 40 indivíduos testaram positivo para o novo coronavírus, o maior número de casos em uma semana nesta temporada, em duas rodadas de testes conduzidas na semana passada.

Política e futebol não se devem discutir, mas desde o início da nova temporada, 171 pessoas na principal divisão do futebol inglês tiveram resultados positivos para o novo coronavírus em 19 rodadas de testes. Como é, 171?

Para encerrar, só mais um registro do ex-presidenciável Ciro Gomes: ele tem quatro filhos, é avô, já foi deputado, prefeito, governador e ministro. Ficamos assim por hoje.
 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade