Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas EM DIA COM A POLÍTICA

Bronca de Bolsonaro em Mourão revela alto escalão da briga palaciana

O vice-presidente Hamilton Mourão se penitenciou por não ter imposto sigilo ao documento sobre estudos de desapropriação de terras de proprietários que cometerem crime ambiental. Revelação rendeu pito do chefe em público


13/11/2020 04:00 - atualizado 13/11/2020 07:16

Hamilton Mourão levou bronca do presidente, que disse ser clara sua posição em favor da sagrada
Hamilton Mourão levou bronca do presidente, que disse ser clara sua posição em favor da sagrada "propriedade privada" (foto: Evaristo Sá/AFP)

Anda feia a briga palaciana. E ela está no mais alto escalão. “Para mim, a propriedade privada é sagrada. Mais uma mentira do Estadão ou delírio de alguém do governo. O Brasil não é um país socialista/comunista”.

A declaração é do presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (sem partido), que se aposentou como capitão nas Forças Armadas. O alvo é nada menos que o vice-presidente Antônio Hamilton Martins Mourão (PRTB), que é general da reserva do Exército, onde teve longa atuação na carreira militar, marcada por diversos comandos exercidos.
 
Quanto às suas opiniões, quase sempre polêmicas, melhor que o próprio presidente Bolsonaro deixe mais claro. Foi o que ele fez: alegou que “se alguém levantar isso aí, eu simplesmente demito do governo, a não ser que essa pessoa seja indemissível”. Ou seja, aquele que não se pode demitir.
 
Só que não foi necessário. “Algum mal-intencionado pegou esse documento e entregou para um órgão de imprensa que, diariamente, solta algumas pílulas dessa natureza. Ou seja, se eu fosse o presidente, também estaria extremamente irritado”, é mais uma vez o vice-presidente Hamilton Mourão, tentando colocar panos quentes.
 
Só que teve mais: o vice-presidente se penitenciou “por não ter colocado o documento em sigilo”. Alega que se tivesse feito, a pessoa responsável pela divulgação “estaria incorrendo em crime perante a legislação”. Mourão destacou ainda que a expropriação citada na proposta é inconstitucional.

Que clima, hein! Melhor então chamar o procurador-geral da República, Augusto Aras. É que ele pretende apurar a presença de integrantes da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) na Cúpula do Clima da Organização das Nações Unidas (ONU). Foi aquela de Madri, no ano passado.
 
Hablas español? Nem eu. O fato é que teve relatório abordando críticas às políticas ambientais do governo brasileiro. Os alvos são o chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), ministro e general Augusto Heleno, e o titular do Ministério das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.

Para encerrar, tem Sua Santidade, o papa Francisco. Ele conversou com Joe Biden por telefone ontem e desejou “bênçãos e parabéns” ao presidente eleito dos Estados Unidos por sua vitória. Foi o que informou, em nota, a equipe de transição democrata.
 
Detalhe: o presidente eleito, Joe Biden, que tem 77 anos, é o segundo católico eleito para a Presidência dos Estados Unidos (EUA). Antes dele, só John Fitzgerald Kennedy, em 1960.

Diplomacia

O presidente da Assembleia Legislativa (ALMG), deputado Agostinho Patrus (PV), recebeu ontem, na sede do Parlamento mineiro, o embaixador do Azerbaijão no Brasil, Elkhan Polukhov (na foto, com o presidente do Parlamento, Agostinho Patrus,  e o senador Antonio Anastasia). O vice-presidente do Senado, Antonio Anastasia (PSD-MG) também participou do encontro. O diplomata e os parlamentares discutiram possíveis ações de cooperação junto ao governo do Azerbaidjão. Além disso, a Assembleia deverá receber uma exposição de fotos sobre o país asiático, tão logo as atividades presenciais voltem à normalidade.

Vai prevenir

A meta é evitar que os tribunais sejam novamente surpreendidos, como ocorreu com o Superior Tribunal de Justiça (STJ). Daí a determinação do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, de criar o Comitê de Segurança Cibernética. A justificativa fala por si: “são os crescentes ataques cibernéticos no ambiente da rede mundial de computadores”. Daí ter estabelecido um comitê que terá 20 dias para apresentar um novo protocolo de prevenção de gerenciamento de crise, com o objetivo de enfrentar crimes cibernéticos no Poder Judiciário.

Reta final

Alexandre Kalil (PSD): o candidato passa o dia trabalhando na prefeitura. A maioria dos demais, entre outras agendas, participa de debate na Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg). Kalil, 63% ou 71% dos votos válidos. De acordo com o Datafolha, Kalil lidera em todos os segmentos sociodemográficos e sua intenção de voto é homogênea entre os segmentos. Detalhe: agenda de Lafayette Andrada (Republicanos) – encontro com torcida do Cruzeiro pela manhã. Será que vai acabar rebaixado nas urnas?

No Pantanal

“Comemorado desde 2008 e oficializado neste ano, o Dia do Pantanal homenageia a maior área úmida continental do planeta e também o jornalista Francelmo, que dedicou 25 anos à luta pela preservação do Pantanal”, publicou a senadora Simone Tebet (MDB-MS) no Instagram. Conhecido como Francelmo, o jornalista e ambientalista Francisco Anselmo de Barros morreu em 12 de novembro de 2005, num protesto contra as ameaças que o bioma sofria. Ele ateou fogo ao próprio corpo. Desde então, a data é lembrada como Dia do Pantanal e de luta pela preservação da região.

Levantar voo

É o melhor a fazer por hoje. Aos fatos: ao revogar as prisões, os desembargadores fixaram medidas cautelares: proibição de movimentar contas bancárias no exterior, de mudança de endereço residencial sem autorização judicial, e de sair do Brasil. O fato é que os irmãos Gérman e José Efromovich tiveram a prisão domiciliar revogada. Eles estavam presos por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro em contratos firmados entre a Transpetro, subsidiária da Petrobras, e o estaleiro Eisa, do qual os irmãos também são sócios.

Pingafogo


  • Em tempo, sobre o Pantanal: a situação dos incêndios no Pantanal motivou a criação de uma comissão externa para acompanhar as ações de enfrentamento às queimadas. Instalada em setembro, a comissão tem feito audiências públicas e diligências no local. Ainda da senadora Simone Tebet.
  • “O Pantanal não se resume às chamas, é a alma do mato-grossense, é o estilo de vida pantaneiro, fauna e flora. Se trabalharmos juntos, poderá ser exemplo para o mundo de desenvolvimento sustentável.” Desta vez é o senador Carlos Fávaro (PSD-MT). Está em casa, né?
  • Vale mais um detalhe, só que da nota Levantar voo: os Efromovich tiveram prisão preventiva determinada em agosto. Devido à pandemia do coronavírus, conseguiram reversão para prisão domiciliar, com uso de tornozeleira eletrônica.
  • Presidente do Federal Reserve (FED), o banco central americano, Jerome Powell (foto) fez alerta importante para a economia dos Estados Unidos. Para que fique claro, ele ressaltou que, no quadro atual, é uma nova onda de casos da COVID–19.
  • Diante disso, não há alternativa a não ser encerrar por hoje. COVID, FED, eleição municipal Brasil afora e por aí vai...Sendo assim, um bom dia a todos.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade