Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas ANNA MARINA

Dicas para arrumar a mala para as férias de inverno

Especialistas recomendam organizar a bagagem de acordo com duração, objetivos, local e motivo da viagem


17/06/2022 04:00 - atualizado 17/06/2022 07:57

ilustração mostra mala amarrada com cachecol
(foto: Lélis)
Fazer mala não é tarefa fácil. Invejo muito quem consegue ser sucinta, colocar peças-chave na mala e, a cada dia, está com uma produção diferente na viagem. Você fica matutando: onde coube tudo aquilo?

Quando é mala para época de inverno, aí o problema triplica, porque roupas de frio ocupam muito espaço. O problema é tão grande que existem profissionais para ensinar a fazer mala. Alguns vão até em casa e fazem o serviço por nós.
 
Outro dia, fui a São Paulo com duas amigas do coração. Fugidinha rápida, fomos de carro, saímos em uma quinta-feira e retornamos no domingo. O problema é o clima, porque São Paulo é sempre uma incógnita. E isso influencia diretamente no tamanho da bagagem.
 
Quando minha filha voltou do intercâmbio que fez no Canadá, desceu em São Paulo e fui buscá-la. Aqui em Belo Horizonte estava um clima ótimo, olhei a previsão para São Paulo e era de tempo bom. Como só ficaria de um dia para o outro, a mala era pequena e levei um leve casaco para a noite, caso precisasse. Três horas depois, o tempo virou. Fez um frio de cortar os ossos e tive de comprar um casaco para sobreviver.
 
Voltando à viagem com as amigas, fiz uma mala dessas de aeromoça e levei o casaco pesado na mão. Quando vieram me buscar, uma delas tinha feito uma mala gigante. Foi a piada da viagem, parecia que ia se mudar para a capital paulista.
 
A mala da outra era menor do que a minha. E, a toda hora, ela falava: “Não trouxe nada”. Mas todos os dias estava com uma roupa diferente. De noite, quando saíamos, a roupa era outra, com direito a jaqueta com bordados, acessórios e por aí vai.
 
Sinceramente, acho que ela tem a bolsa da Mary Poppins, que por fora é pequena, mas quando abre não tem fundo. Não entendi até hoje como tinha tanta coisa lá dentro.
 
Segundo Flávia Soares, da FASS, a dica é apostar na dobradinha tricô e couro, que funcionam muito bem juntos e não amassam. A dupla é uma das grandes tendências da temporada, proporcionando conforto e deixando a pessoa sempre bem-arrumada.
 
Outros especialistas recomendam organizar a mala de inverno de acordo com a duração, objetivos, clima, temperatura, local e motivo da viagem.
 
Para garantir que não sejam colocados itens demais, tente visualizar o que vai usar todos os dias. Monte looks que você possa misturar e combinar. Mas organize tudo antes para saber o que está levando. É bom levar uma ou duas combinações a mais, em caso de algum imprevisto ocorrer.
 
Bagagem leve e prática é uma bagagem inteligente. Não importa se for para apenas alguns dias ou  viagem internacional, leve roupas de inverno e calçados que usará duas vezes ou mais. Roupas básicas e práticas, calçados confortáveis e acessórios para variar o visual. Leve um casaco preto, bem quentinho e casual, e mude o visual com gorros, cachecóis, luvas e até mesmo joias.
 
Ao fazer a mala de inverno, vai perceber uma economia de espaço ao optar por várias camadas. Além de serem fundamentais para o aquecimento nos destinos gelados, peças como blusa, calça segunda pele, suéteres, fleeces e tricôs ocupam menos lugar do que um casaco, por exemplo.
 
Casacos e coletes de plumas de pato esquentam muito, são superleves e ocupam pouquíssimo espaço.
 
Coloque por último as peças que amassam mais. Uma dica é tentar dobrar a peça de forma que ela fique o mais esticado possível, de preferência, no sentido do comprimento.
 
Outra dica é colocar coisas dentro umas das outras para economizar espaço, como meias dentro dos calçados, por exemplo.
Ponha os sapatos no fundo, pois são mais pesados. Complete as frestas que sobrarem com cintos, lingeries e itens que podem ser enrolados.

Logo acima vêm os jeans e moletons. À medida que você organiza a bagagem, ela deve ficar o mais reta possível. Para isso, vá nivelando a mala com blusas, bermudas, camisetas e outros itens. #Fica a dica.

(Isabela Teixeira da Costa/Interina)

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade