Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas ANNA MARINA

Os ladrões de fios não estão dando trégua em BH

Muitos transtornos enfrentados por usuários da telefonia fixa podem ter sua origem no roubo de fiação


06/12/2021 04:00 - atualizado 06/12/2021 08:05

Ilustração da coluna da Anna Maria
Roubos de fios prejudicam consumidores do serviço na capital mineira

Minha comentada reclamação, com razão, contra a Oi, completou no último fim de semana mais um capítulo que poderia ser chamado de curioso. Depois de um mês esperando meu telefone fixo funcionar, resolvi apelar para a Claro para mudar minha linha para a Net. Pateta, pensei que a mudança se desse no mesmo dia ou pelo menos no seguinte. Não é bem isso que acontece. A Net pediu uma semana para fazer a portabilidade, mantendo o mesmo número. Esperei e esperei e na data marcada apareceu em minha porta um rapaz com uma camiseta informando que ele era prestador de serviço da Claro.

Precisava ver as linhas internas no telefone para conferir se tudo estava funcionando. O técnico não podia fazer nada, a não ser ver quantos telefones funcionavam na casa. Conferiu todos eles e não fez mais nada. Não estava ali para fazer meu telefone funcionar. Só estava examinando se o pedido de mudança era para valer, porque é fácil pedir para mudar de empresa e na última hora negar; ele só podia examinar os telefones e mais nada. E que depois de sua visita, a Net levaria de uma semana a 10 dias para completar a mudança de número. Achei um verdadeiro espanto, ele não abriu mão da determinação.

Tão logo ele se foi, outro chamado na porta, por um funcionário...da Oi. Achei o maior milagre, uma coincidência sem nenhuma informação. O técnico da Oi, que pertence a uma prestadora de serviços, me informou que meu telefone estava sem funcionar há um mês porque os ladrões não estão dando trégua. Sobem nas árvores e roubam os fios, desconectando o telefone com a central. Na minha rua, o fio tinha sido quase que completamente roubado, daí o problema. O técnico avisou que isso está acontecendo em toda a cidade e que eles não estão tendo tempo suficiente para atender a todas as reclamações.

Mas, milagre dos milagres, tinha condições de colocar meu telefone funcionando imediatamente. É claro que não precisei de um segundo para autorizar a ligação imediata, esquecendo totalmente do tempo que deveria ficar ainda sem telefone, esperando a ligação da Net. Um funcionário da empresa entrou, conferiu se todos os telefones estavam funcionando. O do meu quarto estava mudo, precisava do atendimento de um eletricista. O serviço não podia ser feito pela Oi. Mas me deixou com três pontos funcionando, o que já foi uma serventia e tanto. Perguntei se ele não conhecia ninguém, outro profissional eletricista que pudesse me atender. Ele não conhecia, acreditei logo que devia ser uma recomendação do empregador.

Mas lá fora, na rua, o outro funcionário da empresa que ligou meu telefone em dois minuto sofereceu-se para conseguir um eletricista, na maior boa vontade. Fez uma longa ligação pelo celular e me informou que seu chefe tinha conseguido um profissional para consertar o telefone da casa, que continuava mudo no dia seguinte. Marcou até a hora, das 8h às 12h. Estou esperando até hoje.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade