Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas ANNA MARINA

Modelo brasileira brilha nos desfiles de Nova York

De origem humilde, capixaba Raynara Negrine desfilou para grifes como Proenza Schouler, Carolina Herrera e Michael Kors


16/09/2021 04:00 - atualizado 16/09/2021 07:27

Conheço tanta gente que gostaria de morar em Portugal que não dá para contar. Um dos mais fiéis é o meu grande amigo, o oncologista Renato Nogueira, que foi com a mulher, Nelva, e a filha e não pensam em voltar. A chegada de brasileiros que se mudam para lá é tão grande que, nos últimos tempos, Lisboa está fechada para emigrantes, só as cidades do interior é que recebem novos moradores. Sonho que é embalado por mineiros, encantados com o sossego, a segurança e a facilidade que é morar naquele país-irmão. Do jeito que as coisas andam por aqui, sonhar com essa mudança é ótimo.

E esse sonho pode ficar mais fácil, uma vez que um projeto do governo buscará consolidar o destino Minas como rota internacional. O anúncio foi feito durante recente reunião do Conselho Estadual de Turismo. A proposta de internacionalização do destino Minas Gerais ganha força a partir deste ano. E, de certa forma, reforça a vontade de se mudar para lá. O estado é a primeira unidade da Federação a contar com um escritório fora do país, a ser instalado em Portugal. O anúncio foi feito pelo secretário de Estado de Cultura e Turismo, Leônidas Oliveira, na quinta-feira (9/09), durante a 50ª Reunião Ordinária do Conselho Estadual de Turismo (CET).

De acordo com Leônidas, o escritório tem a função de fomentar, junto à Secult e à Empresa Mineira de Comunicação (EMC), a estruturação da terceira fase de retomada das atividades turísticas no cenário pós-pandemia, a “Minas para o Mundo”, que deverá ser lançada no próximo ano. “As primeiras fases da campanha de promoção do destino neste contexto foram o 'Minas para Minas' e o 'Minas para o Brasil'. Agora nos mobilizamos para alcançar o destaque internacional, conversando com players europeus, companhias aéreas, o trade em geral, operadoras, entre outros, para nos posicionarmos no mercado internacional e estar na vanguarda. Somos o primeiro escritório fora do Brasil, nem mesmo a Embratur tem”, ressalta o secretário.

Quem está à frente do escritório de Minas Gerais em Lisboa, capital portuguesa, é a jornalista Izabela Drumond Braga, que mora no país desde 2017. É mestranda em comunicação estratégica no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa (ISCSP-UL) e pós-graduada em comunicação estratégica. O ponto de partida para promover o destino Minas Gerais em terras estrangeiras começa com o projeto Via Liberdade, rota turística e cultural que irá se estender pela BR-040, ligando as belezas, as histórias, a cultura e a arte de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Goiás e o Distrito Federal. Além de comemorar o bicentenário da Independência do Brasil, o projeto celebra os 100 anos da Semana de Arte Moderna, em 2022.

Brasileira brilha em NY

A capixaba Raynara Negrine participou dos principais desfiles realizados em Nova York, como o da Proenza Schouler
A capixaba Raynara Negrine participou dos principais desfiles realizados em Nova York, como o da Proenza Schouler (foto: Reprodução/@raynaranegrine)

Atravessando o Atlântico, de lá pra cá, é bom falar na participação significativa de uma brasileira, Raynara Negrine, nos principais desfiles realizados em Nova York e que terminaram no último domingo. De origem humilde, ela superou desafios, desfilando para Proenza Schouler, Carolina Herrera, Michael Kors e outros.

A neotop do momento nasceu na pequena Cachoeiro de Itapemirim, no Espírito Santo, e, aos 18 anos, relembra com orgulho a trajetória de superação que enfrentou até conquistar o mercado fashion internacional: “Tenho muito orgulho de minhas raízes e de tudo que aprendi com os desafios por que passei. Minha mãe sempre encontrou formas de me dar todo o suporte para que eu pudesse chegar até aqui. Ela é minha maior incentivadora. Lutou muito, trabalhando duro, como diarista, e essa garra sempre será meu maior motivo de orgulho e inspiração”.

Mas nem sempre foi assim. “Quando comecei, não sabia muito sobre o mercado.Tive que superar muitas coisas, como falsas promessas e situações de má-fé, mas nada disso me abalou. Felizmente, hoje eu tenho suporte de um time que me ajuda a realizar todos esses sonhos. Eu só tenho a agradecer por poder representar o Brasil em trabalhos e desfiles tão importantes”, afirma.

Desde então, coleciona em seu currículo trabalhos de peso: em temporadas anteriores, já desfilou para Chanel, Fendi, Celine, Dior, Valentino, Jean Paul Gaultier, Alaïa e Jacquemus, entre outras, além de ter figurado entre as recordistas de desfiles do São Paulo Fashion Week.


*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade