Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas Anna aos domingos

Lilian Abras acaba de produzir um interessante livro, "Casa Aziz Abras"


21/03/2021 04:00 - atualizado 21/03/2021 16:18

Madeleine Abras, Miss Síria, e JK(foto: álbum de família )
Madeleine Abras, Miss Síria, e JK (foto: álbum de família )


Lilian Abras acaba de produzir um interessante livro, “Casa Aziz Abras”,  que relata, com detalhes, toda a história da família. No relato, a vinda da família Abras, que tem origens nos países árabes Líbano e Síria, para o Brasil. O palacete,marca de uma época em que grandes mansões eram construídas na cidade, projeto do arquiteto Shakespeare Gomes, se mantem até hoje, intocado. Tanto do ponto de vista arquitetonico quando do ponto de vista decorativo, sua ambientação continua a mesma, como se seu último proprietário, Azis Abras, tivesse acabado de se retirar de lá. Datada de 1950, a casa continua marcando época na história da arquitetura mineira. E entre outros detalhes, Lilian, que forneceu muitos dados para os autores do texto, nos deixa saber que sua avó Madeleine Khoury, que tinha 19 anos quando se casou com Aziz Abras, ostentava o título de Miss Síria 1933. O lado romântico da história é que, na época, ela estava noiva de outro pretendente, mas como Aziz Abras fincou o pé, seu interesse foi intermediado por um bispo, que possibilitou o rompimento de Madeleine com o primeiro noivo, podendo casar-se então com o patriarca Aziz Abras.
 
 
HOTEL BRASILEIRO
é o melhor

O Hotel das Cataratas, do grupo Belmond, foi eleito melhor hotel da América do Sul pelo World Traveller Middle East Reader's Awards. A premiação é reconhecida mundialmente e considerada a maior publicação de turismo do Oriente Médio, tanto na sua versão on-line quanto impressa. “Receber esse prêmio de um público tão sofisticado demonstra o compromisso contínuo da nossa equipe em se reinventar para oferecer uma experiência ainda mais diferenciada e personalizada a cada hóspede que temos o prazer de receber. Acompanhar essa dedicação diária me orgulha de ser hoteleira e demonstra o compromisso do Belmond em se destacar como o melhor hotel em cada destino onde está presente”, afirma Andrea Emmerling, gerente geral do Hotel das Cataratas.
 
Thiago Pinheiro e Laurencio Adot (foto: divulgação)
Thiago Pinheiro e Laurencio Adot (foto: divulgação)
 

STUDIO AA
BH/BUA

Atuando há anos na ponte-aérea BH/Buenos Aires, o mineiro Thiago Pinheiro e o portenho Laurencio Adot instalaram showroom multimarcas no Prado (sob o nome de Adot Azevedo/AA Studio) com o  melhor da moda de lá e de cá. Da Argentina, trouxeram a marca de roupas Mila Kartei, os acessórios M&M Torres e os calçados de Clara Barcelos e Benita Peka. Entre os brasileiros, o primeiro a se instalar por lá foi o Victor Dzenk – amigo de longa data dos proprietários. A mais nova marca a integrar o seleto mix é a paulista Zen.
 
BRACHER COMEMORA
Van Gogh

Em 1990, ano do centenário de morte de Vincent van Gogh (1853-1890), o artista mineiro Carlos Bracher se lançou naquela que seria uma das maiores experiências de sua carreira. Ao lado de sua companheira, a artista Fani Bracher, passou um mês percorrendo cidades onde o pintor holandês morou, na Europa, para criar uma série de seis quadros em homenagem ao artista. De volta ao Brasil, inspirado por tudo o que viu e viveu, Bracher deu vida a uma coleção de 100 obras. No próximo dia 30, data de nascimento de Van Gogh, Bracher vai dividir com o público essa e outras curiosidades em uma live mediada pelo jornalista e prefeito de Ouro Preto, Angelo Oswaldo. Antes do bate-papo, será exibido o documentário “Bracher/Van Gogh”, do diretor Rodolfo Magalhães. O evento começa às 19h, com transmissão ao vivo pelos canais oficiais do Ateliê Casa Bracher (YouTube, Instagram e Facebook). Carlos Bracher fará a live diretamente da Sala Van Gogh, criada especialmente para o Ateliê Casa Bracher (www.ateliecasabracher.com), em Outro Preto, onde o pintor mora há 50 anos.
 
INVERNO 21
vermelho & roxo

Depois da ‘bolha de negócios’ na segunda quinzena de fevereiro, o circuito dos showrooms do Prado & arredores enfrentou a fase das restrições do comércio da cidade com criatividade. Para não contrariar as novas determinações municipais, as visitas das clientes foram agendadas e as vendas prosseguiram, embora em volumes menores. Mas, com a chegada da onda roxa, os planos foram refeitos – e a turma espera recuperar o tempo perdido assim que a coisa melhorar. Amém.

PATÉTICO
Dória sem filtros

No festival de equívocos que o governador Dória, de São Paulo, vem cometendo, o último ato chegou a ser patético. Na mais recente remessa de vacinas liberadas pelo Instituto Butantan, lá estava ele pousando as mãos nas caixas antes de elas entrarem nos caminhões – mesmo sem ter nada a ver com o assunto. Não fossem as roupas nitidamente caras, passaria tranquilamente por mais um funcionário ali.  Simplesmente, foi lá forçar mais uma situação favorável à sua imagem. E, mais uma vez, o tiro saiu pela culatra: um constrangimento para seus apoiadores e petardo poderoso para os adversários.
 
JUSTIN BIEBER
jeitinho mineiro

Já contamos aqui que a Hailey Baldwin, esposa do Justin Bieber, tem origens mineiras. Pois agora, a sua ligação forte com a mineiridade da avó, Nana, e as lições extraídas desse afetuoso contato repercutiram junto aos que trabalham com o famoso marido:  todos elogiando seu jeitinho para contornar os problemas e deixar o clima no trabalho mais leve e tranquilo. Os elogios feitos pela equipe da estrela canadense ganharam a mídia mundial, inclusive apontando o apoio dela no esforço de Bieber em avançar na carreira e abraçar o rhythm & blue em seu novo álbum, “Justice”.

MODA
verso & reverso

A questão da sustentabilidade na moda ganha aspectos cada vez mais inesperados. A saber: uma pesquisa indicou que o volume de descartes feitos pelas confecções de Nova York, durante um ano, daria para fazer uma pilha da altura do Empire State. Pode ser exagero, mas os números estão lá. Por outro lado, uma ONG vem defendo que as marcas que usam as fábricas do Oriente para fazer suas roupas ajudem os operários. Resumindo, propõe que seja doado um centésimo de dólar por peça para um fundo de ajuda aos atingidos pela pandemia. No mínimo, seria justo.

ARQUITETURA
Pritzker duvidoso

Já falamos aqui que a arquitetura (seja local ou mundial) passa por momentos de desnutrição criativa. Pois o prêmio Pritzker 2021 (uma espécie de Oscar do setor) veio provar isso, laureando a dupla francesa Jean-Philippe Vassal e Anne Lacaton pelos seu projetos baseados no social e ambiental. Alguns exemplos são a  Maison Latapie, em Bordeaux (quase um puxadinho), e o Palais de Tokio, em Paris. O argumento é que  buscam soluções que evitem demolir o que já existe – às vezes criando verdadeiras geringonças. Moral da história: é a estética subjugada ao sustentável  – para alegria de alguns e tristeza de muitos.

POR AÍ...

A Associação dos Consultores em Negócios de Moda (ACNM) está facilitando cada vez mais o trabalho dos associados e confecções da cidade. Além da plataforma com informações sobre as coleções das marcas, também otimizou o trabalho de  coleta e distribuição das mercadorias – concentrado as compras realizadas em sua sede. Uma dinâmica criada pelo presidente Paulo Lopes – e que ajuda bastante o dia a dia da turma.

A grife Lore lançou a nova edição da ‘Lore Mag’, recheada com entrevistas com Carlos Ferreirinha, a ativista Lari Conegundes, a influencer Paola Antonini e muito mais. A matéria central revela a coleção da marca, Precious Colours, com o inverno’2021. Tem ainda link para transmídia, isto é, conteúdo adicional que pode ser acessado através do QR Code.
 
(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
 
 
VIDA DEDICADA
à poesia

Célia Laborne Tavares colaborou durante vários anos com este “Caderno F&M”, até que preferiu curtir a vida no sossegado. Vizinha do Minas Tênis Clube, retirou-se para uma casa de repouso, onde vive numa boa, produzindo suas poesias. Na última  terça-feira, comemorou seu 96º aniversário, cercada pelos cumprimentos dos incontáveis amigos que mantém ao longo da profícua vida. 
 
 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade