Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

Livro francês muito falado e pouco lido dá lições de etiqueta à mesa

Veja 20 exemplos de como se comportar como anfitrião e convidado, segundo 'A fisiologia do gosto', de Jean-Anthelme Brillat-Savarin (1755-1826)


16/02/2021 04:00 - atualizado 15/02/2021 19:35

Livro do crítico francês Jean-Anthelme Brillat-Savarin (1755-1826) tem edição no Brasil pela Companhia das Letras(foto: Companhia das Letras/Reprodução )
Livro do crítico francês Jean-Anthelme Brillat-Savarin (1755-1826) tem edição no Brasil pela Companhia das Letras (foto: Companhia das Letras/Reprodução )

Seculos atrás – princípio dos anos 1990, fui passar férias na França e anda de lá, anda de cá, acabei dando com os costados em Luxemburgo, para conhecer, numa pequena localidade chamada Frisange, Léa Linster. Ela tinha ga-     nho, em 1989, o Bocuse d'Or, prêmio instituído para escolher os melhores cozinheiros do mundo.

Era tempo de Paul Bocuse, o primeiro chef de cozinha a receber a maior homenagem do governo francês, a Legião de Honra, e ninguém ia à Europa sem visitar seu restaurante perto de Lyon. O de Léa Linster é o que chamamos aqui de ‘restaurante de beira de estrada’, por causa da localização. E, na placa, uma surpresa: ela não se intitulava chef, mas simplesmente cozinheira. Posição que reforçava em conversa posterior: “Não sou chef, sou cozinheira, e gosto de ser classificada assim”.

Só que, por aqui, nesses tempos em que ser chef é adquirir não só uma classificação profissional, como também social, ninguém é cozinheiro, todo mundo é chef.

Nesse contexto, é bom partir para conhecer o que o fundador da crítica gastronômica na França, Brillat-Savarin (que também muitos citam de orelha, sem saber quem foi), pensa sobre o assunto de comer e receber bem. São 20 aforismos de seu livro A fisiologia do gosto (Companhia das Letras):

1) O universo só existe porque há vida, e tudo o que vive se alimenta.

2) Os animais se alimentam; o homem come; só o homem refinado sabe comer.

3) O destino das nações depende da forma como elas se alimentam.

4) Diz-me o que comes e eu te direi o que tu és.

5) O Criador, ao obrigar o homem a comer para viver, convida-o com o apetite e recompensa-o com o prazer.

6) A gulodice é uma decisão nossa, por meio da qual preferimos as coisas que são agradáveis ao gosto às que não têm essa característica.

7) O prazer da mesa é de todas as idades, de todas as condições, de todos os países e de todos os dias; pode-se associar a todos os outros prazeres e sobra como último para nos consolar da perda dos outros.

8) A mesa é o único lugar onde nunca se sente tédio durante a primeira hora.

9) A descoberta de um prato novo é mais importante para a felicidade do gênero humano do que a descoberta de uma estrela.

10) Os que ficam com indigestão ou bêbados não sabem nem beber nem comer.

11) A ordem dos pratos é dos mais substanciais aos mais leves.

12) A ordem das bebidas é das mais moderadas às mais fortes e perfumadas.

13) Não se mudar o vinho é uma heresia; a língua se satura e, depois do terceiro copo, o melhor dos vinhos produz apenas uma sensação confusa.

14) Uma sobremesa sem queijo é como uma bela à qual lhe falta um olho.

15) A bom cozinheiro se chega, mas bom assador se nasce.

16) No cozinheiro, a qualidade indispensável é a pontualidade; deve sê-lo também do convidado.

17) Esperar demais por um convidado atrasado é uma falta de consideração para com os que estão presentes.

18) A pessoa que convida seus amigos e não dá qualquer atenção pessoal à refeição que os espera não é digna de ter amigos.

19) A dona da casa deve sempre se assegurar de que o café servido será excelente; o dono, de que os licores serão de primeira categoria.

20) Convidar alguém significa ocupar-se de sua felicidade durante todo o tempo em que estiver sob nosso teto.






*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade