Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas Anna aos domingos

Prêmio de design para Minas


15/11/2020 04:00

Cícera Gontijo (foto: Divulgação)
Cícera Gontijo (foto: Divulgação)


O escritório de Cícera Gontijo acaba de receber mais um prêmio. Desta vez foi o ABD Design Awards 2020 – o primeiro prêmio brasileiro de design de interiores, na  categoria corporativo, com o trabalho realizado em Recife para a Agência Um de publicidade. O prêmio é uma realização da Associação Brasileira de Designers de Interiores.
 
 
PARA O NATAL
livro de culinária

Dentro do grupo de segurança de bairros criado pela PM para o bairro de Lourdes, as mulheres se conheceram e criaram o grupo Marias Bonitas de Lourdes, em 2017, para criar uma rede de solidariedade e voluntariado entre as mulheres. E passaram a ajudar vários projetos sociais. Deu tão certo que já tem filial do grupo em outros bairros. Dentro do grupo nasceu um subgrupo chamado Bonitas na Cozinha, que ficou bem ativo durante a pandemia, com trocas de receitas de família e também outras para o dia a dia. As receitas eram tão boas que tiveram a ideia de fazer um livro de receitas para vender como presente de Natal, e nasceu o Receitas Bonitas na cozinha, com pinceladas de amor de Odette Castro e ilustrações de Nicole Bini. A renda arrecadada será destinada aos projetos já assistidos por elas. Para saber onde comprar o livro é só entrar no instagram @mariasbonitasdelourdes.
 
(foto: afp)
(foto: afp)
 
 
UM NOVO
mundo

A eleição de Kamala Harris para vice-presidente do Estados Unidos marca uma nova conquista não só das mulheres como da miscigenação racial. Filha de indiana e pai jamaicano, ela é a primeira negra que chega a um posto tão alto na política da maior nação internacional. Informal, simpática e muito bem produzida, ela fez questãode participar de todos os compromissos de sua campanha usando tênis. Para ficar mais à vontade – e também mais dentro da moda atual.  

NATAL SOLIDÁRIO
Jornada em ação

Várias empresas e pessoas físicas já contribuíram adquirindo cotas da campanha da Jornada Solidária Estado de Minas para fazer uma Natal feliz para as crianças das creches assistidas e suas famílias. O dinheiro arrecadado será utilizado na compra de brinquedos padronizados, por faixa etária, e cestas básicas, que serão encaminhados às creches, que farão a distribuição. As cotas são no valor mínimo de R$ 1 mil, e cada pessoa ou empresa pode adquirir quantas cotas puderem. As patronesses da Jornada estão ajudando na captação das cotas. Já contribuíram: Instituto MRV, Construtora Castor, Cerâmicas Braúnas, Anuar Donato Consultoria Imobiliária, Etecco, Manoel Bernardes, Clínica de Cirurgia Plástica Ronan Horta, Supermercados Verdemar, Maria Ignez Coutinho, Fabrízia Vaz Antunes Quadros, Eva Maria Mariano, Heloisa Terenzi, Bebela Vasconcellos, Patrícia Nicácio e Juliana Boechat. Mais informações pelo e-mail jornada@uai.com.br.

SANTOS ACHADOS
de Fátima

No próximo fim de semana – sexta e sábado, das 10h às 18h; e domingo, das 9h às 12h – será realizado o primeiro evento de vendas especiais da Paróquia de Fátima. São doações selecionadas a dedo, itens diferenciados, e por isso mesmo com valores mais altos, porém perto do valor de mercado, e estarão com preços excelentes. São móveis, louças, quadros, adornos, roupa de cama, acessórios, roupas. Enfim,  vale a pena dar uma conferida. As doações serão aceitas até o dia 18. A renda será destinada ao trabalho Vida sem Drogas.

Decoração
alinhada

Quem gosta de decoração sabe que a dupla Attilio Baschera e Gregório Kramer é ícone no país. E para comemorar os 50 anos de atuação na área, eles acabam de lançar em São Paulo um livro sobre sua obra, de autoria de Rica Oliveira Lima. O nome é Attilio e Gregório e  relata a carreira dos dois, que, em 1971 fundaram a Larmod, a loja tecidos de l uxo mais famosa do país. A obra tem prefácio de Maria Cecília Loschiavo dos Santos e Raul Juste Lores, e entrevistas com Glória Kalil, Vânia Toledo, Sig Bergamin, Patricia Carta, Thomaz Souto Corrêa, Dado Castello Branco, Jorge Takla, Fabrizio Rollo, Andrea Moroni, Celso Lima, Lu Pimenta, Sérgio Krymer, Sandra e Hélio Bork, além da própria dupla. Attilio e Gregório são adorados pela alta sociedade como os maiores expoentes da decoração nacional. O pioneirismo de sua extraordinária obra de estamparia para interiores também é louvado por estudiosos e pesquisadores. Muito além disso, são personalidades que sintetizam o espírito de uma época de revoluções comportamentais e gênese do mercado de luxo nacional, dois senhores octogenários cuja vida íntima e obra alteraram sociedade e design no Brasil.
 
DUZENTOS REAIS
sem troco, nem caixa

Quem ainda faz depósito nos bancos em dinheiro tomou um susto nos últimos dias. É que caixas eletrônicos de alguns bancos não estão aceitando as novíssimas notas de R$ 200 – simplesmente cospem a cédula e se recusam a recebê-las. Dizem que isso ocorre porque o sistema ainda não reconhece a novidade. O comércio também corre feito o diabo da cruz das novas notas, porque poucos têm troco para elas. Com tudo isso, correm o risco de virar peças de coleção, pois já se fala até em suspender a produção dessas novas verdinhas.

FASHION TRADERS
coletes & tênis

A moda tem seus modos: em São Paulo, surgiu um estilo masculino para a turma do mercado financeiro, também chamada de farialimers – numa referência à Avenida Faria Lima –, onde a maioria trabalha. A lista inclui traders, advogados e investidores. Três peças sobressaem: as camisas com monograma (um hit elegante até os anos 1960), os coletes de náilon matelassê dos meninos da XP Corretora e os tênis Yuool (tipo Allbirds, felpudos). Uma descontração que é exatamente o oposto dos seus colegas yuppie (década de 1980), que adoravam um terno Armani.
 
LEMBRANÇA
em tempo

A matéria publicada para divulgar a comemoração dos 100 anos do artista Amilcar de Castro, com exposição na recém-aberta galeria de arte do Minas Tênis Clube, não relacionou um importante trabalho dele. Convidado pelo então editor-geral Cyro Siqueira, foi dele a reforma gráfica do Estado de Minas, que entrou na fase da modernidade da diagramação usada pela imprensa nacional, que retirava os fios que separavam as colunas de textos das páginas
 
REVIVAL
games & ludos

Um efeito colateral da pandemia foi o retorno dos chamados jogos de mesa (ou de tabuleiro), durante a quarentena. São aqueles joguinhos definidos pelos dados ou exigindo habilidade (ludo, dominó, dama, etc.) – um sucesso entre a moçada de antigamente. As vendas aumentaram tanto que o estoque acabou. Mesmo fenômeno ocorreu com o fazer comida caseira e bem temperada ou conversar com as comadres – tudo que integrava o cotidiano das pessoas até os anos 1970. Mesmo com a ‘modernidade’ do celular, o clima de revival caiu no gosto da turma dos games eletrônicos. 
 
SPFW
muito frame, pouca foto

A São Paulo Fashion Week foi ao ar com pouquíssimos desfiles presenciais e muitos vídeos & filmes das coleções divulgados pela internet. Além de driblar a pandemia, tornou-se uma nova e poderosa ferramenta a ser usada em linguagem virtual. O problema é que o impresso também fala de moda, mas as fotos sobre o evento sumiram do mapa. Algumas marcas ainda disponibilizaram umas poucas e raras. Resumo: jornais e revistas tiveram que recorrer aos frames dos filmes para ilustrar seus registros  sobre o assunto. 
 
MINERADORAS
laudos para compras

Alvo de processos bilionários e novo judas da economia mineira depois das tragédias nas barragens, as mineradoras capricham nos cuidados com a pandemia. Consta que os fornecedores das empresas do setor só entram ali levando laudos completos provando que estão livres da covid-19. E, mesmo assim, se os exames estiverem dentro da validade de 14 dias. Antes, eram apenas sete dias. Como são três exames caros (em torno de R$ 500), sair de lá sem pedido algum significa prejuízo dobrado. Na contrapartida, como os equipamentos são caríssimos, qualquer venda compensa o esforço. 
 
JOE & JILL
brilho feminino

O quiproquó em torno do vitória do Biden, em razão da pirraça do Tramp refutando sua derrota, não ofuscou o brilho da primeira aparição do novo presidente. Contou muito para isso sua esposa, Jill, e a sua vice, Kamala Harris. Além de personalidades fortes e batalhadoras, no quesito fashion também chamaram a atenção. Enquanto a futura primeira-dama usou um Oscar de La Renda (comprado por pouco mais de cinco mil dólares), o estilo executivo suavizado de Kamala agradou. Aliás, a simpatia da moça pesou muito na vitória da chapa.
 
Sinalização 
de córregos

O projeto “Sobre o rio”, parte integrante da pesquisa Entre rios e ruas, da artista plástica mineira Isabela Prado, paralisou suas atividades em março devido à pandemia da Covid-19. Com a reabertura gradual das atividades na cidade, e seguindo todos os protocolos de segurança, o projeto será retomado e finaliza a instalação das placas de sinalização de todos os córregos canalizados dentro do perímetro da Avenida do Contorno, em Belo Horizonte. No total, serão aproximadamente 230 placas, e em 19 e 20 de novembro serão instaladas as últimas 33 placas faltantes, que sinalizam o córrego Mendonça, afluente do córrego Acaba-Mundo. O percurso a ser sinalizado se inicia na Rua Levindo Lopes com Avenida do Contorno, e segue pelas ruas Antônio de Albuquerque, Alagoas, Santa Rita Durão e Pernambuco, até chegar na Avenida Afonso Pena, próximo ao Palácio das Artes. “Essa sinalização permite um mapeamento abrangente de vários pontos de interseção entre rios e ruas na região central da capital, com o objetivo de dar visibilidade a esses córregos, vistos aqui como patrimônio natural da cidade”, explica Isabela Prado, que além de ser a idealizadora do projeto, também coordena e acompanha a instalação das placas. Nesta etapa, o processo terá o acompanhamento do curador do projeto, o historiador da arte Josué Mattos, que vem a Belo Horizonte especialmente para a ocasião. Todo o processo passa por registro de foto e vídeo e, numa próxima etapa, será publicado em livro o projeto. “Sobre o rio” foi aprovado pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte em 2018 e, em 2019, obteve autorização da Subsecretaria de Planejamento Urbano para a execução. Conta com o patrocínio do BDMG e do Uni-BH. As placas de sinalização dos córregos serão instaladas permanentemente nas mesmas balizas que carregam a sinalização de ruas e avenidas, tendo as mesmas especificações das placas de rua já existentes. Trata-se, assim, de uma intervenção permanente na cidade.
 
POR AÍ...

Na avalanche de filmes veiculados na web sob o timbre da São Paulo Fashion Week, um dos melhores foi realizado pela marca LED. A performance em que os modelos dançam & desfilam reforça o estilo contemporâneo da grife mineira.

A notícia bomba da semana no circuito social do país foi o afastamento de Andréa Natal do Copacabana Palace. Ela trabalhou ali por 25 anos, atendendo à turma vip mundial com sua simpatia e competência – desde xeiques & xeicas até milionários e inevitáveis artistas de Hollywood.

Depois de muitas consultas e análise no mercado, os promotores da Fashion Rio resolveram realizar o evento em janeiro próximo. Com seu perfil diferenciado (vendas de varejo + pedidos para lojas) vai ter algumas marcas mineiras em seus estandes

Embora com cerimônia singela, a abertura da Casa Funarte Liberdade (nome novo do prédio Rainha da Sucata) tem um significado muito importante para a cultura mineira. Há tempos não acontecia nada expressivo no setor – que anda em baixa total. 
 

 
 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade