Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

Quer aumentar os lábios? Cola não é indicada

Dermatologista alerta para os perigos do procedimento que ganhou as redes sociais e virou moda


03/08/2020 04:00

Usar cola para aumentar os lábios, o que está na moda, não é prática recomendada pelos dermatologistas(foto: Reprodução da Internet)
Usar cola para aumentar os lábios, o que está na moda, não é prática recomendada pelos dermatologistas (foto: Reprodução da Internet)
Quem presta atenção nas figuras que aparecem na TV, deve ter notado que a moda atual é tem uma boca grande, saliente. Mesmo quem tem esse formato de nascença, percebe que é muito comum os lábios ficarem mais finos à medida que a idade vai avançando. Para quem quer recuperar o formato original, o que está acontecendo é uma onda divulgada pela Tik Tok, rede social de compartilhamento de vídeos curtos, usada principalmente na divulgação de lançamentos de moda, que vem ganhando cada vez mais espaço na internet.

Entre a grande variedade de conteúdo disponível na plataforma, os vídeos sobre beleza ganham destaque, com diversos desafios e tutoriais sobre maquiagem e cuidados com a pele. Por exemplo, a última moda nessa rede social é a aplicação de cola acima dos lábios para dar a impressão de que são maiores. No entanto, essa prática não é, de forma alguma, recomendada pelos dermatologistas, pois a aplicação de cola na pele pode ser prejudicial.

“O principal ingrediente presente na formulação da cola é o cianoacrilato, que é destinado para ser utilizado em materiais como metais e papéis. Logo, o ingrediente pode ser extremamente irritante para a pele, favorecendo o surgimento de reações alérgicas com presença de vermelhidão, inchaço, bolhas, infecções e até mesmo a formação de cicatrizes permanentes”, explica a Paola Pomerantzeff, dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Além disso, de acordo com a dermatologista, os acrilatos são considerados substâncias tóxicas. Dessa forma, deve-se evitar aplicá-los tão próximos à boca para evitar o risco de ingestão. “Outro problema com essa prática é o momento da remoção da cola, já que é necessário o uso de acetona ou removedor de esmalte, produtos que, além de serem potencialmente irritantes, podem favorecer o ressecamento da pele da região”, alerta a especialista.

Mas a boa notícia é que existem alternativas seguras para aqueles que desejam conquistar lábios maiores. Por exemplo, pode-se fazer uso de hidratantes labiais ou glosses capazes de conferir ação volumizadora temporária ou preenchedora aos lábios. “Outra opção é a utilização de um esfoliante labial, que vai aumentar o aporte sanguíneo no local, causando, consequentemente, um leve inchaço temporário na região”, comenta a médica.

Já para aqueles que procuram uma solução mais duradoura, vale a pena apostar no preenchimento labial através da aplicação de ácido hialurônico. “Quando aplicado corretamente, o ácido hialurônico propicia um aspecto natural aos lábios, permitindo a correção de imperfeições, como rugas, e a melhora da aparência estética sem causar um resultado artificial e exagerado”, aconselha Paola. “O procedimento é rápido e o tempo de duração da aplicação nos lábios é menos de uma hora. Além disso, o paciente não precisa de afastar de suas atividades diárias, podendo voltar à rotina no mesmo dia, mas é preciso evitar a exposição solar, que pode causar manchas na região, e ficar atento a batidas e lesões no local.”

Segundo a dermatologista, com o ácido hialurônico, os resultados não são definitivos, já que a substância é absorvida pelo organismo após um tempo, mas pode durar até um ano e meio. “No entanto, mesmo após a absorção da substância, a hidratação na região garante uma aparência sutilmente mais volumosa”, destaca. “Outra vantagem do preenchimento labial é que, diferente do acrilato presente na cola, o ácido hialurônico é uma substância extremamente segura, visto que é produzida pelo próprio organismo para dar sustentação a uma série de tecidos. Isso faz com que o paciente não sofra rejeição ou algum tipo de reação alérgica”, completa.

Mas a especialista ressalta que, antes de optar pelo procedimento, o ideal é que se consulte o seu médico, que poderá realizar uma avaliação e indicar se o tratamento é realmente adequado. “Além disso, é indispensável a visita ao dermatologista caso você note o surgimento de vermelhidão, coceira ou outros sintomas alérgicos causados pela aplicação de substâncias nocivas ao tecido cutâneo, como a cola que está sendo utilizada para aumentar os lábios. O médico poderá identificar o agente causador do problema e prescrever o melhor tratamento para cada caso”, finaliza.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade