Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

Queda de cabelos? Veja os mitos e verdades sobre o assunto

Dermatologista lista dúvidas e confusões de leigos sobre a saúde do cabelo e do couro cabeludo


postado em 27/12/2019 04:00

Origem da alopecia pode ser de natureza autoimune, inflamatória ou infecciosa, segundo dermatologistas(foto: vencendoacalvicie.com/reprodução da internet)
Origem da alopecia pode ser de natureza autoimune, inflamatória ou infecciosa, segundo dermatologistas (foto: vencendoacalvicie.com/reprodução da internet)
Por mais que se fale sobre tratamento e queda de cabelos, o tema nunca se esgota, tão pouco a curiosidade e o interesse pela questão. Principalmente pelo fato de que, à medida que envelhecemos, os cabelos caem com mais frequência e, o pior de tudo, afinam. Portanto, mesmo que a queda não seja acentuada, o volume reduz bastante.

O número de mulheres com alopecia também tem crescido significativamente e outras tantas, em função da redução do volume, têm colocado apliques, alguns com um tipo de fita adesiva que fica por um bom tempo e aguenta lavadas e secador de cabelo. O assunto desperta interesse e gera demanda, estimula pesquisa e o desenvolvimento de tratamentos e produtos. Por isso, este segmento traz sempre novidades.

O dermatologista carioca Rodrigo Pirmez é especialista em tratamento de cabelos e couro cabeludo, palestrante e autor de livros e artigos científicos a respeito do tema. Segundo o especialista, existem muitos mitos e verdades sobre o que pode gerar queda ou crescimento dos cabelos, que ele faz questão de esclarecer.

São diversas as dúvidas e confusões de leigos sobre a saúde do cabelo e do couro cabeludo. Não é incomum as pessoas não conhecerem a gravidade de alguns tipos de queda de cabelo e da necessidade de buscar tratamento com especialista. "Existem diversos tipos de alopecia, algumas de natureza autoimune, inflamatória ou infecciosa, por exemplo. Doenças sistêmicas e deficiências vitamínicas também podem ter reflexo sobre os fios, causando quedas agudas de número aumentado de fios", explica o dermatologista.

É importante observar o que pode ser considerada queda excessiva de fios. Segundo Pirmez, existe uma queda normal no dia a dia que não representa nenhum problema. Isso ocorre porque estamos constantemente trocando fios antigos por novos. A média considerada normal é de cerca de 60 a 100 fios por dia. Se achar que sua queda está acima do normal, ou observe falhas no couro cabeludo, está na hora de procurar um médico dermatologista com experiência na área. A seguir o dermatologista lista alguns mitos e verdades sobre a queda dos cabelos:

1. É importante aparar as pontas para o cabelo crescer e ficar mais forte? 
Mito.  O cabelo é produzido pelo folículo piloso no couro cabeludo. Cortar as pontas não vai influenciar no crescimento dos fios. A origem do mito se deve ao fato de os fios serem um tecido sem vida, ou seja, não tem capacidade de se regenerar como a pele. Os danos sofridos pelos fios se acumulam com o tempo e são mais percebidos justamente nas pontas. Ao cortá-las, retira-se a parte mais danificada do cabelo e, por isso, pode-se ter a impressão de que ele “ficou mais forte”. Mas isso não ocorre de fato”.
2. O uso de pílula anticoncepcional diretamente no cabelo ajuda a fortalecer os fios? 
Mito. Não existe qualquer evidência de que a aplicação tópica da pílula anticoncepcional gere algum benefício aos fios. Isso não é recomendado.

3. Menopausa pode afetar o crescimento dos cabelos?
Verdade. Os fios de cabelo passam por um processo de envelhecimento, que é natural. Depois da menopausa, esse processo é mais acentuado. De maneira geral, os fios vão afinando com o tempo e as pacientes têm a impressão de que o volume dos cabelos é menor. Essa redução do volume normalmente não é acentuada. Mas, em algumas mulheres, pode ser intensa e requerer tratamento médico.

4. Caspa pode agravar queda de cabelos?
Parcialmente verdade. Quadros inflamatórios muito intensos no couro cabeludo, incluindo casos graves de dermatite seborreica (caspa), certamente podem levar à queda dos fios. Em casos leves, a queda de cabelos não costuma ser uma queixa dos pacientes. Mas, considerando que qualquer inflamação tem o potencial de alterar o ciclo dos cabelos e causar algum grau de queda, é interessante que mesmo os casos mais brandos sejam tratados.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade