Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas Mercado S/A

Com chegada do 5G, robôs dominarão da manufatura ao agronegócio

No setor automotivo, as fábricas serão operadas sem a necessidade de intervenção humana. Na agricultura, o 5G fará com que mais robôs trabalhem no campo


09/11/2021 04:00 - atualizado 09/11/2021 07:28

Produção de veículos
Na produção de veículos, os robôs vão estar mais presentes na linha de montagem com a nova tecnologia de comunicação (foto: Sidnei Lopes/Divulgação - 28/2/18)

Nos últimos dias, muitos especialistas têm discutido o impacto da chegada do 5G para melhorar a rotina das pessoas – os smartphones, por exemplo, poderão ficar 100 vezes mais rápidos. Isso é notável, mas talvez as mais extraordinárias transformações sejam protagonizadas pelo setor produtivo.

Na mineração, veículos robôs e autônomos poderão substituir os homens nas descidas às minas, o que não apenas fará disparar a produtividade como, acima de tudo, tornará as operações mais seguras.

Na indústria de manufatura, as linhas de montagem deverão adotar a realidade aumentada, tecnologia capaz de simular, com a máxima precisão, todo tipo de ambiente. No setor automotivo, as fábricas serão operadas sem a necessidade de intervenção humana.

Na agricultura, o 5G fará com que mais robôs trabalhem no campo, modernizando lavouras inclusive em áreas remotas. Sob diversos aspectos, a nova tecnologia representa uma grande revolução. Isso é ótimo para o Brasil.


''É importante salientar que a questão do desmatamento realmente nos aflige e o governo tem consciência disso. É um problema de imagem que a gente tem que resolver''

Fernando Camargo, secretário de Inovação e Desenvolvimento Sustentável do Ministério da Agricultura


Celulares compatíveis com 5G são inacessíveis para a maior parte dos brasileiros

O 5G trará grandes transformações, mas por um bom tempo ele ficará restrito a uma pequena parcela dos brasileiros. Os smartphones compatíveis com a tecnologia custam entre R$ 6 mil e R$ 10 mil, o que já exclui a maior parte da população. Segundo especialistas, a expectativa é que os preços caiam à medida que o 5G ganhar penetração no país. É sempre assim. Na área de eletrônicos, as primeiras Smart TVs não saíam por menos de R$ 20 mil. Agora, há bons modelos que custam um quarto disso.

Suzano pretende investir R$ 19,3 bilhões em nova fábrica

A Suzano, maior produtora de celulose do Brasil, vai investir R$ 19,3 bilhões em uma fábrica em Ribas do Rio Pardo, no Mato Grosso do Sul. A unidade deverá produzir 2,5 milhões de toneladas anuais e contará com um benefício incontestável: o menor custo/produção do mundo – inferior a R$ 400 por tonelada, ou 20% abaixo da média do mercado. A meta é que ela comece a operar a plena capacidade a partir de 2024. Segundo a empresa, isso se deve ao investimento em novas tecnologias.

Menos burocracia beneficia importadoras e exportadoras

O ministro da Economia, Paulo Guedes, trouxe alguns dados interessantes em evento promovido pela Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal). Segundo ele, o Brasil reduziu o tempo médio de desembaraço das exportações de 17 para 9 dias, e das importações de 13 para menos de 5 dias. Com menos burocracia, as empresas deverão economizar algo em torno de US$ 30 bilhões por ano. Guedes citou a criação do portal único do comércio exterior como determinante para o resultado.

62,3 meses

É o tempo médio para se conseguir o registro de uma patente no Brasil. Em nenhum outro país a espera é tão longa

Rapidinhas

A Energisa vai apresentar dois projetos na COP-26, a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas: a chegada de energia por fonte solar a comunidades ribeirinhas no Pantanal e na Vila Restauração, em plena floresta amazônica. As iniciativas serão apresentadas em painel da Confederação Nacional da Indústria (CNI)

Quer viajar para os Estados Unidos? Se você precisa de visto, é melhor planejar outro roteiro. Nos consulados americanos, é impossível agendar entrevistas para a concessão do documento até dezembro de 2022. Há exceções. Estudantes, participantes de intercâmbios e pessoas que estão viajando por razões humanitárias têm prioridade.

O Brasil alcançou em setembro o maior número de passageiros de voos internacionais desde o início da pandemia. Segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), viajaram no período 411.277 pessoas, o que representa um avanço de 184,3% em relação a setembro de 2020, quando vigoravam as restrições de circulação.

A Caixa Econômica Federal vai lançar uma linha de crédito para financiar a construção de sistemas de geração de energia fotovoltaica em residências. As taxas são a partir de 0,99% ao mês, com financiamento de até 100% do projeto, limitado obviamente à capacidade financeira do cliente. O prazo será de até 60 meses. 
 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade