Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas MERCADO S/A

Inflação dos combustíveis assusta caminhoneiros e motoristas de aplicativos

Preço da gasolina, em 2021, aumentou 30,5% nos postos, enquanto o diesel encareceu 24,2%. O etanol foi mais longe, com alta de 56,5%


30/08/2021 04:00 - atualizado 30/08/2021 07:36

Com disparada de preços dos combustíveis, recomendação de entidade de motoristas de apps é para cancelarem as corridas curtas(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press - 22/8/18)
Com disparada de preços dos combustíveis, recomendação de entidade de motoristas de apps é para cancelarem as corridas curtas (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press - 22/8/18)

A alta dos combustíveis eleva a temperatura entre as associações de caminhoneiros. Na categoria, já há quem defenda greve geral contra o aumento do diesel. Essa turma usa como argumento a greve de maio de 2018, que parou o país. Na ocasião, o litro do diesel comum era vendido por R$ 3,60. Corrigido pela inflação, o valor atual seria R$ 4,11. Segundo os caminhoneiros, o problema é que, na média nacional, o litro está custando nas bombas R$ 4,61. Portanto, a conta não fecha.

 

Os motoristas de aplicativos também afirmam que a disparada do preço dos combustíveis virou um problema quase instransponível. Eduardo Lima, pre- sidente da Amasp, associação de condutores, informa que a recomendação da entidade é para os motoristas cancelarem as corridas curtas, porque deixaram de ser lucrativas. Em 2021, ninguém segura a inflação: o preço da gasolina aumentou 30,5% nos postos, enquanto o diesel subiu 24,2%. O etanol foi mais longe, com alta de 56,5%.

Um ano atípico para o mercado de carros

O mercado de carros usados passa por um movimento inédito. Devido à escassez da oferta, há veículos 2019 sendo vendidos atualmente pelo mesmo valor nominal pelo qual foram comprados dois anos atrás. No primeiro semestre, 7,3 milhões de veículos usados trocaram de dono, o que representa um avanço de 63% em relação ao mesmo período do ano passado. Os últimos meses têm sido atípicos para o setor. Com a falta de componentes para a produção, há poucos carros zero à venda nas concessionárias.

Brasil perde participação no PIB mundial

O Brasil empobreceu na última década, e o processo vem ganhando intensidade nos últimos anos. Segundo dados do Fundo Monetário Internacional (FMI), em 2011, o PIB brasileiro representava 3,5% da riqueza mundial. Desde então, a participação não parou de cair. Em 2021, o índice deverá encerrar o ano em torno de 1,5%. O PIB brasileiro, portanto, não acompanhou a evolução notada em outros países. Isso não tem nada a ver com a pandemia – como se sabe, ela afetou o mundo inteiro.

(foto: Stephane de Sakutin / AFP %u2013 9/8/21)
(foto: Stephane de Sakutin / AFP %u2013 9/8/21)

Aéreas estrangeiras retomam voos para mercado brasileiro


O avanço da campanha de vacinação e a redução da média de contágios têm levado as companhias aéreas estrangeiras a retomarem os voos para o Brasil. Nesta semana, a francesa Air France (foto) anuncia a retomada das operações em seu hub em Fortaleza (CE) a partir de 22 de outubro. No mesmo mês, a italiana Alitalia voltará a voar entre São Paulo e Roma, enquanto a britânica British Airways reativará a ligação entre Rio de Janeiro e Londres. Novos anúncios deverão ser feitos nos próximos dias.

 

A pandemia nos fez acelerar ainda mais o processo de aceleração digital”

Roberto Fulcherberguer, presidente da Via, dona das bandeiras Casas Bahia, Ponto e Extra. No primeiro semestre de 2019, as vendas on-line respondiam por 18% dos negócios totais da empresa. Agora, o índice é de 60%
 
33 milhões de brasileiros
 
consomem conteúdo de TV a partir de dispositivos que liberam o sinal dos canais pagos, o chamado “gatonet”. O dado é da Associação Brasileira de Televisão por Assinatura (ABTA)

RAPIDINHAS


A seguradora americana MetLife lança nesta quarta-feira a sua primeira campanha de marketing voltada para pequenos e médios negócios de Minas Gerais. No primeiro semestre, as vendas na região cresceram 320% em relação ao mesmo período do ano passado. A empresa é a maior seguradora de vida na América Latina, com 5,5 milhões de clientes.

A crise econômica e o desejo de empreender fizeram subir o número de cervejarias registradas no Ministério da Agricultura. Em 2020, o país chegou a recordistas 1.383 empresas ativas, aumento de 14,4% em relação a 2019. Poucos setores cresceram tanto. Há 5 anos, havia apenas 700 cervejarias no mercado brasileiro.

A corretora Avenue Securities, sediada em Miami e voltada a brasileiros que investem no exterior, atingiu a marca de 300 mil clientes ativos. Um ano atrás, eram 100 mil. Com a alta do dólar, especialistas recomendam manter parte da carteira de investimentos no mercado internacional. É por isso que a Avenue cresceu tanto.

O mercado brasileiro de drones deverá movimentar, incluindo a venda e o aluguel das aeronaves, US$ 373 milhões em 2021, segundo dados apurados pela consultoria alemã Droneii. Com isso, o Brasil já é o principal mercado da América Latina e um dos maiores do mundo. É o agronegócio que impulsiona o setor.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade