Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas MERCADO S/A

Incentivo ao transporte marítimo pode provocar greve dos caminhoneiros

A chamada Lei BR do Mar incentiva o transporte marítimo por cabotagem entre portos nacionais


11/01/2021 04:00 - atualizado 11/01/2021 07:03

(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)
(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)

O Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas (CNTRC) resolveu dar um basta ao que considera descaso do presidente Jair Bolsonaro com os pleitos do setor.

Caminhoneiros
estão sendo convocados para uma paralisação geral em 1º de fevereiro – o que traz de volta o fantasma da greve que parou o país em 2018.

A entidade é contrária ao Projeto de Lei 4199-2020, de autoria do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas. Em tramitação no Senado, a chamada Lei BR do Mar incentiva o transporte marítimo por cabotagem entre portos nacionais – o que, segundo o CNTRC, deixaria o transporte de cargas via modal rodoviário a ver navios.

Entre outros danos, a paralisação de 10 dias dos caminhoneiros em 2018 interrompeu o fornecimento de combustíveis e a distribuição de alimentos e insumos médicos, gerando prejuízos de R$ 15 bilhões em diversos setores econômicos e levando o Brasil à beira do colapso.

(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)

A retomada dos cruzeiros


O mercado de cruzeiros recuperará totalmente a demanda apenas em 2023, segundo projeções da Cruise Lines International Association (Clia). As viagens foram interrompidas no auge da crise do coronavírus, mas começaram a ser retomadas. Poucos ramos são tão resistentes. Dados compilados por Guilherme Giserman, estrategista internacional da XP, mostram que, desde 1990, o setor cresce em média 7% ao ano. Além disso, 82% dos turistas de navios dizem que gostariam de repetir a experiência.

Mercado financeiro reclama do Twitter


A Fintwit, como é chamada a comunidade do mercado financeiro no Twitter, ficou agitada nos últimos dias. A maioria de seus integrantes reclamou do fato de a rede social ter banido o presidente americano Donald Trump. “Por favor, não defendam a censura”, postou Heloísa Cruz, gestora do clube de investimentos Stoxos. O irônico é que, numa postagem antiga, Heloísa defendeu um golpe militar: “A democracia brasileira não está funcionando. Preferia que o Exército assumisse”, escreveu.

Grupo Petrópolis amplia socorro a bares e restaurantes

O Grupo Petrópolis, dono das marcas de cerveja Crystal, Itaipava e Petra, iniciou a nova fase do programa de socorro a bares e restaurantes. Os estabelecimentos selecionados contarão com reforma de fachadas e ajustes de estruturas internas para receber o público durante a pandemia. Desde o lançamento do projeto, em setembro do ano passado, a empresa desembolsou R$ 40 milhões para ajudar 40 mil bares e restaurantes de diversas regiões do Brasil a atravessar a crise.

RAPIDINHAS


O empresário Jorge Paulo Lemann, o homem mais ricos do Brasil, é um dos compradores do megaiate Seaxplorer 62 Anawa, um gigante com 203 pés e capacidade para acomodar até 12 pessoas, além da tripulação. Lemann lidera um consórcio formado por um grupo de bilionários que desembolsou US$ 100 milhões para desfrutar do mimo.

É curioso como alguns setores no Brasil são fragmentados. É o caso da logística. As 10 maiores empresas do país detêm apenas 1,9% de participação do mercado. A JSL, líder nacional, domina somente 0,7% dos negócios. Números como esse explicam por que especialistas projetam um forte movimento de fusões e aquisições nos próximos anos.

A Smart Fit, uma das maiores redes de academias da América Latina, ainda não reabriu todas as unidades fechadas por causa da pandemia. A empresa encerrou dezembro com 764 unidades em operação (incluindo todos os países), mas outras 147 permaneciam sem funcionar. No Brasil, todas as academias do grupo já operam normalmente.

A casa Julien’s promoverá um insólito leilão no próximo dia 13 de fevereiro: relíquias da KGB, o serviço secreto da União Soviética. Entre o que deve ser vendido há câmeras operativas clandestinas, máquinas de códigos, gravadores de voz e até um batom que atira balas. No total, 400 lotes serão leiloados.

566
aeronaves foram entregues pela Airbus em 2020, uma queda de quase 40% em relação a 2019. A pandemia massacrou o setor aéreo

(foto: Christof Stache/AFP)
(foto: Christof Stache/AFP)


“Os riscos de permitir que o presidente Trump continue a usar nossos serviços são simplesmente grandes demais”
Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, explicando por que a rede social bloqueou o líder americano


*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade