Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas MERCADO S/A

Apetite do pequeno investidor na Bolsa surpreende e dobra no ano

Em outubro, a B3 contabilizou 3,1 milhões de CPFs inscritos, 3% acima do mês anterior e quase o duas vezes o número obtido no início no ano


06/11/2020 04:00 - atualizado 06/11/2020 07:56

(foto: Wikimedia Commons)
(foto: Wikimedia Commons)

O apetite dos investidores brasileiros pela bolsa continua em alta. Em outubro, a B3 contabilizou 3,1 milhões de CPFs inscritos, 3% acima do mês anterior e quase o dobro do número obtido no início no ano, quando 1,6 milhão de pessoas compraram ou venderam ações. Os valores desembolsados também são crescentes: eles passaram de R$ 344 bilhões no fim de 2019 para R$ 380,9 bilhões agora.

A perspectiva de juros baixos por um período prolongado reduz os ganhos da renda fixa e aumenta o interesse dos investidores em comprar ações. O fenômeno da bolsa, portanto, deverá persistir. Apesar do interesse maior dos brasileiros, o mercado acionário é um universo relativamente pequeno no país.

Para efeito de comparação, 60 milhões de americanos compram regularmente ações. Até onde a B3 pode chegar? Segundo especialistas, há potencial para a bolsa atrair ao menos 10 milhões de CPFs. No atual ritmo, o contingente será alcançado em pouco tempo.



Amazônia será um tema sensível


(foto: Florence GOISNARD/AFP %u2013 15/1/20)
(foto: Florence GOISNARD/AFP %u2013 15/1/20)


Um grupo de WhatsApp formado por aproximadamente 200 empresários e executivos de diversos setores teve como tema dominante nos últimos dias a eleição nos Estados Unidos. Como era de se esperar, a grande preocupação diz respeito à postura do presidente Jair Bolsonaro com relação a um eventual governo Biden. “A questão mais sensível envolve a Amazônia e será preciso muita habilidade para que as relações comerciais entre os países não seja afetada”, disse um executivo do agronegócio.
 
 
(foto: JOSÉ PATRÍCIO/ESTADÃO CONTEÚDO/AE )
(foto: JOSÉ PATRÍCIO/ESTADÃO CONTEÚDO/AE )
 

"A bolsa brasileira está barata e oferece inúmeras oportunidades"

Txs, sócio da Verde Asset e um dos gestores de maior sucesso da história do Brasil


 
 
 

Os setores beneficiados pela eleição de Biden


Se for confirmada a vitória do democrata Joe Biden à presidência dos Estados Unidos, alguns setores deverão oferecer boas oportunidades de negócios. Biden afirmou inúmeras vezes que pretende incentivar investimentos em energia renovável. Não à toa, as ações da Sunrun, maior empresa americana de energia solar, dispararam 300% em 2020. Analistas consideram também que fabricantes de veículos elétricos tendem a se dar bem, já que Biden é um entusiasta do setor. Bom para a Tesla, de Elon Musk.
 
 

Farmácias faturam com ou sem crise


A rede D1000, dona das farmácias Drogasmil, Farmalife, Drogaria Tamoio e Drogaria Rosário, prepara um agressivo plano de expansão. A ideia é abrir 30 lojas em 2021, no embalo da recuperação econômica prevista para o ano que vem. A empresa, que é um braço da distribuidora de produtos farmacêuticos Profarma, abriu o capital em agosto. O setor está em expansão. No primeiro semestre, o faturamento das farmácias brasileiras cresceu 7,74% em relação ao mesmo período do ano passado.
 
 
 
443 mil

contratações foram feitas pelas micro e pequenas empresas no terceiro trimestre, segundo 
levantamento do Sebrae. No mesmo período, as grandes companhias criaram 245 mil vagas


Rapidinhas

» A pandemia obrigou empresas de diversos setores a buscar novas formas de atuação. O Grupo MM, do ramo de eventos corporativos, montou uma equipe especializada em lives. “A tecnologia vai continuar fazendo parte do negócio e, mesmo que surja uma vacina, os eventos devem se tornar híbridos”, diz Meire Medeiros, presidente da companhia.


» O novo formato não substitui o tradicional, mas conseguiu frear a queda do faturamento da empresa, que manteve 60% das receitas e contabiliza 300 eventos contratados desde março. Alguns deles contaram com 6 mil pessoas conectadas simultaneamente. Em 2019, o Grupo MM realizou 2.700 encontros, entre workshops e seminários.


» O nível de endividamento das famílias brasileiras continua alto, mas ele ao menos parou de subir. Em outubro, o indicador ficou em 66,5%, abaixo dos 67,2% observados em setembro. Um ano atrás, o percentual era de 64,6%. Os dados são da Confederação Nacional do Comércio de Bens, 
Serviços e Turismo.
 
(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press %u2013 8/10/20)
(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press %u2013 8/10/20)
 
» O Onix recuperou em outubro o posto de carro mais vendido do Brasil. Depois de liderar com folga o mercado brasileiro durante um bom tempo, o hatch da Chevrolet retomou o posto, perdido em setembro para o Fiat Strada. Considerando todo o mercado de veículos leves, as vendas subiram 3,3% em outubro, na comparação com o mês anterior.


*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade