Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

''Se houver tabelamento de preços, acaba o governo'' dizem empresários

Em nenhum lugar do mundo, em qualquer período histórico, a ideia de um Estado controlar com mão pesada a dinâmica do mercado funcionou


11/09/2020 04:00 - atualizado 11/09/2020 09:38

O preço do arroz disparou nos supermercados e logo surgiram rumores de medidas usadas no passado, o que assusta (foto: Leandro Couri/EM/D.A Presss)
O preço do arroz disparou nos supermercados e logo surgiram rumores de medidas usadas no passado, o que assusta (foto: Leandro Couri/EM/D.A Presss)
Um grupo de WhatsApp formado por executivos de diversos setores passou os últimos dias debatendo o risco de tabelamento de preços. Como não poderia deixar de ser, a ideia causa repulsa no setor empresarial. “Se Bolsonaro fizer isso, abandono o barco”, disse o diretor de uma empresa de shoppings. Um grande atacadista foi além. “Se ele fizer isso, acaba o governo.” Por ora, o disparate não parece estar no horizonte do presidente ou da equipe de Paulo Guedes. Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, Adolfo Sachsida, secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, afirmou que a possibilidade não existe e que este governo "não cometerá erros antigos." Ainda bem. Em nenhum lugar do mundo, em qualquer período histórico, a ideia de um Estado controlar com mão pesada a dinâmica do mercado funcionou. Em se tratando de Brasil, porém, nunca se sabe quando conceitos empoeirados voltarão a assombrar o país.

A febre dos games infantis

Não foram apenas os jogos para adolescentes que fizeram sucesso no período de isolamento social. Os games para crianças também se tornaram uma febre durante a pandemia. O caso mais marcante é o jogo Play Kids XD, para jovens de 6 a 10 anos. Segundo a PlayKids, empresa que criou o game, ele alcançou a marca de 9 milhões de usuários no Brasil. É interessante a estratégia do jogo: trata-se de uma espécie de rede social virtual, em que as crianças podem interagir com um avatar digital.

"É um absurdo, em plena crise, o CNJ aprovar um novo benefício para os magistrados, que já são bem remunerados. Mais uma vez, quem pagará a conta será a sociedade"
Salim Mattar, empresário e ex-secretário de Desestatização

Mundo menos populoso provocará estragos econômicos

As taxas de fertilidade estão despencando e apontam para um queda vertiginosa da população mundial até o fim do século. Na década de 1950, a média de filhos por mulher era de 4,7. Em 2100, será 1,7, segundo estudo da Universidade de Washington. Se a taxa cair para abaixo de 2, a população decrescerá de forma abrupta. Na China, cairá de 1,3 bilhão para 800 milhões. O fenômeno traz consequências econômicas imprevisíveis, além de mudanças na estrutura das cidades e na configuração das famílias.

O naufrágio dos cruzeiros

A companhia italiana Costa Cruzeiros confirmou nesta semana o cancelamento de todos os cruzeiros para a próxima temporada na América do Sul. É a segunda empresa a suspender as operações após o início da pandemia – a primeira foi a espanhola Pullmantur, que entrou em recuperação judicial na Europa. Apenas em Santa Catarina, o cancelamento resultará em perdas de R$ 50 milhões para o turismo local. Em Santos, o terminal de passageiros deverá perder 60% do movimento.

5,2% foi quanto cresceram as vendas no varejo brasileiro em julho na comparação com o mês anterior, segundo sados do IBGE. É o maior avanço para o mês desde o início da série histórica, em 2000

RAPIDINHAS

Os financiamentos de carros (foto) estacionaram em agosto. No mês, foram liberados créditos para a compra de 97,2 mil veículos, uma queda irrisória de 0,10% sobre o volume de julho. A notícia preocupa: as vendas a prazo, que tinham sinalizado uma boa recuperação nos meses anteriores, são fundamentais para o desempenho da indústria.

O feriado da Independência pode ter sido um marco para a recuperação do setor aéreo. Entre 3 e 8 de setembro, a Gol transportou 224 mil passageiros, sete vezes mais do que na Páscoa e quase a metade dos números registrados um ano atrás, quando não havia pandemia. Em setembro, a empresavai operar 300 voos diários, 50% acima de agosto.

Outros indicadores reforçam que a turbulência pode ter ficado para trás. No feriado de 7 de Setembro, o aeroporto de Guarulhos viu o movimento de passageiros subir 18% na comparação com o final de semana anterior. De acordo com a concessionária GRU Airport, 190 mil viajantes estiveram nos seus terminais durante o feriadão.

O agronegócio brasileiro nunca decepciona. Projeções do IBGE mostram que a sabra de grãos deverá crescer 4,2% em 2020, para 251,7 milhões de toneladas. Se a estimativa se confirmar, será o melhor resultado da história. A produção de arroz, item que está no centro dos debates sobre a inflação, vai crescer 7,2%.
 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade