Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas MERCADO S/A

Oportunidades de negócios no Brasil a partir de 2020

''O aumento da conectividade das classes C, D e E estimulará o aparecimento de novas startups''


postado em 30/12/2019 04:00 / atualizado em 29/12/2019 19:25

O Brasil sofre com a falta de infraestrutura e precisa de investimentos significativos em todos os segmentos(foto: Mauro PIMENTEL/AFP)
O Brasil sofre com a falta de infraestrutura e precisa de investimentos significativos em todos os segmentos (foto: Mauro PIMENTEL/AFP)

A consultoria americana McKinsey produziu um extenso relatório sobre as oportunidades de negócios no Brasil a partir de 2020. Marcado pelo otimismo, o estudo indica que o país está prestes a ingressar em uma nova era de crescimento. Confira alguns destaques:

Mercado financeiro

As taxas de juros nas mínimas históricas favorecem o crescimento do crédito a empresas e consumidores. Nesse cenário, despontam oportunidades em áreas pouco exploradas, como financiamentos e serviços & agrave; população de baixa renda. Segundo o relatório, o futuro é bastante promissor para as fintechs. Destaque também para o setor de seguros, que deve ter aumento de dois dígitos em 2020.

Energias renováveis

O Brasil está na vanguarda mundial quando se fala em produção de energias renováveis. Segundo a Mckinsey, o país deverá receber, até 2029, US$ 120 bilhões em investimentos para a transmissão e distribuição de energias renováveis.

Infraestrutura

O Brasil sofre com a falta de infraestrutura e precisa de investimentos significativos em todos os segmentos: estradas, ferrovias, portos, aeroportos, transporte fluvial e saneamento básico. Um dado ilustra bem o potencial do mercado de infraestrutura: apenas 66% das casas brasileiras contam com saneamento básico. O governo federal projeta R$ 150 bilhões de investimentos no setor.

Produção de alimentos

Projeções mostram que a demanda por alimentos no mundo irá duplicar até 2050. Com o aumento da produtividade no campo, o Brasil pode se tornar, na próxima década, o maior exportador de aliment os do planeta.

Mercado imobiliário

Depois da crise dos últimos anos, o mercado imobiliário brasileiro voltou a crescer. A baixa na taxa de juros e a continuidade de investimento nos programas de moradia (como o Minha Casa Minha Vida) são fatores que devem e stimular um novo ciclo de crescimento.

Educação

O Ensino a Distância (EAD) está transformando a educação no Brasil. O relatório aponta grupos como Cogna, Yduqs e Estácio como os grandes beneficiados por essa modalidade de ensino, que deve atrair uma legi ão de estudantes no futuro próximo.

Startups

O aumento da conectividade das classes C, D e E estimulará o aparecimento de novas startups. Não à toa, o Brasil já é um dos celeiros globais de unicórnios, como são chamadas as empresas iniciantes ava liadas e m mais de US$ 1 bilhão.
 
US$ 97,4 bilhões
foi quanto o fundador da Amazon, Jeff Bezos, adicionou à sua fortuna pessoal na década, segundo ranking feito pela revista americana Forbes. Ninguém ganhou tanto dinheiro quanto ele nos últimos 10 anos

"Todas as indicações apontam para um ano de recuperação econômica em 2020. Os investimentos planejados devem começar a fluir e o emprego irá impulsionar o crescimento econômico"

Luiza Trajano, presidente do conselho de administração do Magazine Luiza


Rapidinhas

• Juros baixos e parcelamentos longos deram novo impulso ao setor de eletrodomésticos e eletrônicos. Segundo a consultoria GFK, as vendas de itens caros como geladeiras cresceram em torno de 10% no Natal de 2019 na comparação com um ano atrás. Isso é bom para as empresas e para a economia brasileira, que parece ter tirado o pé do freio.

• A Apple não quer deixar a inovação de lado. Um dos projetos desenvolvidos pela empresa é a transmissão de dados de internet por satélite diretamente para os smartphones. A iniciativa pode desencadear uma revolução nas telecomunicações, já que a ideia é que o usuário não dependa de uma operadora de telefonia ou de redes tradicionais.

• A empresa da maça é o grande destaque da lista anual de buscas divulgada pelo Google. Entre os dez produtos mais pesquisados em 2019 por brasileiros, sete são fabricados pela Apple. Já entre as lojas online, a companhia mais buscada no Google foi o Mercado Livre. O Chevrolet Onix lidera o ranking de buscas por automóveis.

• O Twitter também apresentou a sua retrospectiva anual. Segundo a rede social, o presidente americano Donald Trump foi o político mais comentado no mundo em 2019, logo à frente de seu antecessor Barack Obama. O presidente brasileiro Jair Bolsonaro aparece em quinto lugar no ranking global. 

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade