Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas MERCADO S/A

ANP autoriza empresas a produzirem, mesmo com denúncias de irregularidades

O órgão que regula o setor de óleo e gás no país acaba de autorizar a cervejaria Petrópolis a produzir etanol, combustível que responde pela maior parte dos bilhões de reais sonegados todos os anos no país


postado em 20/09/2019 04:00 / atualizado em 20/09/2019 09:11

Cervejaria Petrópolis, do Rio de Janeiro, está envolvida em sonegação(foto: Liana Sabo/CB/D.A.Press 23/11/15 )
Cervejaria Petrópolis, do Rio de Janeiro, está envolvida em sonegação (foto: Liana Sabo/CB/D.A.Press 23/11/15 )
O mercado tem se surpreendido com algumas deliberações da Agência Nacional de Petróleo (ANP). O órgão que regula o setor de óleo e gás no país acaba de autorizar a Cervejaria Petrópolis a produzir etanol, combustível que responde pela maior parte dos bilhões de reais sonegados todos os anos no país. A Petrópolis pertence a Walter Faria, que neste mês foi denunciado pelo Ministério Público Federal do Paraná (MPF/PR) por 12 crimes de lavagem de dinheiro. No mês passado, a ANP havia concedido autorização para a Empresa Multiterminais e Armazéns Gerais Ltda. operar um terminal terrestre em Osasco (SP). Em outubro de 2018, a Multiterminais teve sua inscrição estadual cassada pelo governo paulista por irregularidades diversas. Em agosto, a agência autorizou a Refinaria de Manguinhos a operar um duto de transferência de petróleo na Baía de Guanabara. Manguinhos é um poço de irregularidades e conhecida por dar calote em tributos.


(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press )
(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press )
Mourão defende teto de gastos
Em evento realizado ontem em São Paulo, o vice-presidente Hamilton Mourão fez uma defesa enfática do teto de gastos. Diante de uma plateia formada por empresários, Mourão afirmou que a regra é a melhor forma de combater o desequilíbrio fiscal. “O teto nada mais é do que uma âncora fiscal para segurar os gastos”, disse. O vice aproveitou a fala para cutucar os críticos. “Algumas pessoas acham que dá para furar o teto, mas a história mostra que esse é um caminho sem volta.”


(foto: By Pomberito86/commons.wikimedia.org )
(foto: By Pomberito86/commons.wikimedia.org )

O voo da Usina de Itaipu
A Usina Hidrelétrica de Itaipu vai investir R$ 55 milhões para ampliar a pista do aeroporto internacional de Foz do Iguaçu. O custo total da obra será de R$ 70 milhões. Segundo a empresa, a ampliação permitirá que o aeroporto se torne um hub na América do Sul, com conexão direta aos países do continente e da Europa. Com mais voos, Itaipu espera receber um fluxo de 2 milhões de turistas e, assim, aumentar suas fontes de receita.


RAPIDINHAS


»  A Qualicorp, administradora de planos de saúde coletivos e prestadora de serviços, antecipou em quatro meses a sua meta de vendas via ferramenta digital. O objetivo era comercializar, até dezembro, 80% das vidas por meio digital. No encerramento de agosto, porém, as vendas digitais responderam por 92% dos negócios.

»  Desde maio deste ano, a Qualicorp intensificou as campanhas para a plataforma on-line com o objetivo de melhorar a experiência do cliente na compra do plano de saúde, além de tornar o processo mais ágil e seguro. Segundo a empresa, o sistema digital de vendas acelera o processo de implantação dos planos e simplifica a elaboração das propostas comerciais.

»  Mesmo com a economia andando de lado, os ativos financeiros das famílias brasileiras aumentaram 10,6% em 2018. É o que revela a décima edição do “Relatório de Riqueza Global do Grupo Allianz”. O desempenho, porém, foi um dos mais fracos desde a crise financeira global de 2008.

»  A mineira Prodap, produtora de insumos de nutrição animal, irá diversificar os negócios. O plano é se tornar referência na produção de programas de gestão digital de fazendas, integrando as operações no campo, como genética e sanidade, às finanças da propriedade. Até 2025, a empresa vai investir R$ 25 milhões em suas estratégias digitais.


US$ 3 bilhões é quanto a petroleira Shell vai investir todo ano, a partir de 2020, em energias renováveis. O Brasil está entre as prioridades da empresa
 
Carros elétricos da JAC não vêm com carregadores
Não vai ser fácil explicar para os clientes. A chinesa JAC Motors, que lançou numa única tacada cinco carros elétricos no Brasil, tomou uma decisão inusitada: os carregadores dos automóveis são opcionais. Ou seja, o modelo mais barato, que custa R$ 120 mil, não poderá ser recarregado se o cliente não pagar mais R$ 8,5 mil pelo equipamento. Quem não quiser comprar, poderá alugar o aparelho por R$ 350 mensais. É o mesmo que comprar um celular novo sem carregador.


"Amigo petista: se você foi um dos felizardos a ganhar o bolão da Mega-Sena, eu conheço uma corretora ótima para fazer seu dinheiro render mais”, André Perfeito, economista-chefe da corretora Necton

 
(foto: Arquivo pessoal)
(foto: Arquivo pessoal)
 



Publicidade