Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

XP lança ''Facebook dos investidores''

A ideia é conectar quem tem interesse em discutir temas ligados ao mercado financeiro


postado em 07/06/2019 06:00 / atualizado em 07/06/2019 11:09

(foto: Eric Thaye/Reuters)
(foto: Eric Thaye/Reuters)

A educação financeira é uma das novas fronteiras de negócios do país. Ontem, a XP Investimentos, corretora que tem o Itaú entre os sócios, lançou a rede social Leadr, uma espécie de Facebook voltado para investidores. A página não é exclusiva para clientes da XP, podendo ser acessada por qualquer pessoa. Segundo a empresa, a ideia é conectar quem tem interesse em discutir temas ligados ao mercado financeiro. Além de permitir o compartilhamento de links e fotos, como as demais redes, a Leadr tem um recurso chamado “moneytag”, que viabiliza o agrupamento de conteúdos sobre determinada ação ou empresa. A rede social também sugere perfis para o usuário seguir, com base em três categorias: “Leadrboard”, com os mais curtidos, “Destaques”, escolhidos pelos editores, e aqueles definidos a partir da preferência pessoal de cada um. O projeto é interessante. Com ele, pequenos investidores ganham um canal para trocar experiências.


Os rolos na Justiça do ex-contador da Dolly

A 3ª Vara do Trabalho de Diadema (SP) condenou o contador Rogério Raucci por litigância de má-fé em uma ação trabalhista que ele moveu contra a Dolly, que está em recuperação judicial. A decisão obriga Raucci a indenizar a empresa em cerca de R$ 200 mil. Ele é dono da Raucci & Domingues Assessoria Contábil, que fazia a contabilidade do grupo do empresário Laerte Codonho, dono da marca de refrigerantes. Raucci está enrolado com a Justiça. Ele também é acusado de ter alterado guias de impostos.

Viajar, sim, mas a trabalho

Um estudo da Associação Latino-Americana de Gestores de Eventos e Viagens Corporativas (Alagev), que será lançado em breve, constatou um crescimento de 3,7% nas viagens a trabalho no primeiro trimestre de 2019 em relação ao mesmo período de 2018. O faturamento foi de R$ 16,5 bilhões. Apesar de positivo, o resultado veio abaixo das expectativas. “Ainda há incerteza com os rumos do país, o que impacta na geração de negócios”, afirma Eduardo Murad, diretor-executivo da entidade.

 


Twitter contra as notícias falsas

A avalanche de notícias falsas que circula na internet está obrigando as redes sociais a agir. Depois do Facebook, agora foi a vez de o Twitter entrar em ação. A empresa comprou a startup inglesa Fabula, especializada em inteligência artificial. Segundo o Twitter, os robôs da Fabula são capazes de analisar um conjunto de dados complexos, identificando o que pode ser enquadrado como mentira e manipulação de informações. O temor do Twittter é que as fake news influenciem resultados de eleições.


Rapidinhas

As dificuldades da economia e a alta do dólar atingiram em cheio o mercado de luxo no Brasil. Nos últimos três anos, 25% das marcas internacionais deixaram o país, segundo a consultoria Euromonitor. Entre elas, grifes consagradas como Versace, Lush, Vans e Timberland. Por outro lado, a crise está impulsionando uma nova frente de negócios: os brechós de luxo.

A nova onda são os brechós on-line. Um caso interessante é o CanseiVendi, brechó de luxo da atriz Luana Piovani (foto). Há alguns dias, o negócio recebeu um aporte de R$ 3 milhões de um fundo investimentos. Com 4 mil produtos seminovos de 120 marcas diferentes, a plataforma projeta um crescimento de 250% nas vendas em 2019.

A fabricante de implementes rodoviários Randon vai ampliar sua operação internacional com uma nova subsidiária no México. A empresa atuará na fabricação, montagem e venda de suspensões, eixos e componentes destinados à indústria de carros, ônibus, caminhões, trens e reboques. Atualmente, a empresa está presente em 70 países.

A respeito da nota “Abilio perto de sair da BRF”, publicada neste espaço, a Coluna recebeu o seguinte informe: “A assessoria da Península esclarece que Abilio Diniz não se posicionou sobre a possível fusão BRF-Marfrig e que confia na condução de Pedro Parente e do management da BRF no processo”.

29,9% foi quanto cresceu a produção de veículos no Brasil em maio em relação ao mesmo mês do ano passado, segundo dados da Anfavea, a associação dos fabricantes. O setor está otimista. Para 2019, a previsão é que sejam produzidos 3,14 milhões de veículos no país, alta de 9% ante 2018.

“O nosso ativo mais importante é confiança”, Fabio Coelho, presidente do Google Brasil


Publicidade