SIGA O EM

Dono de JBS diz que pagou R$ 6 milhões a ministro de Temer

O atual responsável pela pasta Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, ainda teria recebido a última parcela pessoalmente

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1123589, 'arquivo_grande': None, 'credito': 'Ag\xeancia Brasil/', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2017/05/19/870352/20170519160604402198a.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}]

postado em 19/05/2017 16:01

Estado de Minas

Agência Brasil/

O dono da JBS, Joesley Batista, afirmou em sua delação que repassou ao ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, R$ 6 milhões. O valor teria sido dividido em 12 parcelas, sendo que a última foi repassada pessoalmente a Pereira no dia 24 de março. A última parcela de R$ 700 mil foi paga no dia 24 de março de 2017, na casa do depoente, diretamente a Marcos Pereira”, contou.

De acordo com o que contou aos procuradores na delação, Marcos Pereira teria enviado um emissor para negociar o valor. O fato ocorreu na época em que a empresa negociava empréstimos com Caixa Econômica Federal de R$ 2,7 bilhões.

Joesley então teria sido procurado pelo vice-presidente corporativo da Caixa, Antônio Carlos Ferreira – indicado ao cargo pelo PRB. Na conversa, o representante do banco afirmou que pedia os recursos em nome de quem havia lhe indicado. O PRB tem como presidente licenciado o ministro.

Marcos Pereira só fez contato com Joesley no início de 2016 e confirmou a exigência do valor e a possibilidade de dividir em parcelas.

Além do valor pago pessoalmente, o executivo contou ainda que foram quitados R$ 4,2 milhões e restaram R$ 1,8 milhão.
Tags: ministro jbs
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600