SIGA O EM

BHTrans lança licitação para contratar 214 vigias para estações do Move

Número é maior que o de 192 vigilantes incluídos no contrato atual, com vencimento em 30 de abril

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1109738, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Alexandre Guzanshe/EM/DA Press', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2017/03/14/854113/20170314120615738468u.jpg', 'alinhamento': 'left', 'descricao': ''}]

postado em 14/03/2017 12:05 / atualizado em 14/03/2017 15:39

Cristiane Silva

Alexandre Guzanshe/EM/DA Press
A BHTrans abriu licitação para a contratação de mais de 200 vigilantes que vão fazer a segurança das estações de transferência do Move na capital. O atual contrato tem término previsto para 30 de abril. A concorrência foi publicada nesta terça-feira no Diário Oficial do Município (DOM).

Segundo a publicação, os profissionais vão atuar na vigilância desarmada e segurança patrimonial em 48 postos, em tempo integral, sete dias por semana. A licitação será realizada na modalidade pregão presencial, com julgamento pelo menor preço global.

Por meio de nota, a BHTrans informou que o número de vigilantes vai aumentar de 192 para 214. “A ampliação tem o objetivo da inclusão de 22 almocistas horistas, viabilizando assim a execução do serviço durante o intervalo de almoço”, diz a nota.

O contrato anterior começou em junho de 2015. A previsão é de que o processo licitatório seja concluído e os novos vigilantes comecem a atuar assim que a vigência do contrato contrato anterior termine.

O edital completo está disponível no site da BHTrans. O credenciamento e entrega dos envelopes está marcado para 28 de março, na sede da empresa, na Avenida Engenheiro Carlos Goulart, 900, Bairro Buritis.

 

RB

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
reinaldo
reinaldo - 14de Março às 13:44
Tomara que com a mudança as estações das Avenidas Antônio Carlos e Cristiano Machado passem a funcionar durante a madrugada. É um absurdo ver vigias tomando conta de uma estação vazia e os usuários esperando os ônibus no relento. Se o dinheiro é do contribuinte, a segurança para ele deveria vir em primeiro lugar.