SIGA O EM

Bombeiros asseguram que buscas por desaparecidos em Bento Rodrigues vão continuar

Efetivo que trabalha na cidade vai receber reforço, garante comandante aos parentes das vítimas ainda não localizadas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/11/2015 14:04 / atualizado em 20/11/2015 14:18

Pedro Ferreira - Enviado Especial , Rafael Passos

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros de Minas, coronel Luiz Henrique Gualberto, tranquilizou nesta sexta-feira os parentes de desaparecidos em Mariana, na Região Central de Minas, e garantiu que as buscas vão continuar por tempo indeterminado. Segundo ele, 42 militares estão envolvidos nos trabalhos e, a partir de amanhã, o efetivo terá o reforço de bombeiros de outras cidades de Minas.

Segundo o oficial, nos primeiros dias de resgate o número de bombeiros empenhados chegou a 115, mas os alunos da academia foram liberados. Atualmente, as equipes especializadas em busca e salvamento estão participando dos trabalhos. Um sobrevoo de helicóptero foi cancelado por causa do mau tempo.

A partir deste sábado, representantes das famílias dos desaparecidos poderão participar das reuniões diárias dos bombeiros com a Samarco. Os parentes das vítimas serão levados para o posto de comando dos bombeiros montado na sede da empresa.

Lá eles terão acesso a fotografias de veículos e máquinas encontradas nas buscas. Para as famílias, o ponto onde eles foram localizados pode direcionar os bombeiros na procura dos corpos.

Parentes dos desaparecidos decidiram que somente vão deixar Mariana depois da localização de todas as vítimas. Mesmo quem tiver o parente encontrado permanecerá na cidade em solidariedade aos demais.

Já a mineradora informou que vai continuar oferecendo recurso para os militares e Defesa Civil trabalharem. Gualberto revelou que vai pesquisar novas tecnologias para auxiliar nas buscas, como a utilização de uma sonda de localização de resíduos sólidos.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600