SIGA O EM

Moradores vão escolher onde será construído novo Bento Rodrigues

Comissão que discute situação das famílias se reuniu com o prefeito de Mariana nesta segunda pela primeira vez. Hoje as crianças voltam às aulas e ministro Patrus Ananias visita a cidade

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 16/11/2015 09:46 / atualizado em 16/11/2015 08:54

João Henrique do Vale

Os moradores de Bento Rodrigues, o mais atingido pelo rompimento das barragens de rejeitos que romperam em Mariana, na Região Central de Minas Gerais, vão procurar, junto com a prefeitura, um lugar para construir um novo distrito. Nesta segunda-feira, a comissão formada no sábado para discutir a situação das famílias teve o primeiro encontro com o prefeito Duarte Junior.

Segundo o administrador municipal, a reunião foi feita para formalizar a decisão de sábado, quando os moradores disseram que não querem retornar para Bento Rodrigues, mas sim a construção de uma nova comunidade em um local diferente. "Não foi definido ainda o local. Essa comissão vai começar a fazer levantamentos e apresentar as sugestões  para uma assembleia de moradores, pois o grupo não tem direito de voto, tem direito a voz. Ela vai atuar em nome da comunidade, mas a decisão vai ser sempre da assembleia", comentou Junior.

Na tarde desta segunda- feira, as crianças de Bento Rodrigues vão voltar para a escola. Os 172 estudantes serão levados, por volta das 12h, para a Escola Municipal Dom Luciano, no Bairro Rosário. "As crianças vão estar em tempo integral com acompanhamento psicológico. Os professores vão estar com eles. Claro que tem muitos educadores que ainda estão sem condições de dar aulas, mas estarão próximos da criança para trazer um carinho e um afeto maior. Hoje voltam as aulas e nós vamos pelo menos minimizar essa tragédia para as crianças", afirmou o prefeito.

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, vai visitar os locais atingidos pela tragédia. Deputados da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) farão uma audiência pública em Mariana para conversar com as famílias.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
alvaro
alvaro - 16 de Novembro às 19:41
Tem que construir estas casas c urgência, pq este dinheiro se não for bem administrado, some, e o tempo apaga tudo
 
ednelson
ednelson - 16 de Novembro às 16:10
é vamos acabar com a mineradora e todos os trabalhadores voltam pra roça pra matar formiga saúva, as cidades voltam ao tempo do lampião, é muita ignorância, o que tem é de fazer uma mineração séria com a segurança e fiscalização correta, sem a corrupção que manda na atividade.
 
Roberto
Roberto - 16 de Novembro às 12:16
SIMPLES ASSIM, NO LUGAR DA MINERADORA, ASSIM NUNCA MAIS VAI TER PROBLEMAS...
 
Alexandre
Alexandre - 16 de Novembro às 11:13
E o novo Rio Doce, onde será construído? :(
 
JOSE
JOSE - 16 de Novembro às 10:35
Governador de Minas Gerais, não perca o bonde da história, liberte Minas Gerais da ganância dessas mineradores, "libertas Quae Sera Tamen". Onde está um decreto estadual com punição exemplar a estas empresas que tanta incompetência e irresponsabilidade mostraram neste desastre. Chega de bla..bla...bla. Nos Mineiros exigimos uma ação mais contundente. Que o MP exija a reconstrução de todos os distritos na forma e condições melhores da que se encontravam, não podemos perder nosso patrimônio histórico.
 
JOSE
JOSE - 16 de Novembro às 10:19
Que essa solução seja paliativa. Governador de Minas Gerais, onde está um decreto estadual com punição exemplar a estas empresas que tanta incompetência e irresponsabilidade mostraram neste desastre. Chega de bla..bla...bla. Nos Mineiros exigimos uma ação mais contundente. Que o MP exija a reconstrução de todos os distritos na forma e condições melhores da que se encontravam, não podemos perder nosso patrimônio histórico.