SIGA O EM

Enquanto Samarco não se pronuncia

Prefeito de Mariana vai distribuir dinheiro de doações: cada família receberá um salário mínimo

Decisão foi tomada após reunião com OAB, representantes da Arquidiocese e de sindicatos, tendo-se em vista a Samarco ainda não ter se posicionado sobre o levantamento da renda das famílias

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 13/11/2015 17:07 / atualizado em 13/11/2015 18:22

João Henrique - enviado especial /

O prefeito de Mariana, Duarte Júnior, afirmou no fim da tarde desta sexta-feira que se a Samarco não se posicionar até o fim do dia sobre o pagamento de uma renda mensal para as vítimas da tragédia, vai usar os R$ 400 mil recebidos de doações para repor recursos às famílias desalojadas. Cada grupo familiar terá direito a um salario mínimo. O Ministério Público deu prazo até esta sexta-feira para que a Samarco fizesse um levantamento sobre a renda mensal de cada família e calculasse um valor a ser pago já a partir de dezembro.

A decisão foi tomada em reunião com uma comissão formada por representantes da Ordem de Advogados do Brasil (OAB), membros da igreja, do sindicato dos trabalhadores e prefeitura, na tarde desta sexta-feira. "Se a Samarco não se posicionar, a comissão concordou em usar o recurso. Então, na segunda-feira, como já tem um grande número de pessoas e muitos já têm documentos, vamos fazer um registro que a pessoa vai no banco sacar. Vai ser um salário mínimo por família", afirmou o prefeito.

Segundo ele, o valor vai dar para as famílias se sustentarem por um mês. "Vai ajudar, porque a gente entende que essa necessidade básica é para já", completou.

No final da tarde, moradores de Paracatu se reuniram com Duarte e mostraram o desejo da comunidade ser reconstruída. "Eles querem que as casas que ficavam em pontos mais baixos sejam construídas em uma parte mais alta que existe lá. Vamos fazer uma comissão com moradores da comunidade e eu vou intermediar uma reunião deles com a Samarco", contou o prefeito.

Nesse sábado, a reunião para discutir o futuro das comunidades atingidas pela lama de rejeitos será com moradores de Bento Rodrigues, às 9h.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600