Padrasto confessa abuso sexual contra enteada de 11 anos

O homem também é suspeito de violentar a filha de 4 anos e uma sobrinha de 14 em Santa Luzia

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 24/05/2012 11:44 / atualizado em 24/05/2012 18:17

Luana Cruz / , Andréa Silva / Aqui

Euler Junier/EM DA Press
A Polícia Civil apresentou nesta quinta-feira, em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, o fundidor de cerâmica Vanildo Gonçalves Pereira , 47 anos, suspeito de abusar sexualmente da enteada de 11 anos. Segundo a delegada Larissa Mayerhofer, o homem também é suspeito de violentar a filha de 4 anos e uma sobrinha de 14, porém assume apenas o crime contra a enteada.

A investigação contra o fundidor começou em abril deste ano quando a esposa dele procurou a delegacia desconfiada de que o homem estaria abusando da menina de 4 anos. A polícia constatou que além da filha, Vanildo também molestava a enteada - desde os três anos - e a sobrinha – desde seis anos.

Conforme a delegacia, ele aproveitava as oportunidades em que estava sozinho em casa com as vítimas e praticava os abusos. Ele beijava, acariciava as partes íntimas das crianças e se masturbava na frente delas. Segundo a delegada, não foi confirmado estupro nas meninas.

Segundo a polícia, Vanildo não tem antecedentes criminais, trabalhava e ajudava em casa. Ele falou que o abuso foi um deslize e se disse arrependido. De acordo com Larissa Mayerhofer, há um histórico de abusos na família de Vanildo. O irmão dele foi preso e condenado por estuprar a própria filha. O estuprador cumpriu pena e hoje vive em liberdade como marido dessa filha. Vanildo confirmou a relação matrimonial do irmão.