Estado de Minas - Acompanhe as últimas notícias sobre Minas Gerais, economia, política, nacional, internacional, ciência e tecnologia Você, Empreendedor

SIGA O EM

Para pôr a mão na massa

Cursos para cozinheiros e administradores qualificam profissionais

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 865545, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Euler Junior/EM/D.A Press', 'link': '', 'legenda': 'A nutricionista Wenia Silveira d\xe1 aula para turma de empreendedores no programa Comida de Rua do Sebrae', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2015/06/07/654074/20150603111032544278e.JPG', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}]

postado em 07/06/2015 00:08 / atualizado em 09/06/2015 18:01

Estado de Minas

Euler Junior/EM/D.A Press
Controles de caixa, formação de estoques, entrada e saída de mercadorias, técnicas de vendas, exigências sanitárias, manipulação e preparação de alimentos entram nos planejamentos do negócio próprio pela porta que costuma ser uma das primeiras abertas pelos candidatos a empreendedor, a das salas de aula. Em instituições como o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e Serviço Social da Indústria (Sesi), alguns cursos têm fila de espera, tamanha a demanda dos candidatos. Mais do que o aprendizado específico, os alunos se beneficiam do ambiente de estudo para trocar informações, experiências e até mesmo constituir uma rede de relacionamento que pode gerar frutos mais à frente.

As possibilidades ampliam o aproveitamento nos cursos, destaca a coordenadora do programa Comida de Rua pelo Sebrae Minas, Michelle Chalub. “A demanda da alimentação fora de casa só tem crescido, abarcando uma variedade de empreendedores, desde o pipoqueiro ambulante aos donos de food trucks”, afirma. A expectativa de obter a qualificação necessária para conduzir o negócio próprio é o que une esses alunos nos cursos, interessados, em maior ou menor grau, tanto no conteúdo voltado à gestão do negócio, quanto na prática da manipulação da comida e definição das receitas.

A oferta de qualificação profissional para quem está enquadrado como microempreendedor individual (MEI), e para micro e pequenas empresas é extensa no Sebrae Minas, variando de acordo com o período. Em maio, a instituição ministrou mais de 30 programas. O público classificado como MEI tem à disposição, gratuitas ou a baixo custo, palestras, oficinas, cursos, consultorias e soluções tecnológicas. Uma central de atendimento a esse público montada no Shopping Uai, no Centro de Belo Horizonte, oferece atividades gratuitas e algumas respostas, como o lançamento de produtos dos empreendedores em redes sociais e a aplicação de técnicas de marketing.

O Sindicato e Associação Mineira da Indústria da Panificação (Amipão) também mantém a sua grade de cursos de formação e qualificação. Algumas das programações contemplam degustação de produtos feitos por fornecedores parceiros da instituição e dão ênfase à rede de relacionamentos que os alunos podem formar. Há conteúdos, ainda, que agregam debates sobre os rumos do segmento. O Senac, por sua vez, detém extensa grade de cursos em várias áreas do comércio e do setor de prestação de serviços, incluindo a graduação para tecnólogos em gastronomia, com inscrições abertas. O profissional é formado com a capacidade de idealizar, criar, planejar e realizar produções culinárias.

Na rua Sucesso de público, de acordo com o Sebrae Minas, o programa Comida de Rua, realizado em parceria com o Sesi, foi concluído no mês passado, mas deverá voltar à grade do Sebrae neste ano. Mudanças podem ser feitas no formato. No entanto, o objetivo da qualificação permanece, informou a coordenadora da iniciativa, Michelle Chalub. O conteúdo foi lançado para atender às cidades-sede dos jogos da Copa do Mundo, com término inicialmente previsto em 2014. Durante dois anos de programação gratuita, mais de 150 empreendedores do segmento de alimentação da Região Metropolitana de BH foram capacitados pelo Comida de Rua, que oferece orientações gratuitas em gestão de negócios e boas práticas na manipulação de alimentos.

 

PROGRAMA-SE

- Cursos práticos e teóricos de qualificação e especialização em várias áreas, palestras, oficinas e consultorias
Informações no site www.sebrae.com.br


- Graduação Tecnológica em Gastronomia, que habilita profissionais a atuar em diversos estabelecimentos, como empresas de hospedagem, restaurantes, clubes e bufês, na Faculdade Senac, na Rua Tupinambás, 1.038, no Centro de BH
Inscrições abertas para o vestibular unificado no site www.mg.senac.br


- Curso de aperfeiçoamento ministrado pela Amipão para produção de salgadinhos de bufê
Realização de 15 a 19


Informações no site www.amipao.com.br

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Ramon
Ramon - 11 de Junho às 08:56
Fui fazer um curso de cozinheiro no Senac e fui tachado de velho pelo cozinheiro chefe ! graças ao capeta ele morreu !