Estado de Minas - Acompanhe as últimas notícias sobre Minas Gerais, economia, política, nacional, internacional, ciência e tecnologia Você, Empreendedor

SIGA O EM

Sustentando o caixa

Linha de financiamento certa é útil para não deixar a parte financeira desandar

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 07/06/2015 00:05 / atualizado em 09/06/2015 18:02

Estado de Minas

A despeito do desaquecimento da economia e da alta das taxas de juros, as instituições financeiras continuam a brigar na concorrência por meio da oferta de crédito naqueles segmentos que, como o ramo de alimentação, oferecem oportunidades de investimento. Acertar na modalidade que melhor servirá ao financiamento de parcela dos custos do negócio próprio exige pesquisa sobre as taxas e a própria existência de linhas de empréstimo, muitas vezes desconhecidas do pequeno empreendedor. Os bancos também têm trabalhado na manutenção de equipes de gerentes preparados para dar consultoria a esses clientes.

A dificuldade de apresentar garantias da operação creditícia, um dos mais graves obstáculos para os empreendimentos menores, também passou a ganhar mais atenção do setor financeiro. Para turbinar sua presença nesse segmento e pôr foco nas perspectivas de expansão dos pequenos negócios de franquia na área de alimentação, o Bradesco lançou no mês passado a linha de crédito Capital de giro Fampe, em parceira com o Sebrae e a Associação Brasileira de Franchising (ABF).

O fundo de aval incorporado à nova modalidade vai garantir até 80% da operação, atendendo inicialmente às micro e pequenas franquias com faturamento de até R$ 3,6 milhões por ano, mas é grande a probabilidade de que seja estendido a outros negócios, informou o diretor da área de Empréstimos e Financiamentos do banco, João Carlos Gomes da Silva. “O fundo favorece a análise de crédito do empreendedor, contemplando as garantias para esse público”, afirma.

Com aporte de R$ 300 milhões, a linha de empréstimo com fundo de aval vai financiar até R$ 75 mil por ano para microempresas e R$ 125 mil para empresas de pequeno porte. A atenção especial às franquias faz sentido, destaca Gomes da Silva, diante do crescimento do sistema no país. A instituição conduz mais de 320 convênios com franquias e vê potencial marcante no segmento de negócios da área de alimentação. “Trata-se de um mercado que está mais direcionado para as franquias, que vêm se especializando com qualidade de produtos e atendimento. Quando observamos os shopping centers, 57% das praças de alimentação estão ocupadas por essas opções de investimento”, diz o executivo.

Microcrédito Entre as demais modalidades já oferecidas, o banco busca contemplar, inclusive, o empreendedor informal, com microcrédito para aquisição de bens e mercadorias. Todo o recurso tem de ser aplicado em atividades produtivas, com a liberação de até R$ 8 mil por operação. O crédito é dirigido a empreendedores individuais ou pessoas físicas e jurídicas que trabalham por conta própria, com faturamento de até R$ 120 mil por ano. Quem for enquadrado nessa linha terá prazo para pagar o empréstimo de no mínimo quatro a no máximo 12 meses, cumprindo carência de 15 a 59 dias.


Em meio ao cenário desfavorável ao crescimento do Brasil neste ano, Gomes da Silva afirma que o Bradesco tem investido numa forma negociada para definir o custo dos financiamentos para o cliente, considerando a estrutura do negócio, capacidade, instalações e a experiência dos sócios. Equipe de 6 mil gerentes foi preparada para dar consultoria a micro, pequenos e médios empreendimentos nessa definição das condições do empréstimo.

 

APOIO FINANCEIRO
Linhas de crédito disponíveis


Capital de giro FAMPE (parceria feita com o Sebrae e a Associação Brasileira de Franchising)

- Atenderá inicialmente micro e pequenas empresas com faturamento de franquia até R$ 3,6 milhões por ano
- O fundo garante até 80% da operação
- Contempla necessidades de capital de giro até R$ 75 mil por ano para microempresas e R$ 125 mil anuais para empresas de pequeno porte
- Prazo de pagamento de até 48 meses, com carência de até 6 meses
- Taxa de juros de 1,98% ao mês + IOF

Microcrédito produtivo orientado

- Empreendedores individuais e/ou Pessoas Físicas e Jurídicas que trabalham por conta própria, com faturamento de até R$120 mil por ano
- Financia a aquisição de bens e mercadorias. Os recursos tomados devem ser aplicados 100% na atividade produtiva do cliente
- Libera até R$ 8 mil por operação
- Prazo de pagamento é de no mínimo 4 meses e no máximo 12 meses, com carência de 15 dias a 59 dias.
Cred Investimento Franquias PJ
- Libera até 70% do valor apresentado no Plano Econômico Financeiro
- Prazo de pagamento de até 72 meses, com carência de até 6 meses.


Cartão BNDES

- Cartão sem anuidade, que disponibiliza para micro, pequenas e médias empresas limite para o financiamento na compra de máquinas e equipamentos, matéria-primas e insumos, bens de produção e utilitários
- Limite de crédito de até R$ 1 milhão
- Prazo de até 48 meses
- Taxa de Juros de 1,03% ao mês


Linhas para capital de giro

- Concedidas com base nos recebíveis das empresas (cheques, duplicatas, cartões de crédito)
- Operações com prazo de pagamento de até 60 meses.
- Taxa de juros: a partir de 2,64% ao mês
Fonte: Bradesco

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600