SIGA O EM

MODA/CRÉDITO

Empreendedor pode contar com crédito na hora de investir e manter negócio

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 854807, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Bradesco/Divulga\xe7\xe3o', 'link': '', 'legenda': '"Ele precisa ser eficiente, ter recursos adequados e mais em conta, e o papel do banco \xe9 estar do lado dos pequenos" - Jo\xe3o Bosco Gomes da Silva, diretor da \xe1rea de empr\xe9stimo e financiamento do Bradesco', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2015/05/24/649704/20150520195857727124o.jpg', 'alinhamento': 'right', 'descricao': ''}]

postado em 24/05/2015 06:05 / atualizado em 24/05/2015 09:42

Bradesco/Divulgação
Depois de fazer todo o plano de negócio, estudar o segmento, é hora de dar voos mais altos. Montar uma loja, ter a própria criação, contratar boas costureiras e investir em maquinário. O sonho de se empreender na área da moda é o de muitos, porém, é na hora de fazer as contas na ponta do lápis que o mundo fashion perde a purpurina. Ser qualificado, ter espaço no mercado e crescer no ramo custa dinheiro. Para quem não tem reservas, os financiamentos dos bancos podem ser uma saída (mas, antes, é preciso pesquisar entre as opções disponíveis). Acertar na modalidade de crédito é o primeiro passo para empreender. “O papel de um banco é dar esse apoio para esse empresário prosperar”, afirma o diretor da área de empréstimo e financiamento do Banco Bradesco, João Carlos Gomes da Silva.

Nesse meio, é preciso entender que o empreendedor necessita ter um custo mais barato para poder produzir e vender. “Caso contrário, ele não tem como competir. Ele precisa ser eficiente, ter recursos adequados e mais em conta, e o papel do banco é estar do lado dos pequenos”, comenta João Carlos. Segundo ele, no Bradesco, 93% do crédito oferecido às pessoas jurídicas são para micro, pequena e média empresas. “Temos mais de seis mil gerentes no Bradesco Negócios que têm o objetivo de entender as necessidades das empresas, se elas precisam de recursos para fluxo de caixa, compras de bens e financiamentos de longo prazo”, diz.

As linhas existentes no mercado abrangem empreendedores de todos os portes, até mesmo aqueles bem pequenos, com faturamento máximo de R$ 120 mil. O Bradesco, segundo ele, possui um portal na internet chamado Sociedade de Negócios, de acesso dos clientes. “É um espaço em que damos dicas importantes sobre cuidados do negócio, tendências econômicas, há casos de sucesso e depoimentos de empreendedores que começaram pequenos e prosperaram”, diz.

MICROCRÉDITO João Carlos conta que há uma equipe do Bradesco cuidando do microcrédito produtivo orientado, que tem linhas específicas para fluxo de caixa e financiamento. “Temos ainda linhas para franquias. O empreendedor da moda que quer expandir, ou montar uma loja nessa modalidade tem até 72 meses de pagamento e carência de até seis meses”, destaca. Ainda, para o empresário da moda que quer ampliar sua loja e não faz parte do esquema de franquias, o banco oferece linhas que auxiliam na compra de equipamentos e fluxo de caixa. (Veja quadro ao lado)

Para essas linhas de crédito, a instituição cobra garantias que, segundo João, podem ser veículos, imóveis do sócio ou da própria empresa. “Pode ser ainda bens novos ou usados, vai depender das características da linha do financiamento”, diz. “Em maio, vamos lançar produtos de crédito no mobile. Assim, a pessoa ainda pode fazer uso de linhas de capital de giro ou saques diretamente do telefone celular”, anuncia. Outra opção, segundo ele, é o Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe), que foi criado pelo Bradesco em parceria com o Sebrae, para apoio a esses empresários”, avisa.

REALIZANDO O SONHO
Veja algumas linhas de créditos oferecidas ao empreendedor sem reservas financeiras:
>> Arranjos produtivos locais - APL
A empresa poderá realizar quantas transações quiserem desde que já tenha o limite disponível. À medida que as parcelas são quitadas, o limite é recomposto para novos saques, sem necessidade de comparecer à agência.
Prazos: 180 dias de carência e até 48 meses para pagar

>> Crédito para investimento em franquias
Capital de giro ou compra de equipamentos.
Prazo para pagamento: 72 meses
Carência: até seis meses
Valor financiado: até 70% do investimento
Taxa de juros: a partir de 2,15% ao mês

>> Microcrédito Produtivo Orientado
É uma solução de crédito para empreendedores individuais - formais ou informais - e microempresas com faturamento máximo de R$ 120 mil ao ano.
Objetivo: adquirir bens e equipamentos ou fazer pequenas reformas e ampliações. O crédito também pode ser utilizado como capital de giro da empresa
Juros: de 2,8% a 4% ao mês

>> Cartão BNDES
Linha para financiamento de micro, pequena e médias empresas.
Objetivo: compra de equipamentos ou matéria-prima
Prazo para pagamento: até 48 meses
Limite por cliente: até R$ 1 milhão
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600