Estado de Minas - Acompanhe as últimas notícias sobre Minas Gerais, economia, política, nacional, internacional, ciência e tecnologia Mundo Pet

SIGA O EM

Mundo exótico

Iguana pode ser domesticada, mas precisa de local especial

Animal vive cerca de 15 anos e pode ser manuseado diariamente até mesmo por crianças

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 13/06/2015 06:07 / atualizado em 12/06/2015 18:10

Estado de Minas

Sidney Lopes/EM/D.A Press - 3/6/09

Uma das vegetarianas mais famosas entre os pets exóticos é a iguana. Podendo chegar a aproximadamente 1,8 metro, do focinho até a cauda, esse animal vive cerca de 15 anos e pode ser manuseado diariamente até mesmo por crianças. Apesar de serem alimentados basicamente de frutas, verduras e rações, esses répteis precisam de muito cuidado ao ser domesticados. Um dos motivos para tanta cautela é o fato de não conseguirem metabolizar o cálcio do corpo por conta própria, precisando da luz diária do sol para realizar essa tarefa no metabolismo.

De acordo com a médica-veterinária especialista em pets exóticos Marcela Hortiz, ao comprar uma iguana é preciso se certificar primeiramente se o local que está comercializando esses animais os vende com o registro adequado. Atualmente, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) não permite a abertura de novos criadouros dos répteis. Porém, aqueles que já têm a permissão do órgão federal para venda podem continuar reproduzindo a espécie.

“A iguana é um animal da fauna brasileira e que ainda aquece muito o tráfico. O Ibama irá autorizar, em breve, a lista que permite criatório de animais exóticos que podem ser domesticados. Quem compra uma iguana precisa ter o documento de registro que comprove a posse. Quando ela é vendida legalmente, a iguana recebe um microchip de identificação, que tem o mesmo número no documento. Portanto, se você tem um pet como esse, você pode sair para qualquer canto acompanhado dele, basta estar com o registro em mãos”, explica.

Para que a iguana sobreviva em um ambiente urbano sem sentir falta de seu hábitat é necessário que seu dono prepare um local ideal. “Esse tipo de réptil é um animal arborícola, ou seja, gosta de ficar em cima de um tronco. Então, é necessário um viveiro vertical, já que ela precisa ocupar mais espaço para o alto do que horizontalmente. Esse tronco deve se parecer com um poleiro, para ela ficar em cima dele. Pode ser feito de galhos de árvores. A iguana gosta também de entrar em algum local com água. Portanto, o ideal é ter uma bacia que a caiba, como se fosse uma piscina”, ressalta.

Ainda segundo Marcela, se o terrário, que é uma espécie de aquário, mas feito para animais que vivem fora d’água, for instalado dentro de casa, é necessário que haja alguma luz ultravioleta, tanto para que ela consiga metabolizar o cálcio do próprio corpo, como para equilibrar sua temperatura corpórea. “Não pode ser luz incandescente. Há na internet e em petshops especializados em animais exóticos que comercializam a lâmpada específica da espécie.”
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Guilherme
Guilherme - 16 de Junho às 01:19
Animais nao sao brinquedos. Se vc de fato aprecia e se importa com o bem estar dessas criaturas, nao incentive esse comércio doentio, mesmo que legalizado, isso nao significa que seja moral!
 
Érico
Érico - 15 de Junho às 08:44
Muitas informações suspeitas. Se é um animal arborícola não gostaria de ficar sendo manuseada por ninguém. Os machos quando crescem ficam agressivos e não devem ser manipulados por crianças, pois existe risco de mordidas e rabadas, que podem ser dolorosas. Para resumir, animal silvestre não é e nem deve ser criada como pet!