QUARESMA

Preços de peixes variam até 226,5% em Belo Horizonte

Consumidos na quaresma, produtos subiram até 40% neste ano. Bacalhau tem alta de 20,6% e diferença de até 102,6%

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 04/03/2014 06:00 / atualizado em 04/03/2014 07:26

Zulmira Furbino

Tulio Santos/EM/D.A Press

Se quiserem comer peixe a preços módicos durante a Quaresma, os belorizontinos vão ter que bater perna. As diferenças de preço entre os estabelecimentos que comercializam pescados em Belo Horizonte chega a 226,5% no caso da Sardinha, a 175,56% para a tainha, a 140,94% para posta de surubim e a 102,62% para o bacalhau, o preferido para o almoço da Semana Santa, de acordo com a empresa de pesquisas Mercado Mineiro. Segundo o levantamento, na comparação entre 08 de fevereiro de 2013 e 28 de fevereiro de 2014 todos os pescados subiram de preço na capital mineira. A campeã da alta foi a traíra, que está 40,8% mais cara do que no ano passado.

Segundo o Mercado Mineiro, a um dia do início da Quaresma, período no qual milhões de brasileiros deixam de comer carne vermelha em sinal de penitência religiosa, o preço do bacalhau em Belo Horizonte pode variar até 102,62%. Segundo o levantamento, o quilo do bacalhau Saithe pode ser encontrado a R$ 22,11 no Carrefour do BH Shopping e pelo dobro do preço (R$ 44,80) no Empório Ananda, no Mercado Central. Já o bacalhau Porto Imperial custa R$ 47,41 no Carrefour do BH Shopping e R$ 79,90 no Comercial Uchoa, também no Mercado Central. A diferença é de 68,53%. Por outro lado, o bacalhau Porto Ling pode ser comprado por preços que variam entre R$ 38,34 (Carrefour BH Shopping) e R$ 39,90 (Peixaria São Francisco, no Bairro Bonfim). Nesse caso a diferença é de apenas 4,07%.

EM/D.A.Press
Entre os peixes frescos, a maior variação encontrada foi para o quilo da sardinha, que custa de R$ 6,00 (Oceânica Pescados) até R$ 19,59 (Verdemar Sion). Isso significa que com o preço do quilo no Verdemar é possível comprar 3,2 quilos de sardinha na Oceânica. A pesquisa mostra que a tainha pode custar de R$ 9 (Peixaria Douradinha) a R$ 24,80 (Via Brasil do Big Shopping). A variação é de 175,56%. Já os preços do surubim em posta vão de R$ 14,90 (Armazém do Mar) a R$ 35,90 (Peixaria Modelo), numa variação de 140,94%.

A pesquisa indica que o menor preço do salmão pode ser encontrado no Extra do Belvedere (R$ 22,90) e o maior na Peixaria São Francisco, na Cidade Nova, onde um quilo do peixe custa R$ 55. A diferença é de 140,17%. A menor variação encontrada entre os pescados foi de 27,24%, nos preços do filé de surubim, que pode custar de R$ 29 na Peixaria Douradinha a R$ 36,90 na Peixaria Modelo. A dúzia de ovos brancos varia 23,92% e sai a R$ 4,39 (Verdemar Sion) até R$ 5,44 (Carrefour do Bh Shopping). Já a dúzia de ovos vermelhos custa de R$ 5,39 (Verdemar Sion) até R$ 6,19 (Carrefour BH Shopping). A variação de preços entre os estabelecimentos é de 14,84%.

AUMENTOS
De acordo com o levantamento, na comparação entre 08 de fevereiro de 2013 e 28 de fevereiro de 2014, o preço médio da traíra subiu 40,8%. No ano passado o quilo do peixe custava em média R$ 13,92 e neste ano passou a custar R$ 19,60. A tainha, que custava R$ 13,12, está custando, em média, R$ 17,90, aumento de 36,43%. O preço do curimatã passou de R$ 10,70 para R$ 14,07, aumento de 31,5%, e o do bacalhau Porto Imperial subiu 20,60%, passando de R$ 52,27 para R$ 63,04 em média. O bacalhau Saithe, que custava R$ 29,76, sofreu um aumento de 6,96%, passando a custar R$ 31,83. A dúzia de ovos vermelhos subiu 16,37%. Custava cerca de R$ 5,01 em fevereiro de 2013 e passou a ser vendia por R$ 5,83 em igual mês de 20142014. Já o preço da dúzia dos ovos brancos aumentou 15,28%, passando de R$4,32 para R$ 4,98.
Tags:
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação