17°/ 31°
Belo Horizonte,
01/NOV/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Mercado prevê dólar a R2,47 em 2015

Agência Estado

Publicação: 13/01/2014 09:49 Atualização: 13/01/2014 09:57

O mercado financeiro prevê um aumento do dólar ao final de 2015, conforme revelou o relatório de mercado Focus, divulgado nesta segunda-feira, 13, pelo Banco Central (BC). Segundo o documento, a mediana das estimativas para o câmbio do ano que vem passou de R$ 2,45 - mesma taxa aguardada um mês atrás - para R$ 2,47.

Com a mudança, aumentou também a mediana das previsões para o câmbio médio em 2015, que passou de R$ 2,40 - mesmo patamar também visto quatro semanas atrás - para R$ 2,44 agora. Para 2014, no entanto, a Focus não trouxe alterações para o dólar de uma semana para outra. A projeção é de uma variação de R$ 2,45 ao final do ano e de R$ 2,40 no caso do câmbio médio. Estas previsões, um mês antes, estavam em R$ 2,43 e R$ 2,38, respectivamente.

Superávit comercial

Analistas do mercado financeiro voltaram a mostrar um pouco mais de otimismo com o saldo da balança comercial em 2014, depois dos dados pífios do ano passado. Segundo o mesmo relatório, a expectativa para o superávit passou de US$ 8 bilhões na semana passada para US$ 8,25 bilhões agora - um mês antes estava em US$ 7,85 bilhões.

Para 2015, houve manutenção da previsão de um saldo positivo em US$ 12 bilhões, que é superior, no entanto, à mediana de US$ 11,70 bilhões apresentada um mês atrás.

Crucial para as transações correntes do País, as novas perspectivas para a balança, no entanto, não tiveram influência positiva o suficiente para as projeções para esse saldo. Conforme a Focus, o déficit em conta corrente deve fechar 2014 em US$ 71,60 bilhões, ante expectativa anterior de um rombo de US$ 71,30 bilhões, mesmo patamar de quatro semanas atrás. Já para 2015, as previsões seguiram em um déficit de US$ 71,10 bilhões ao final do ano, ante previsão de resultado negativo de US$ 71,60 bilhões um mês antes.

O pior é que a previsão é de que esse rombo não será totalmente financiado pelos Investimentos Estrangeiros Diretos (IED). Segundo a Focus, foi mantida pela 74ª semana consecutiva a projeção de ingresso desses recursos na ordem de US$ 60 bilhões em 2014. Já para 2015, houve uma diminuição da projeção de entradas de IED ao final do ano, de US$ 60 bilhões para US$ 59 bilhões, mesmo nível verificado um mês antes.

No caso da relação dívida/PIB, a Focus revelou um ajuste de 35,00% para 34,95% em 2014 de uma semana para outra. Um mês atrás, a expectativa era de uma variação de 34,60%. Para 2015, no entanto, a mediana das previsões está congelada em 35,00% há quatro semanas.

Brasília, 13/01/2014 - O relatório de mercado Focus, divulgado há pouco pelo Banco Central, mostrou que economistas promoveram apenas alguns ajustes nas suas projeções para o comportamento dos índices de inflação como IPC e IGPs deste e do próximo ano. Em resumo, houve leve redução das estimativas para os indicadores com mais influência do atacado e do câmbio e ligeiro aumento para o IPC.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.